Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Colaborações | Enf Carmen Ferreira | Evolução do peso na gravidez [a resposta]

29.10.15 | Vera Dias Pinheiro
Evolução do peso na gravidez + debate + enfermeira Carmen Ferreira



O ganho de peso na gravidez deve ser progressivo e equilibrado - nem demais nem de menos! O peso ideal em kilos ronda entre os 11 e os 16kg (Basel, Karger, 2015 world Rev. Nutrition diet.). Começa a ser evidente este ganho progressivo a partir da décima quarta semana de gestação, porém não vai ver logo o seu corpo com mais 16kg às 14semanas (se acontecer alguém está literalmente a comer por 2 - atenção!).


O momento da gravidez não é altura para dietas, ou seja, não é suposto perder peso e a evolução do peso nunca deve ser abaixo dos 7kg (numa fase inicial com os vômitos e enjoos a mulher pode até não ganhar peso nenhum, pelo que a nutrição adequada é fundamental para o bem-estar da grávida e crescimento do feto). 
Este peso será distribuído entre o peso do bebé (cerca de 3kg mais o líquido amniotico e a placenta) e gordura que vai para as ancas e mamas, de forma a criar reservas para mais tarde a mulher poder amamentar. 

Sabia que: a mulher que amamenta perde mais rápido estes quilos extra da gravidez!

Mulheres que engordam muito na gravidez porque têm maus hábitos alimentares também estão a prejudicar não só a si como ao feto, pois a obesidade leva a problemas na gravidez como hipertensão (pré-eclâmpsia), diabetes gestacional, que por sua vez levam risco de prematuridade e até aumentam a probalidade em mais 24% de os seus filhos serem crianças obesas (American Journal of Obstetricis and Gynecology, 2004). Para além disso, o crescimento fetal fica comprometido assim como os riscos de complicações intra e pós-parto. Por outro lado, novos estudos sugerem também que a obesidade na gravidez tem um impacto directo na cognição do bebé, ou seja, os bebés cujas mães eram obesas tinham mais dificuldade na aprendizagem e no desenvolvimento. 
Efectivamente nós somos o que comemos e o nosso filho também

Muito para além da parte estética, que também é importante, está a nossa saúde e a dos nossos filhos.
O ideal é que a mulher se é obesa ou está acima do peso, antes de engravidar siga um plano saudável 3 meses antes de engravidar, a fim de conseguir estar bem do ponto de vista da sua saúde, mantendo mais tarde na gravidez os bons hábitos de vida (nutrição, sono, exercício físico, lidar bem com o stress...). 

Tome nota: com um ganho de peso acima dos 11kg a mulher acumula mais gordura localizada , que é mais difícil de perder no pós-parto.

Cuidando de vocês e do vosso corpo evitam-se complicações e podem viver a gravidez de forma saudável e responsável, pois o que comem, pensam e sentem influencia directamente o vosso bebé! :)
Peçam ajuda de uma boa equipa (nutricionista, enfermeiro, médico obstetra, personal trainer) para obterem bons cuidados nesta fase maravilhosa da vossa vida, sem sermos escravas da balança, ela só lá está para nos dar uma ideia... A nossa saúde está à vista sem ser necessário balança ;) 


Enfª Carmen Ferreira

Conselhos para grávidas e bebés pela enfermeira Carmen Ferreira, com o patrocínio da mitosyl.















Esperemos que estas dicas sejam úteis para vocês
e
que aproveitem o melhor desta fase!


Em caso de dúvidas têm sempre possibilidade de visitar o facebook ou blog para lerem sobre outros cuidados com vocês e com o vosso bebé!