Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Invisalign: As Vossas Perguntas & As Minhas Respostas

21.08.19 | Vera Dias Pinheiro

invisalign, clínica dentária do marquês

 

Colocar novamente aparelho foi uma decisão muito ponderada. Depois de duas tentativas de corrigir o meu sorriso com a ajuda de aparelho, à terceira vez tem que correr bem! Ou seja, qualquer decisão que tomasse tinha que ser com com confiança de que irei ficar satisfeita com o resultado, mas, ao mesmo tempo, tem que ser um processo que me deixe tranquila e confiante do início ao fim. Usar um aparelho ortodôntico não é assim tão simples como possamos pensar, temos que estar determinados e temos que ser, acima de tudo, disciplinados. Tem que haver um compromisso pessoal e diria que, no caso do Invisalign, essa disciplina é fundamental para o sucesso do tratamento e também para a rapidez (ou não) do mesmo.

 

No meu caso, posso afirmar tanto da minha parte como do feedback da Dra. Rosiana Tavares, a médica que me acompanha nesta parte na Clínica Dentária do Marquês, que o meu tratamento está a correr muito bem. Tenho feito a minha parte, tentando ao máximo minimizar o tempo que estou sem o Invisalign, sobretudo nesta fase em que estou à distância e sem supervisão. Não que seja uma condição neste tipo de tratamento, mas é sempre bom ir vigiando. Eu, pelo menos, prefiro, pois garanto que está tudo a correr dentro do previsto.

 

Para quem não sabe, o nosso plano de tratamento fica completamente definido antes mesmo de recebermos os primeiros alinhadores e eu sei exactamente qual e como vai ser a evolução, semana após semana, até o final do tratamento. E, consoante cada caso, pode haver maior ou menor necessidade de ir a consultas de rotina. O que eu e Dra. Rosiana decidimos, pois sabíamos de antemão que haveria um momento em que eu estaria mais ausente, foi antecipar e programar tudo para as datas em que estou em Lisboa. E na mala de viagem já conto com espaço suficiente para trazer o meu carregamento de alinhadores, que são mudados semanalmente.

 

E embora cada situação seja diferente e, por conseguinte, também o diagnóstico seja variável de pessoa para pessoa, eu deixei uma caixa de perguntas para responder às vossas questões acerca do Invisalign no Instagram e que vou agora responder. Mas não se esqueçam: não dispensem o aconselhamento junto de um profissional, pois esta é apenas a minha experiência. E pela minha experiência, foram precisos vários diagnósticos de médicos e clínicas diferentes antes de tomar uma decisão.

 

O mais importante é que, tal como eu, confiem a 100% no vosso médico e no diagnóstico que é feito. Eu optei pela Clínica Dentária do Marquês por vários motivos, entre eles: o factor preço, a simpatia de todos na clínica, o à vontade, a empatia e o profissionalismo – escrito por ordem completamente aleatória.  

 

E passamos agora às Perguntas & Respostas:

 

  1. Só tira para comer? Dói?

Sim! O objectivo do Invisalign é passar o maior tempo possível com ele posto, contudo há rotinas do dia-a-dia para as quais temos que o retirar, nomeadamente: comer, pois não dá mesmo para comer com o aparelho; beber café e qualquer outra bebida que não seja água, por uma questão de higiene do mesmo, para evitar que fique amarelo; e higiene oral.

E esta é uma questão para a qual temos que ter bom senso, pois se antes podia ter um almoço de 4 horas, agora sou mais racional e sei que a refeição deixa de ser um pretexto tão social, como beber um café fora de casa. Adaptei-me e foi sendo progressivo. Hoje em dia é super fácil para mim, mais fácil do que foi no primeiro dia.

Muito importante é a questão da higiene oral a seguir às refeições, é importante lavar bem os dentes e passar a fita dentária. Para mim, é fundamental, seja em casa ou fora, passei a andar sempre com o kit na mala (ou pelo menos, a fita dentária… se a mala for muito pequena 😊 ).

 

Dói? Não dói e nem causa grande incómodo. É preciso, como em qualquer caso, habituação. No primeiro dia, ficamos com aquela sensação de ter uma coisa estranha dentro da boca que nos deixa a falar um pouco a sopinha de massa, ainda assim, são apenas os primeiros dias.

E de cada vez que colocam os novos alinhadores é normal sentir uma maior pressão tal e qual como se fosse fazer a manutenção do aparelho tradicional - e, aviso já, se passarem muito tempo sem o Invisalign, quando voltarem a colocar vão sentir igualmente essa pressão. Como o avançar do meu tratamento, noto que a cada alinhador novo a pressão acentua-se.

 

  1. É mais ou menos quanto tempo de tratamento?

Não existe um tempo fixo de tratamento e que seja idêntico para todos. No meu caso, estamos a falar de cerca de um ano e meio, mas conheço quem use mais tempo e também pessoas que resolvem a situação em apenas poucos meses. Lá está, só um diagnóstico pessoal vos dará um quadro mais objectivo e definido no que toca aos detalhes.

 

  1. Qual o preço mais ou menos? É coberto pela Multicare?

O preço é outra questão que é variável. Nas minhas pesquisas e para a minha situação, tive vários orçamentos diferentes. Tive orçamentos que rondavam os 5 000€, outros em que o valor era fixo, independentemente do tempo de tratamento e outros que me condicionavam a pagar (este tipo de valores) a priori e de uma única vez.

Naturalmente que escolhi a Clínica Dentária do Marquês por me ter apresentado o orçamento mais vantajoso e que, para além do valor mais simpático, oferece também facilidades de pagamento, o que acaba por democratizar o acesso a este tipo de tratamento ortodôntico que é sempre mais caro do que os tradicionais. E isso é algo que temos que ter em mente.

Quanto ao seguro de saúde, no meu caso, não tive cobertura pelo meu seguro, mas isso tem a ver com as condições da minha apólice. Sei que existem seguros de saúde especiais apenas para estomatologia e talvez apresentem outras vantagens e outro tipo de coberturas. É uma questão de se informarem junto da vossa seguradora e, eventualmente, no mercado para perceber que ofertas existem.

 

  1. Já vê resultados? É confortável?

É muito confortável e nós acabamos por nos habituar muito facilmente - afinal, passamos mais tempo com o Invisalign do que sem ele. Nunca senti qualquer tipo de desconforto anormal ou fora daquilo que eu estava à espera.

Quanto aos resultados, sim, vejo os dentes a sofrerem mutações. Ainda assim, eu sei que o meu tratamento é muito lento, no sentido em que os dentes estão a ser movidos um por um e não no todo. E nesta questão, a Dra. Rosiana foi, desde o início, muito cautelosa e advertiu-me precisamente para essa questão de gerir as expectactivas quanto à evolução. Mostrou-me o meu tratamento e explicou-me que os resultados, no meu caso, só iriam surgir mesmo mais no final. Portanto, estou tranquila e sei que as coisas estão a acontecer de forma certinha e de acordo com o esperado para cada fase de tratamento. E isso é o mais importante.

Decidi fazer este tratamento numa fase mais madura e menos apressada da minha vida. O meu objectivo é essencialmente não voltar nunca mais a ter que recorrer a um aparelho, ter uma boa saúde oral e sei que o resultado final vai ser muito melhor do que eu pudesse estar à espera. Portanto, é ter paciência e deixar as coisas irem acontecendo ao seu ritmo! 😊

 

  1. Não deixa os dentes amarelos?

Esta questão é importante. Os alinhadores são transparentes e, no meu caso, os dois primeiros foram usados durante 15 dias cada um – actualmente, uso um por semana. E no primeiro assumo que fui mais descuidada, afinal, era o primeiro e tinha viajado logo no dia seguinte precisamente para Bruxelas. Ora, passava praticamente todo o dia de um lado para o outro, fazia refeições fora de casa, parava várias vezes para tomar um chá ou café e, por isso, no final dos 15 dias os alinhadores estavam bem amarelos - ainda assim, eram apenas os alinhadores e não os dentes! Desde então e desde que entrei na rotina, tenho outro tipo de cuidados e nunca mais tal aconteceu.

Tal como a higiene oral, há que lavar o Insivalign - basta usar um pouco de pasta de dentes ou umas pastilhas para ajudar a retirar os resíduos, restos de saliva, etc. Ou seja, o Insivalign só por si não deixa os dentes amarelos, contudo, é preciso ter atenção a coisas banais como por exemplo a quantidade de café que bebemos e aos cuidados que temos com os alinhadores diariamente.

invisalign, clínica dentária do marquês

 

Se tiverem mais dúvidas ou questão, não hesitem em dizer e para quem tiver interesse em saber mais detalhes sobre a Clínica Dentária do Marquês, deixo aqui os contactos: site211 977 188 / 91 3458089.

 

E para quem não tem acompanhado a minha saga com os dentes, aqui ficam alguns posts que poderão gostar de ler: