Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Crianças | Sobre a Leucemia Infantil

20.11.15 | Vera Dias Pinheiro
O cancro deve ser das doenças que mais me assusta, porém falar de cancro e de crianças ao mesmo tempo, é sentir um aperto no coração que chega a tirar-me o ar. Como mãe, como ser humano, acho que o maior sentimento de impotência que podemos sentir é saber que o nosso filho tem um problema de saúde grave e que nada podemos fazer além de procurar informação fidedigna e de qualidade (para sabermos exactamente com o que estamos a lidar) e de o deixar nas mãos de especialistas que farão de tudo para o salvar.  

Infelizmente, a verdade é que por ano surgem cerca de 350 novos casos de crianças com cancro o que coloca esta doença como a primeira causa de morte não acidental na população infanto-juvenil. É assustador, não é? Mas é mais assustador quando nos apercebemos que existem muitos tipos desta doença, uns mais graves que outros, mas que são vários e que existem muitas crianças a precisar de um tratamento. Portanto, mesmo sendo um assunto difícil de lidar, não é algo que simplesmente nos possa passar ao lado ou fingir que não existe. 

A Fundação Rui Osório de Castro, uma Instituição de Solidariedade Social sem fins lucrativos, tem vindo a desenvolver um importante papel no que diz respeito à oncologia pediátrica nas áreas da informação e da investigação. E aqui, tal como em muitas outras situações, sermos detentores da informação certa, conseguirmos romper com alguns preconceitos, pode fazer toda a diferença, por isso, é importante falar, explicar aos pais, mas também às crianças que estes problemas existem até porque, muitas vezes, são elas próprias as vítimas. 


Neste âmbito, ontem foi o lançamento do primeiro de um conjunto de mini vídeos de animação que procuram através de uma linguagem científica adaptada às crianças fomentar precisamente essa partilha de informação juntos dos mais pequenos e eu tive o prazer de estar presente no lançamento do primeiro que é "Sobre a Leucemia", no Hard Rock Café. Trata-se de um mini mini filme de 4 minutos que nos conta a história do Carlos, uma criança a quem é diagnosticada leucemia aguda e a qual acompanhamos desde o momento do diagnóstico e explicação da doença, à realização dos primeiros exames e fase de internamento para realização de tratamentos, como do gradual regresso à vida normal. É uma história com final feliz e são precisamente essas que nós queremos ouvir, são as mensagens verdadeiras, mas colocadas numa perspectiva de positivismo que queremos fazer passar junto de todos. 


"Sobre a Leucemia" estará disponível no PIPOP assim como nas quatro unidades pediátricas oncológicas a nível nacional - IPOFG Lisboa, Coimbra, Porto e Hospital de São João, Lisboa.

Confesso que ontem não consegui partilhar esta informação com vocês - precisava digerir a emoção -  e que saí de lá ainda com mais certezas de que devemos ser gratos pela nossa família ter saúde, pois no mundo em que vivemos e no mundo que temos para oferecer aos nossos filhos, há cada vez menos certezas. 

Peço-vos que ajudem a partilhar este vídeo, que ajudem à partilha de informação, pois esta é também uma forma de ajudar e de contribuir para esta causa. 

Obrigada à Ana Mestre da JD YOUNG & Associates pelo convite e simpatia com que me recebeu e, claro, à Fundação Rui Osório de Castro pela iniciativa e por todo o trabalho que tem feito pelas nossas crianças.