Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Os Vs | A nossa primeira reunião de pais

01.10.15 | Vera Dias Pinheiro


Ontem, eu e o senhor meu marido, estivemos na nossa primeira reunião de pais (que grande E-M-O-Ç-Ã-O). O objectivo era o de apresentar o plano educativo para o ano lectivo que ainda agora tinha começado. 
E, de repente, assim que entramos e nos sentamos, juntamente com os outros pais, naquelas cadeirinhas tão pequeninas, tive que me beliscar para acreditar que tinha finalmente chegado a altura do Vicente iniciar o seu percurso escolar a sério, com responsabilidades e objectivos para este ano, mas também com muitos direitos: afinal, são crianças pequenas que precisam, acima de tudo, de brincar. Por instantes, lembrei-me igualmente das minhas reuniões da escola, em que ia com a minha mãe; e agora tinha chegado a vez de eu própria ser a encarregada de educação de alguém - e aí tive que beliscar-me outra vez para ter a certeza que era mesmo real.

Enquanto mãe (e pai), é uma segurança e até mesmo um descanso saber que o nosso filho está inserido numa instituição onde existe a preocupação de explicar aos pais os valores e a missão daquela escola e onde ouvimos as educadoras a explicar aquilo que será feito durante todo o ano. Não sou uma mãe galinha, não ando sempre com perguntas ou com dúvidas, no entanto, gosto de me sentir segura, principalmente nas decisões que dizem respeito ao Vicente. Na creche anterior tínhamos um relatório diário que vinha sempre na mochila, aqui não existe essa prática, por isso, cabe-nos a nós ter mais iniciativa para saber como estão a correr as coisas. Mas eu continuo a ver o Vicente muito feliz a cada dia que o vou buscar à "escola nova", como ele diz, vem sempre com uma novidade para nos contar e até já percebi que já tem dois melhores amigos. 

Desta reunião, ficamos contentes por saber que a escola quer promover mais a relação com os pais, impulsionado a participação dos mesmos em algumas actividades; que existe também a intenção de criar um clube dos avós e a ideia será trazer avós para passar um bocado com os seus netos na escola e participar com eles em algumas actividades. Na nossa opinião, achamos que estas iniciativas representam um grande incentivo aos pais para estarem mais presentes e passarem mais tempo - de qualidade - com os seus filhos, que sabemos ser algo tão difícil na correria da semana.

Houve ainda tempo para falar sobre o plano de actividades extracurriculares (que na creche estamos a falar de actividades curtas, com cerca de 30 minutos de duração) e nos próximos dias o Vicente vai começar a expressão musical e a dança e eu digo: YAY!!! FINALMENTE!!! O Vicente esteve sempre ligado à música, a passagem pelo Bebé Maestro, em Bruxelas, foi determinante, a par com as idas a concertos. Além disso,  nunca vimos muita televisão e sempre fomos adeptos de ter a música como companhia. Tanto assim foi que, hoje em dia, dou por ele com a flauta, o piano e o xilofone, numa espécie de banda, em que ele é o one man show... e ainda canta! A barulheira é muita - coitados dos nossos vizinhos - mas ele fica realmente feliz quando está no meio da música. Portanto, estamos cheios de expectativas e bastante curiosos para saber como correm estas actividades.

E, pronto, parece que o meu bebé cresceu - muito - e que caminha, rápido de mais, rumo a tornar-se um rapazinho cheio de personalidade. 

E, por aí, também existe uma reunião de pais para apresentação do ano lectivo na escola dos vossos filhos? E quais são os talentos dos vossos pequenos grandes artistas? :)


1 comentário

Comentar post