Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Os Vs | É o sorriso dele que me faz esquecer o resto!

09.03.16 | Vera Dias Pinheiro

Hoje chego às 36 semanas, com uma barriga pequenina segundo os tais "experts" em avaliar o tamanho das barrigas das grávidas. No entanto, com uma barriga pequenina ou grande, por esta altura o cansaço já é muito, tal como o desconforto e as dificuldades em várias actividades que tenho que fazer diariamente, nomeadamente tudo o que implique interagir com os membros inferiores do meu corpo. Ao final do dia, aquilo que gostava mesmo era de simplesmente poder deitar-me no sofá a fazer zapping e dali sair apenas para ir para a cama, onde também gostava muito de conseguir dormir uma noite inteira num sono profundo e descansado. Por esta altura, gostava de me ter livrado dos enjoos e da azia - bem sei que é no final que tudo isto se agrava, mas já que têm sido uma constante até aqui, podiam resolver dar uma folga agora nas últimas semanas. Se juntarmos a tudo isto um pirata pequenino com três anos, só faz com que a tudo aquilo que caracteriza esta fase final da gravidez, se junte uma capacidade gigante de não deixar que a paciência se esgote à mínima coisa,  de ter a energia para brincar aquele bocadinho depois de chegar da escola ou, então, que o leve a lanchar à sua padaria preferida. 

Ontem, ficámos apenas os dois, chegamos da escola, sem birras e bem dispostos. Brincou-se, fez-se o jantar, tomou-se banho, viu-se o "Jake e os Piratas" antes do jantar e jantou-se - um jantar que levou horas para terminar - mas lá conseguimos despachar-nos e ir para o quarto, nessa altura já só quero que durma rápido. Ele percebe e fica sentido, eu apercebo-me e repreendo-me e, nesse mesmo instante, dou-lhe um abraço apertado e digo que o amo muito mais que tudo. Ele ri-se e é o riso dele que me faz esquecer tudo o resto - pergunto-me se haverá coisa melhor do que ouvir uma criança a rir... é impossível que haja. Ontem não lemos história, já era tarde, mas rimos os dois, demos mimos um ao outro, fizemos as nossas juras de amor e assim que o aconchego na sua cama, adormece em segundos, tranquilo.

A gravidez do segundo filho pode ser - e é - muito mais cansativa, muito mais exigente, às vezes, frustrante, mas é tão mais rica e compensadora!


Bom Dia.


1 comentário

Comentar post