Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

O pai faz anos e estas palavras são dedicadas a ele

22.06.16 | Vera Dias Pinheiro

Hoje é dia de festa, o pai faz anos, o primeiro aniversário como pai de dois, e é para ele que vão estas palavras. Nós estamos juntos há cinco anos e grande parte da nossa relação foi vivida comigo grávida e em pós-parto, o que não lhe tem facilitado nada a vida, pois em pouco tempo ele viu a sua namorada, mulher, futura mãe dos seus filhos, ser completamente transformada pelo poder das hormonas e quando se apercebeu disso já era tarde demais para tentar qualquer plano de fuga.

Hormonas é a palavra que mais tens ouvido, ou por mim - que peço compreensão porque é "tudo" culpa delas; ou pelos médicos, que começam logo avisar que é preciso ter muita paciência; pelas pessoas à nossa volta; por todo lado se grita a palavra hormonas e ainda que tu acenes e digas que sim, que entendes o que são as hornomas e o poder que elas podem exercer numa mulher, eu sei que lá no fundo, tens andado meio perdido com tudo isto e a tentar dar o teu melhor. Mas como se isso não bastasse, o filho materializa-se e entra nas nossas vidas para transformar tudo, as nossas rotinas, os nossos horários, os nossos hábitos e, claro, também a nossa relação. Mas não ficamos por aqui, porque esse bebé implica uma série de cuidados que, claramente, nas aulas de preparação para o parto parecia ser tudo muito mais simples e descomplicado. E para nada disto há um livro de instruções, um manual, uma cábula a que se possa recorrer para encontrar a solução para as dificuldades que surgem.


Imagino que tentar acompanhar a mulher nessa tarefa também não seja fácil, ver a (aparente) agilidade com que trata de um bebé, com que o veste e despe,  a (aparente) facilidade com que "adivinha" porque chora e para quem até as noites muito más, parecem fáceis. Já para não falar, da capacidade com que fazemos mais que uma coisa ao mesmo tempo. Mas sabes, nada disto também tem sido fácil para mim, muitas vezes, também não sei o que fazer e, tantas vezes, não me reconheço em certas atitudes e comportamentos... Contudo, quando me apercebo já é tarde demais. Mas lá está, eu conheço as minhas hormonas e sei que um dia destes elas vão à vida delas! Não te posso prometer que nesse dia voltarei a ser a mesma Vera de antes, porque, dois filhos depois, mudanças de país, de vida... é impossível voltar a ser a mesma pessoa.
Como vês, temos estado do mesmo lado ao longo destes cinco anos, do lado de quem acreditou que juntos é bem melhor que separados, do lado de quem acredita que, no fim, tudo vale a pena e de quem fez dois filhos lindos e saudáveis que, mesmo com as dores de cabeça, são as nossas melhores obras de arte! E isso faz de nós pessoas abençoadas e cheias de gratidão. Também estamos do mesmo lado de quem não recebeu qualquer aviso de como isto iria ser e de quem tenta sempre dar o seu melhor, mesmo que, por vezes, aos olhos do outro isso não pareça. Nós estamos do lado dos que não desistem e isso não podia ser um melhor sinal de estamos no caminho certo!
O pai faz anos! O pai faz anos! Parabéns.

5 comentários

Comentar post