Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Pais&Filhos | Sobre a importância (e o dever) de brincar

18.11.15 | Vera Dias Pinheiro

As crianças precisam ter tempo para brincar e os pais precisam ter tempo para estimular os seus filhos para as brincadeiras e, sobretudo, para brincar com eles. 

Mais do que a parte lúdica, as brincadeiras são essenciais ao desenvolvimento das crianças. É uma ferramenta importante para que elas aprendam capacidades tão importantes como: a atenção, a memória, a imitação e a imaginação. Para além disso, são levadas a explorar e a reflectir sobre a realidade e a cultura na qual estão inseridas, interiorizando-as e, ao mesmo tempo, questionando as regras e os papéis sociais.

Hoje em dia, acabamos por ser um pouco vítimas da nossa própria rotina, mas também dos "facilitismos" que uma sociedade moderna e tecnologicamente desenvolvida, como a nossa, nos trouxe (e continua a trazer). É cada vez mais natural distrair as crianças com um smarphone, um ipad ou uma playstation, por exemplo. E é cada vez mais natural fazê-lo quando estamos à mesa, muitas vezes, quando vamos comer fora e até quando estamos de férias. Ninguém que tenha filhos duvida que sejam uma das formas mais fáceis e eficazes de entreter uma criança, de sossegar uma birra ou até de as fazer comer; o que não está assim tão certo é a generalização do uso das tecnologias, porque ao invés de estarmos a incentivar e a estimular o processo de socialização com o outro, estamos a promover o isolamento da criança.

Para além disso, e por experiência própria, já aprendi que muitas das birras do Vicente são chamadas de atenção para que eu brinque com ele em vez de andar a correr para fazer o jantar, preparar o banho e tudo o resto que não pode ser mais importante que ele, mas que às vezes acaba por ser. É por isso que tanto eu como o senhor meu marido nos esforçamos por escolher brinquedos que possam envolver toda a família e que, por norma, são os que ele gosta mais: puzzles, livros para colorir, instrumentos musicais (que distribui por todos para formar uma banda daquelas bem barulhentas). Ou seja, para que ele se divirta basta simplesmente que nos tenha ali com ele. E a verdade é que este tempo passado em conjunto com os nossos filhos é tempo de qualidade, leva-nos a fazer parte do seu processo de descoberta, a conhecê-los muito melhor e a estreitar os laços. Um adulto que brinca com uma criança está a demonstrar-lhe o amor e o carinho que sente por ela, ao mesmo tempo que, eleva o nível de interesse, enriquece e estimula a imaginação das crianças.

A Science4you é daquelas marcas que sempre despertou a minha atenção precisamente porque foge ao tradicional dos brinquedos e porque leva as crianças a divertir-se, explorando o seu conhecimento e a descoberta. E agora que o Vicente está praticamente a fazer três anos já podemos começar a testar alguns dos seus brinquedos.

E assim numa espécie de "testado e aprovado" por nós, deixo-vos duas sugestões que fizeram o sucesso cá por casa e que, por isso, recomendamos:

1. Tapete para colorir - Dinossauros (+ 3 anos):
Trata-se de um tapete para colorir lavável, ideal para os pequenos artistas que gostam das canetas de pintar e que precisem de espaço para as usar. Contribui igualmente para promover o trabalho em equipa e a partilha - pois, enquanto o pai pinta os dentes do dinossauro, a mãe pinta a árvore e o Vicente... bom, o Vicente pinta o que lhe apetece! Nós divertimo-nos muito, sobretudo porque conseguimos estar juntos, durante imenso tempo, a fazer algo em conjunto.


Tapete de colorir lavável + Science4you + review + jogos didácticos



2. Puzzle Profissões (+ 4 anos):
Ensina as crianças a fazer a associação entre diferentes profissões e os utensílios que são precisos a cada uma delas. Óptimo para crianças curiosas que não se cansam de perguntar: "Oh mãe, ito como chama-se?". Nós tentamos ainda associar as profissões a situações do nosso dia-a-dia e a pessoas que o Vicente possa conhecer. E é fascinante ver como as crianças, nesta fase, são autênticas esponjas que absorvem tudo o que se lhes diz.

Puzzle Profissões + Science4you + crianças + jogos didácticos



No fundo, o que importa é não nos esquecermos que brincar é a forma mais completa que a criança tem de comunicar consigo mesma e com o mundo que a rodeia, e para isso é preciso tempo e espaço. É desta forma que aprende o que mais ninguém lhe pode ensinar; que está a conhecer-se a si própria e ao mundo; que descobre o papel dos adultos e que aprende a comportar-se como eles. Pois é, até a brincar nós somos o exemplo a seguir...

E não podemos terminar sem deixar agradecer à Science4you por nós ter proporcionado uma tarde tão divertida e em família! Obrigada :)


*Texto escrito em parceria com a marca.