Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Os 4 truques dos pais na hora de mudar a fralda

17.03.17 | Vera Dias Pinheiro
A divisão das tarefas - que envolvem os filhos - entre pai e mãe é cada vez maior. Aliás, costuma-se dizer que os pais podem fazer de tudo à excepção de dar de mamar - e eu concordo muito com isso. É claro que lançar-se nessa aventura (dos filhos) é sempre mais fácil quando estamos do lado de fora e, um pouco mais complicado quando chega a nossa vez. O tamanho do próprio bebé; o medo e a insegurança e o lugar comum das mães acharem que os pais não sabem fazer ou dos pais que acham que não estão à altura das expectativas, podem ser alguns dos motivos que poderão levar a um certo distanciamento do pai nestas lidas com bebés. 

Eu confesso-me ser uma daquelas mães galinhas que nos primeiros tempos e que tem por instinto ser ela a querer fazer tudo, mas isto foi muito mais assim do primeiro filho e muito menos com o segundo. E, hoje em dia, sei que é muito importante haver uma partilha das responsabilidades, primeiro porque:
- É preciso passar-se pelas coisas para lhes darmos valor;
- Porque é só fazendo que conseguimos dar valor, ganhar responsabilidade e autonomia nas tarefas, sabendo o que precisa o bebé e em que momentos.
- E, claro, o vínculo... o vínculo entre pai e bebé.


Por aqui, as principais tarefas partilhadas são: o banho, adormecer e, sem dúvida, mudar a fralda - ok! Esta é quase uma imposição minha, porque não há quem aguente as inúmeras vezes que se muda a fralda a um bebé. É ou não é verdade?

- Tens tudo (finalmente) tudo pronto para sair de casa e, de repente, tens que mudar a fralda!
- Vais adormecer o bebé, está cheio de sono, mas, de repente, tens que parar esse processo e... mudar a fralda!
- Sentas-te para descansar um pouco, mas, de repente, percebes que tens que... ir mudar a fralda! 

Dependendo do bebé, há momentos (e dias) em que só mudamos fraldas! No entanto, parece que este assunto, afinal, não anda a aborrecer assim tanto os daddy cool da nossa geração. A conhecida marca Dodot levou a cabo um "Estudo Sobre A Paternidade", cujos os resultados foram agora revelados.


Os resultados deste estudo mostraram que:
- Um em cada dois pais muda a fralda aos filhos diariamente;
- 88% dos homens portugueses realizam tarefas de cuidado do bebé todos os dias;
- Existe uma maior preocupação dos pais em estar mais envolvido nestas tarefas, em colaborar e em aumentar o tempo de qualidade do tempo que passam com eles. 

Sendo assim, parece haver por aí uma nova geração de papás com filhos entre os 0 e os 4 anos, à qual a marca passou a chamar de #PapásDodot. 

Outras conclusões interessantes apuradas neste estudo:
- Brincar é a tarefa que mais os pais realizam diariamente com os filhos (87%);
- Passear é o momentos preferido de mais de metade dos pais (55%);
- Metade dos pais portugueses gostaria de passar mais tempo com os filhos 50%) - 42% considera conciliar a vida profissional e a paternidade de forma adequada;
- Internet é uma das fontes preferidas para obtenção de informação (65%) - a primeira é o pediatra (81%).

Este foi um estudo que serviu de base para a apresentação das novas Dodot, também elas pertencentes a uma nova geração, pois contam com uma tecnologia totalmente revolucionária. Com três tubos ultra-absorventes, distribuem a humidade por toda a fralda e mantêm o bebé seco até 12 horas, acabando com os desconfortos provenientes das fraldas cheias de xixi que pesam e que deixam o xixi todo concentrado no meio.

Um pouco semelhante à tecnologia das Dodot Activity que, quando surgiram, deram origem à campanha "Dodot não descai". Agora, a tecnologia foi aprimorada e passou a ser transversal às fraldas comuns. E, convenhamos, são óptimas noticias para nós, mas, sobretudo, para os nossos bebés! 


Os truques mais frequentes que os pais usam na hora de mudar a fralda: 
- 67% conversa tranquilamente;
- 1/3 provoca gargalhadas
- 30% preferem distrai-los com brinquedos;
- 1 em cada 4 gosta de cantar.

Confere com os pais aí de casa ou nem por isso? Têm outros truques para partilhar?


E como moral de história: passamos a bebés mais secos e mais confortáveis e papás mais confiantes e seguros de si mesmos e na realização das tarefas diárias que envolvem os bebés.  


Bom Dia!

Se quiserem ver, este é o vídeo da campanha: