Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Mulher | Unhas pintadas no parto: sim ou não?!

26.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Pois bem, quando se aproxima a fase final da gravidez, a preocupação maior é com as respectivas malas da maternidade, as roupas, os produtos de higiene, a máquina fotográfica e tudo mais o que a lista do hospital nos indicar. A Enf.ª Carmen Ferreira até já nos deu aqui boas dicas sobre este tema. No entanto, há um outro aspecto igualmente importante e que diz respeito à nossa preparação pessoal, nossa, da mulher!!!

Refiro-me a aspectos, tais como a depilação e a manicure, mais precisamente se mantêm as unhas pintadas ou com gel ou gelinho. Como foi no vosso caso?

A verdade é que, a partir de um certo momento, o bebé pode nascer em qualquer momento e no meio de toda a conjuntura já de si tão "especial", uma pessoa quer estar com a melhor aparência possível. CERTO? Por isso, as idas à esteticista passam a ser mais que regulares - eu sei que na altura também é possível resolver o assunto, mas em todo caso, eu cá prefiro ir despachadinha de casa.
Quanto à manicure, sempre ouvi dizer que NÃO se pode levar as unhas pintadas, inclusivamente já ouvi histórias escabrosas a tentarem remover verniz das unhas. Pelo sim, pelo não, da primeira vez, as unhas foram completamente ao natural, acho que a partir das 38 semanas tinha deixado de as pintar.

Desta segunda gravidez, até agora tinha andado a fazer gelinho e estava super satisfeita: unhas sempre impecáveis e a aguentar, à vontade, três semanas. Mas, claro, lá chega o dia em que temos que parar e fazer um descanso e esse dia já chegou. Por isso, acho que vou aproveitar e a partir de agora, vou manter apenas o verniz normal.

A dificuldade é conseguir manter as unhas igualmente bonitas mais do que três dias, sem saltar o verniz no primeiro banho que dás ou sem deixar que as unhas fiquem marcadas dos lençóis, depois de pensares que estavam finalmente secas - afinal, só dá mesmo para ter uns minutos para pintar as unhas quando a casa fica realmente sossegada, ou seja, quando já não há crianças a chamar por nós.

unhas pintadas no parto + verniz esmalte + OPI + perfumes e companhia + mulher + manicure

Eu já experimentei muitas, mas muitas marcas de vernizes mesmo. Aliás, até ter sido mãe pela primeira vez, fazer a minha própria manicure era uma descontração para mim, gostava mesmo e tinha todos os utensílios indispensáveis e até os mais dispensáveis a esta arte. Depois, o tempo foi sendo menos, especialmente para deixar que o verniz secasse em condições e fui-me rendendo ao gelinho.

unhas pintadas no parto + verniz esmalte + OPI + perfumes e companhia + mulher + manicure

Contudo, sempre que volto ao verniz normal, há uma marca que nunca me desilude, chama-se O-P-I e aguenta mais que uma semana impecável e a fazer tudo e mais alguma coisa em casa - confesso que até gosto mais desta liberdade de mudar de cor quando me apetece. Neste momento, a cor eleita foi esta e já tem praticamente uma semana.

unhas pintadas no parto + verniz esmalte + OPI + perfumes e companhia + mulher + manicure

O (meu) truque: quando o verniz está a perder o brilho ou mesmo quando começa a ficar mais gasto nas pontas, volto a passar uma nova camada e outra de secante e ainda aguenta mais uns dias.


Bom Dia!


2 comentários

Comentar post