Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Fevereiro... aquele mês!

31.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Fevereiro, o mês do meu aniversário, o mês mais curto do ano e que é simultaneamente o mês dos enamorados. Tanta coisa para celebrar num mês com tão poucos dias, um mês que deveria ser especial para mim, porém parece vir destinado a pregar-me todas as partidas que a vida tem reservadas para mim.


Sempre gostei de comemorar o meu aniversário, porém os últimos anos não me têm permitido desfrutar do momento da passagem da idade como eu desejaria. Mas, ao invés de mandar as culpas todas para o universo, prefiro pensar que é o universo a tentar dizer-me alguma coisa e que aparentemente eu continuo sem entender a mensagem - aceita que é mais fácil.

Fazer anos não me assusta, envelhecer também não. Assusta-me, sim, que ao olhar para trás me aperceba que não tenha sabido aproveitar realmente a vida (porque a vida é boa), assusta-me porque o tempo passa demasiado rápido e não volta atrás. Ao longo da vida fui fazendo as minhas escolhas, não acertei sempre, mas também não foram todas erradas. Arrisquei há quatro anos atrás e sou mais feliz!
Mas, neste ultimo ano, a minha vida mudou muito, mudou para melhor, caminho para uma realização pessoal maior, no entanto, foi tudo muito sofrido e ainda é tudo um pouco incerto. Mas guardo em mim um lado muito positivo de quem tem aprendido a aceitar as mudanças que a vida lhe tem imposto como sendo a passagem para algo de melhor. É apenas preciso aprender a respirar fundo, a não apressar o que não for para ser apressado e acreditar... acreditar sempre que esse "melhor" vai chegar no momento certo. 

Mentalizar e acreditar são as palavras de ordem! E conseguir olhar para trás e perceber há coisas a acontecer e a mudarem, é só preciso calma e paciência para que tudo o resto chegue. É tudo o que é preciso: calma e paciência.

Portanto, querido Fevereiro, mesmo que mais uma vez estejas a tentar passar-me a perna, eu já começo a conhecer-te muito bem e a saber como dar-te a volta. Podes vir, mas não cries grandes expectativas, pois este ano tu não vais levar a melhor. Os 34 também podem vir e, tirando a pressão que começo a sentir com o número cada vez maior de brancos que encontro, sinto-me muito bem comigo mesma, numa fase da minha vida muito desafiante e que me está a permitir encontrar uma força que eu pensava não ter. 

Sê bem-vindo Fevereiro, espero-te de coração aberto e sem rancor, acredita, porque é verdade. No fundo, eu sei que um dia havemos de fazer as pazes e voltaremos a ser amigos, mas até lá eu não te vou facilitar mais a vida.



Boa noite ❤


2 comentários

Comentar post