Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Um sábado (especial) de baptizado e um domingo improvável!

24.03.19 | Vera Dias Pinheiro

ribeira d'ilhas

 

Depois de um sábado longo e cheio de emoções com o baptizado do Vicente e da Laurinha, tudo o que eu esperava era um domingo caseiro, sem planos e dedicado à ronha! No entanto, estávamos nós no parque com os miúdos ainda da parte da manhã quando recebemos a mensagem que mudou tudo:

Querem ir comer um peixinho grelhado à praia da Assenta?

 

Não foi preciso pensar duas vezes. Afinal, podíamos ir fazer ronha para outro lado, a menos de uma hora de Lisboa, a apanhar sol (do bom), respirar o ar da praia, comer peixe do bom e jogar conversa fora, porque o estado de espírito era igual para todos.

Entre a praia da Assenta, onde almoçamos e a Ribeira d’ Ilhas onde os miúdos puderam gastar o que ainda restava da energia, a mim, soube-me pela vida apanhar o sol de fim de tarde no rosto, ter os miúdos em liberdade (supervisionada) com o pé na areia e as meninas mais atrevidas que chegaram a arriscar tudo ao molhar o pé e até um pouco mais.

ACS_0345.JPG

 

ACS_0348.JPG

 

ACS_0344.JPG

 

Foi um fim-de-semana com zero descanso, mas a sensação que eu tenho é que agora, à medida que o tempo vai aquecendo, os fins-de-semana voltam a ser mais agitados, com mais passeios e menos tempo em casa. Os miúdos, que nos tentam acompanhar, são crianças, ainda com pouca capacidade de diferir o cansaço, mas é assim, o outro lado da moeda, porque o equilíbrio perfeito é uma ilusão.

Um grande banho, um jantar a jogar pelo seguro para que levantem o menos pretextos possíveis para birras e, logo a seguir, ser firmes na rotina: lavar dentes, xixi, rezar o Pai Nosso e cama. Pelos menos, por aqui, é o que resulta melhor. A roupa do dia seguinte já fica separada para que a semana arranque de forma suave.

 

Sobre o baptizado, claro que vos vou falar e mostrar assim que tiver as fotografias, ainda assim, posso dizer-vos que o Vicente ainda hoje me disse que adorou o baptizado. Perguntaram-me, pelo Instagram, o porquê de baptizá-los só agora, mais crescidos, e uma das razões é precisamente esta:

Querer que eles tivessem memória deste dia, poder ter conversado com eles antes sobre o que é a importância que tem para eles, ter-lhes mostrado a igreja. Quero muito que se lembrem e que, um dia mais tarde, contem ou pensem sobre este momento. E eu, para quem o baptismo já era importante, fiquei ainda mais feliz por finalmente ter acontecido. Foi como se tivesse sido invadida por uma paz e por amor ainda maiores, se é que é possível o meu peito aguentar.

 

Foi um dia lindo e cheio de significado para todos nós e que ficou assinalado igualmente com o bolo mais simples e mais bonito de todos os tempos, para além de saboroso.

bolo de baptizado

Made by Entrebolos

 

Obrigada por todas as mensagens de carinho. Obrigada a cada um de vós por ter feito parte de mais um momento importante desta nossa viagem. Obrigada!

 

Boa noite.