Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

10 coisas positivas que podemos fazer por nós

11.04.19 | Vera Dias Pinheiro | comentar
  Esta semana tem sido um verdadeiro desafio. Eu estava ansiosa pela chegada da segunda-feira, queria muito que toda a família voltasse às suas rotinas e eu às minhas. Dois dias depois, tinha a Laura com febre, duas noites sem dormir e o cansaço que se acumulava, eu (...)

Sobrevivi ao dia em que tive a full-time em três empregos!

10.04.19 | Vera Dias Pinheiro | comentar
  Foi uma noite péssima, a voltarmos sempre aos 39 de febre, mais o sobressalto (meu) e todos os pedidos que foram feitos “pra´li” entre as 3 e as 5 da manhã, altura em que a Laura cedeu e voltou a pegar no sono. Estava sobressaltada por ela, porque quando as (...)

Mood Board: Spring Flowers Arrangements!

03.04.19 | Vera Dias Pinheiro | comentar
  Gosto muito de flores, embora procure sempre as plantas que sejam sobreviventes, ou seja, que não precisem de um cuidado e manutenção elevado. Porque eu – não sei como é com vocês – passo meu dia-a-dia completamente controlada por horários, rotinas e (...)

Vivemos constantemente a tentar esticar o tempo!

01.04.19 | Vera Dias Pinheiro | comentar
  A mudança da hora fez mossa. Fez aos miúdos, mas também a mim. Hoje adormecemos e foi o Vicente quem nos acordou. Eu recordo-me de ter desligado o despertador, mas achava sinceramente que seriam apenas mais 5 minutos e não 1h30 como acabou por ser… Ainda assim e (...)

Baptizado Vicente e Laurinha | Os preparativos

27.03.19 | Vera Dias Pinheiro | ver comentários (2)
  Pelas poucas fotografias que fui partilhando do baptizado, acho que ficou claro que foi uma cerimónia simples, pequena e, essencialmente, aquilo que eu queria era sentir que aproveitávamos o momento. Pois, embora para quem está de fora, possa parecer tudo muito à (...)

Home Office – Some Spring inspiration

25.03.19 | Vera Dias Pinheiro | comentar
    Ainda não estou preparada para largar o ninho e começar a trabalhar fora de casa, numa espécie de co-work. É verdade que, alguma vezes, o facto de estar sozinha não me traz muitos benefícios, mas é precisamente por isso que me obrigo a manter as rotinas que me (...)