Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Decorações de natal | Deixamos tudo pronto na nossa casa

08.12.18 | Vera Dias Pinheiro

decorações de natal ikea

 

De acordo com a tradição, hoje é, então, o dia em que se montam e iluminam as árvores de natal em nossas casas, assim como todas as outras decorações da época. Em casa dos meus pais sempre foi assim e, na altura, nem se sequer se via a loucura que é com o natal logo em novembro.

 

Mais tarde, isto é, quando fui mãe e os filhos começam a crescer, antecipei um pouco e passamos a fazer as decorações no dia um de dezembro, até para dar o arranque ao Calendário do Advento. Este ano, não fugimos muito à “nossa regra”, até porque optamos por deixar tudo feito antes da nossa viagem. É que, entretanto, até chegarmos ao natal, é um instante.

 

Ainda assim, o Vicente, este ano, já me pedia há algumas semanas para fazer a árvore de natal. E, talvez, até tenha a sua razão. Afinal, como uma seguidora partilhou “é algo que dá tanto trabalho para o pouco tempo que fica montada”.

 

O nosso natal fica mais predominante na sala e continuo a adorar ver as luzes da árvore com tudo o resto às escuras… E com decorações, a maioria das coisas já têm anos. Aliás, o que é “novo” são as lembranças que trazemos das nossas viagens e dos mercados de natal que visitamos.

 

Por exemplo, este conjunto de Pais Natal, que veio do mercado de natal de Verona, no ano passado, um enfeite que trouxemos da Irlanda e este, ainda não há foto, mas comprei um presépio peruano lindo, que se irá juntar a tudo o resto. Sem falar da nossa estrela que já tem quatro anos e que eu comprei em Bruxelas, pelo valor sentimental que tem, acho que não me irei desfazer dela tão cedo – e é inclusivamente guardada com mil cuidados. As cores predominantes acabam por ser o branco, o dourado e o encarnado. Para mim, natal tem que ter encarnado, embora eu goste de vários estilos de decoração, mas, para mim, para a minha casa, há sempre encarnado.

 

 

 

Temos também alguns enfeites personalizados, uns assinalam o primeiro natal da Laura e do Vicente e, agora, temos os nossos nomes nestes enfeites tão bonitos que foram uma oferta da Ana da Storin – aliás, devem visitar esta página, pois é uma excelente opção para as lembranças que queremos oferecer, nomeadamente na escola dos nossos filhos. O que também não pode faltar também são as botas, mesmo que não haja uma lareira em nossa casa. Contudo, no dia 24 de dezembro ficam todas à janela. renas e velas – para além das bolachas e do copo de leite.

 

enfeites de natal personalizados storin

 

 

Para mim – e, se calhar, também para vocês, o natal é sinónimo de ambiente acolhedor e quentinho, luzinhas brilhantes e intermitente. Mantas, manhãs longas pela casa de pijama, chá ou café com leite.

 

Mas este ano tivemos uma pequena (grande) surpresa e, mesmo antes da nossa vinda para Itália, a Ikea deu-nos uma ajuda a completar a nossa decoração que, basicamente, é a mesma desde que sou mãe, portanto, mais ou menos cinco anos. Foi aí que bateu a vontade de recuperar tradições, mas também criar as novas.

 

 

 

Adereços novos, apontamentos com personalidade, luzes e as cores que nos dizem, foram algumas da novidades que se juntarem às antigas, que muito provavelmente vão substituir outras e que tem sempre aquele estilo mais nórdico, portanto, são os apontamentos certo para aquela “pequena” mudança que eu já andava para fazer desde o ano passado.

 

As nossas tradições, essas, são feitas à nossa medida. Esta viagem, nomeadamente, nesta altura do ano, é uma delas, como os presentes que hajam são abertos na manhã de 25, pois os presentes são do Pai natal e não de uma pessoa em particular… enfim… gosto de alimentar a magia e envolver tudo num certo mundo imaginário.

 

tradições de natal

 

 

Não há melhor sentimento do que o de pertença a um lar, de nos sentirmos em casa e de nos revermos na casa na qual habitamos. E isso, não se resume a ter mais ou menos luxo. Tem a ver com cada família e cada pessoa. Com filhos as casas não são museus, são casas desarrumadas, com muita vida e, muitas vezes, pouca paciência para “arrumar essa vida” que mais parece um furacão em certos dias. Os filhos trouxeram-me isso… um lar! E, neste momento, a minha casa, depois de tantas mudanças, é o nosso lar. Gosto muito de tudo, mesmo das coisas que gostava de melhorar.

 

ACS_1707.JPG

decoraçõs de natal

 

 

E agora falem-me vocês das vossas tradições, sim?

 

2 comentários

Comentar post