Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Os filhos é que mandam | Do nosso fim-de-semana #25

05.03.17 | Vera Dias Pinheiro
Foi um fim-de-semana tranquilo; tinha outros planos, mas a verdade é que as coisas da parentalidade sobrepõem-se a tudo e, às vezes, retiram-nos toda a energia para fazer o que quer que seja. Estou numa fase delicada com o Vicente e não são apenas as birras, é a afirmação da personalidade, são as coisas que o ouvimos dizer - e que achamos que connosco iria ser diferente - e o tempo que perdemos a tentar conversar, negociar, gerir tensão porque não queremos gritar, bater, perder a calma e a paciência. Não entendo o porquê de ninguém ter escrito sobre os terrible four - talvez, para não assustar os pais... algo que eu consigo entender. A sério, os dois anos são "canja"... mas também não estou aqui para assustar ninguém.

Felizmente, já não temos ninguém doente e já podemos sair à rua - e melhor ainda, é saber que amanhã regressa tudo à normalidade, com a escola, as actividades, lá vai dormir a sesta, sei também que não vai fazer birras para comer e não vou ter que gerir o facto do Vicente não querer que a irmã mexa nos seus brinquedos, 24 horas por dia - faz parte, eu sei, e não querendo delegar a responsabilidade nos outros, mas sabe bem ter um pouco descanso.

Durante este fim-de-semana, estivemos num evento da Corine de Farme, a outra marca do meu coração e que se torna a nossa escolha, após o primeiro ano de vida. Este evento, um pequeno almoço que juntou várias famílias, tinha um pretexto: dar a conhecer a sua nova campanha, cuja figura central é a família e a relação entre pais e filhos. Para isso, criou um manifesto que nos deixa a reflectir sobre o nosso dia-a-dia familiar, sendo que existe sempre alguma que podemos fazer melhor. Mas sobre tudo isto, falarei nos próximos dias com maior detalhe. 


Fotografia: Ricardo Santos (Flying Studios

Também voltámos ao brunch, depois de alguns fins-de-semana sem conseguir ir, mesmo com o dia bastante chuvoso e cinzento que esteve hoje. Quisemos fazer um momento de filho único com o Vicente, já que em casa notamos nele alguma irritação com a presença da irmã, com o facto dela querer mexer nas coisas dele a toda a hora, havendo momentos em que não a larga, mas em muitos outros, está a tentar tirar-lhe tudo o que pode. 




Sobre esta nossa escolha, já sabem, podem contar com o post no próximo domingo, mas se quiserem, podem ir tentando adivinhar qual foi. Não sendo uma novidade absoluta, o local é relativamente novo - é a única pista que vos posso dar. 


Não às expectativas ↠ Não às desilusões! O segredo para uma vida feliz. 
Porque, a verdade é que, quando te tornas mãe (e pai), a negociação torna-se uma constante: estas pessoas de palmo  meio têm a sua personalidade, desenvolvem-me e afirma-na, e nós temos que ir buscar paciência e calma para conseguirmos determinar o melhor caminho, em cada momento e em cada pequena situação.

E parece-se que os próximos dias serão de primavera e, assim, nem custa tanto pensar que amanhã é novamente segunda-feira. Não concordam?

Boa noite.
Um beijinho.