Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Road trip: Bru -> Lis #day1

30.08.13 | Vera Dias Pinheiro
Como o prometido é devido, começo a desvendar o pouco da nossa aventura na estrada.

E posso começar mesmo por afirmar que: o que um não quer, dois não conseguem! Isto é bem verdade e aplica-se em muitas coisas, como por exemplo, num casal com um filho de meses, que decidem fazer uma viagem de cerca de 2060 km (Bruxelas -> Lisboa). 
Sabíamos que esta viagem podia ser divertida, pois já o tínhamos feito os dois, mas desta vez, a logística era exigente e o tempo não era determinado por nós, mas sim por uma pessoinha de 5 meses de idade. Passou-se à fase de estudar os itenerários e as distâncias que podíamos fazer durante o dia, tentando ao máximo respeitar os horários e os ritmos do Vicente. 

Resultado: 3 dias -> +/- 2060 km -> intenerário: Bruxelas - Niort - San Sebastien - Briviesca - Salamanca - Lisboa.

Para mim, o importante era manter os horários de jantar e dormir. Depois de passar o dia todo no ovo, vê-lo, ao fim do dia, estafado, sem puder descansar em condições, ia trazer bem ao de cima o sentimento de "culpa" que uma mulher desenvolve logo após dar à luz e que nos dá umas valentes dores de cabeça...

Primeira paragem, sem ser uma estação de serviço claro, foi Niort (situada no oeste de França), paragem para jantar e descansar. O primeiro dia correu tão bem que até conseguimos ir os 3 jantar fora.

Para dormir, escolhemos o Hotel Particulier La Chamoiserie (10 Rue de l'Espingole, Niort, France), pequeno, simpático, com pequeno-almoço incluído (e não tivesse sido a chuva, este podia ter sido tomado na esplanada). Apenas de referir que não tem elevador. Sorte a nossa que, por acaso, ficamos no segundo andar!





Encontramos, perto do Hotel, o restaurante Du Donjon (http://www.restaurant-le-donjon.com/), ficamos muito bem impressionados, não só pela qualidade da comida, como também pela sua apresentação. Ora vejam só o café gourmand que nos serviram depois do jantar :)



De resto, do pouco que podemos ver da cidade, pareceu-nos acolhedora, ainda que estranhamente vazia para um dia de semana e para o fim da tarde, em que esperávamos ver o reboliço das pessoas, que eventualmente estariam a sair dos seus empregos.






O importante é que conseguimos carregar baterias para o segundo, ainda que o Vicente tenha monopolizado a cama dos pais e tanto eu, como o senhor meu marido, estivemos por um tris de dormir no chão!!!