Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Laura: já anda!

09.05.17 | Vera Dias Pinheiro

Quer-me parecer que o segundo filho cresce mais rápido e tem pressa de acompanhar o irmão pequeno mais velho. No segundo filho, temos que ter mais atenção e mais cuidado porque o tempo passa ainda mais rápido. Com o segundo filho, apercebemo-nos de que eles vão aprendendo mais por observação do que propriamente por ensinamento nosso. Quando dou por mim, vejo a Laura a ir buscar os sapatos para calçar, a juntar o casaco e a tentar puxar o fecho, quando quer ir para a rua, sabe que são precisos dois comandos para ligar a televisão e quando estamos no parque é vê-la corajosa e destemida, sem medo de nada e que rapidamente aprendeu para que serve cada coisa.


É certo que tive a sensação de ter um bebé por muito mais tempo por conta da amamentação, mas também é verdade que assim que se fartou, rapidamente cresceu e se tornou bastante independente. Talvez estivesse mal habituada, o Vicente não era um bebé afoito e não ia a lado nenhum sem nós, sem estar agarrado a uma parte de nós. Dou muitas vezes este exemplo, mas durante praticamente dois anos vivi numa casa com dois andares sem ter colocado uma grade de segurança. O Vicente começou a andar mesmo quando fez um ano, mas só o fez na rua muito, mas muito mais tarde, quando se sentiu seguro para tal.


A Laura começou a andar completamente sozinha há umas semanas, porém só não o fez mais cedo porque tem demasiada pressa em chegar a todo o lado. Assim, preferiu sempre gatinhar para ser o mais rápida possível. No entanto, agora lá vai ela, andando com aquele ar desajeitado que os bebés têm sempre que começam a andar, com o rabo pesado da fralda e os braços meio abertos à procura de equilíbrio. A Laura começou a andar e agora começaram as nossas dores de cabeça, porque nada a segura e estar na rua com ela é uma aventura! Detesta carrinhos, cadeiras do carro, estar sentada... no fundo, não gosta de nada que, de alguma forma, a imobilize.

A Laura é uma teimosa aventureira que nos põe a mexer de manhã à noite, que revira as coisas do irmão e que não se deixa ficar só porque o irmão é mais velho. É verdade que são muito diferentes estes meus dois filhos, mas ver a felicidades dos dois quando se encontram ao final do dia é o meu Euro-milhões diário.


Continuo a ser solicitada pelos dois precisamente aos mesmo tempo ou, então, sempre que um se afasta vem logo o outro a correr para reclamar um colo só para si. Estão a crescer demasiado rápido, é verdade, mas a nossa vida começa a ter alguma normalidade dentro daquilo que é ter filhos e isso também sabe muito bem!


Boa noite.


Jardineiras da Laura // TUC TUC