Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Mulher | As coisas de que já tinha tinha saudades (ou não!)

15.12.15 | Vera Dias Pinheiro

gravidez + maternidade + mãe de segunda viagem

Estar grávida é um estado de graça, uma benção e uma alegria enorme. São nove meses de descoberta e de alterações... mas se umas são boas, outras já nem por isso. Aliás, há umas mudanças bem estranhas, algumas inclusivamente até já me tinha esquecido - e das quais não tinha assim tantas saudades.

Vamos lá começar:

1. Os enjoos: 
Os três primeiros meses foram penosos, entre enjoos e más disposições, era escolher. 

2. Azia:
Soube o que era a azia pela primeira vez com a gravidez do Vicente e foi assim a coisinha pior de todos os tempos, no final só conseguia dormir sentada e agora, a meio do sexto mês, até um simples copo com água me dá azia. E não vale a pena falarem-me em Kompensan e coisas semelhantes, pois isso não me faz nada!

3. Dormências e cãimbras:
Dizem que se devem aos fluídos extra - responsáveis por um quarto do peso extra ganho na gravidez - e que se podem acumular nos tornozelos e pulsos, graças à gravidade. Nas mãos, pode apertar nervos, causando "pontadas".

4. As perdas de memória:
Dizem que se agrava no segundo e terceiro trimestre da gravidez e é verdade. Está mais evidente que nunca e com tendência para se agravar - o que na minha opinião é apenas um agravar de estado não recuperado a 100% da primeira gravidez. Tudo o que entra na minha cabeça fica pouco tempo e as agendas e os blocos de notas estão sempre escritos com algumas coisa, o pior é mesmo quando resolvo arrumar tudo e acabo por me esquecer onde coloco as coisas.

5. O cabelo voltou a crescer:
E aqui nem estamos a falar de algo que seja mau, no entanto, todos os cabelinhos que ainda estavam por crescer, depois da queda abismal de cabelo que sofri do Vicente, estão a crescer e há cabelos pequeninos em todo o lado. Há uma franja que surgiu e quando ando de rabo de cavalo, a perspectiva é bastante relativa quanto à quantidade de cabelo que anda a esvoaçar.
E agora pergunto: Corto ou não corto o cabelo?

6. O pano/ manchas da gravidez:
Algo que agora já não me apanha desprevenida. Assim que soube que estava grávida deram-se imediatamente as alterações nos cremes, pelo que procurei logo uma gama indicada para a prevenção e tratamento das manchas e parece-me que até agora, é algo que estou a conseguir controlar - AMEN CAUDALIE.

E depois há assim outras "pequeninas" coisas que não vale a pena estar a elencar aqui...

E tudo se deve às alterações hormonais, tudo se deve a este estado de graça e dizem que tudo é passageiro... mas a experiência mostrou-me que o passageiro é um pouco relativo e que há coisas que ficam para sempre ou por muito tempo. E agora, mesmo que não consiga mudar grande coisa, estou mais preparada e consciente para lhes fazer frente!

E com vocês também foi assim?