Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Parabéns, minha querida mãe!

Para a melhor mãe que podia ter tido.

24.11.20 | Vera Dias Pinheiro | comentar
  Em primeiro lugar, queria dizer o quanto isto é tudo ainda muito novo – e, ao mesmo tempo, estranho - para mim. Falar da minha mãe sem a sua presença física junto de mim. As cartas que lhe escrevia, as mensagens e até os posts aqui no blog, agora assumem uma (...)

Um novo recomeço. Mais um, dos vários a que 2020 já nos obrigou!

(Mais Um) Recomeço De Ano Lectivo Em 2020

16.11.20 | Vera Dias Pinheiro | comentar
    Chegaram ao fim três longas semanas de férias e de escola à distância. E por mais que a situação da pandemia já se arraste a vários (longos) meses, a verdade é que o nosso organismo ainda não assimilou com naturalidade as sucessivas alterações que a nossa (...)

A minha família imperfeita | Dia da Família

Como É Que A Quarentena Influenciou A Nossa Dinâmica Em Família?

15.05.20 | Vera Dias Pinheiro | comentar
  Queria falar desta semana que passou, pois não foi apenas mais uma semana deste desconfinamento ainda meio confinado. E calhou que hoje é igualmente o Dia da Família. Sei que ficaria bem dizer que tenho a família perfeita, mas de perfeito temos apenas a nossa (...)

Caímos de pára-quedas numa pandemia... O que virá a seguir?

Como passamos da COVID-19, à pandemia e ao isolamento em casa?

19.03.20 | Vera Dias Pinheiro | ver comentários (2)
  O ano de 2019 foi difícil para muitas pessoas, eu incluída, e mesmo sabendo o que me 2020 me reservava – a partida anunciada da minha mãe – eu sentia que 2020 seria auspicioso. Por algum motivo, encaro-o (ainda) pleno de energias positivas vibrantes capazes de (...)

Adeus Fevereiro: Foste O Mês Do Caos, Ainda Assim Obrigada!

Transformar As Coisas Negativas Em Pontos Fortes.

02.03.20 | Vera Dias Pinheiro | ver comentários (2)
  Ufa! Chegamos ao fim do mês de fevereiro. Foi um mês curto, mas intenso. Foi um mês de muitas lágrimas, mas, ao mesmo tempo, de muito amor. Foi o mês em que quis desaparecer, mas em que surpreendentemente me dediquei mais ao trabalho e em que efectivamente pus a (...)