Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Colaborações | Enf.ª Carmen Ferreira | Pontapés do bebé: os factos e os mitos sobre os movimentos fetais

19.01.16 | Vera Dias Pinheiro
movimentos fetais + pontapés do bebé na barriga da mãe + grávida + maternidade

Todas as mães, maiscedo ou mais tarde, vão começar a sentir os tão desejados “pontapés” do seubebé. Para além da expectativa dos pais, os ditos “pontapés” são um sinónimo debem-estar fetal, ou seja, quanto mais melhor. Porém, nem todos os movimentosfetais vão parecer literalmente com o que nós designamos por “pontapés”, poisos bebés mexem-se imenso in útero ealternam movimentos vigorosos com outros mais suaves, desde mudar de posiçãoaté aos soluções – os bebés estãoocupados!

Para muitos pais, estesmovimentos são sinónimo de que o bebé será do clube do pai; para outros é umsinal de que será um menino; outros, acham até que é porque reconheceu a tia “maisbabada” assim que esta entrou na sala… São muitas as histórias que ouvimos,umas com mais imaginação que outras. Por isso, hoje vamos esclarecer algunsmitos e revelar factos relacionados com os movimentos fetais.

Deixo-vos aqui a resposta a algumas das questões mais frequentes:

1. Quando voucomeçar a sentir o meu bebé mexer?
Por volta das 24semanas as grávidas começam a sentir os movimentos fetais. É claro que o bebémexe-se mais cedo, porém no primeiro filho esta percepção só é sentida pela mãemais tarde. Nos segundos filhos, pelas 12 semanas as mães já sentem umas“borboletas”.

2. Porque os bebésdão pontapés?
Normalmente os bebésrespondem ao meio exterior, portanto quando sentem muito barulho, luz ousabores de comidas (que passam para o liquido amniótico) eles reagem. Os bebéstambém precisam de se esticar e mudar de posição regularmente, daí também semexerem.

3. Qual é afrequência normal de pontapés?
Normalmente, 15 a 20movimentos por dia são a média. Porém, cada bebé é diferente e isso reflecte-setambém nos seus movimentos fetais. Muitos bebés dormem durante o dia e mexem-se imenso à noite, outros é indiferente a altura do dia.
Para saberem, osbebés dormem cerca de 17 horas por dia in-útero,normalmente por períodos entre 40 a 50 minutos.
Para além disso, vãonotar uma maior actividade fetal após as refeições; alguma actividade físicamais intensa e durante o período nocturno.

4. Devo contar ospontapés?
Não existe um padrãopropriamente dito normal de movimentos, mas à medida que o bebé cresce no úteroo padrão dos movimentos fetais pode mudar. Mas sim, deve ter noção dosmovimentos fetais diários do seu bebé, para despiste de algum problema.
Deve preocupar-se seo bebé diminuir os seus movimentos fetais de forma abrupta e inesperada e pedirobservação médica urgente.

Como saber se é motivo para ir para às Urgências: Menos de 10movimentos em duas horas, após estimulação (rebuçado; mexer na barriga ou até avoz do pai ou irmão) é indicação para avaliar através do exame CTG.

5. Como contarmovimentos fetais?
Sente-se e coma um snack saudável ou uma bebida fria, senas próximas duas horas o bebé não se mexer deve avaliar a situação rapidamentecom o seu médico.

6. Devo contar osmovimentos todos os dias?
Sim, em caso de umagravidez de risco ou antecedentes de morte neo-natal. Porém, não deve ser umatarefa matemática… A grávida vai tendo noção dos movimentos ao longo do dia.


7. O meu bebé vaimexer-se menos depois das 36 semanas?
Por essa altura, oespaço intra-uterino fica menor, mas o bebé continua a mexer-se.
Nesta fase, elesbrincam com o cordão umbilical e chucham no dedo como passatempo, que compensaa falta de espaço para actividades mais “enérgicas”.

8. O movimento fetalé sinal do temperamento futuro do bebé?
Normalmente,gostamos de especular nesta área e dizer que “sai ao pai”… e os bebés que dormemdurante o dia e “farram” à noite, vão confundir o dia com a noite depois denascerem… Infelizmente, não há uma correlação fiável, no entanto, novos estudosapontam que de facto a nossa personalidade vem traçada já desde o útero maternoe que os comportamentos da primeira infância estão associados às vivênciasintra-uterinas.

De qualquer forma, oprimeiro pontapé é algo mágico para as grávidas e para os pais. É uma dasformas que o bebé, nesta fase, tem para conseguir comunicar com o mundoexterno. É mágico!

Relembro, caso notemque existe uma diminuição dos movimentos fetais, não hesitem e peçam observaçãono Serviço de Urgência de Obstetrícia mais próximo.



Enfª Carmen Ferreira

Enfermeira Carmen Ferreira + Colaborações + As viagens dos Vs + gravidez + maternidade + bebés













Esperamos que estas dicas sejam úteis para vocês
e
que aproveitem o melhor desta fase!


Em caso de dúvidas, têm sempre a possibilidade de visitar o facebook ou o blog para lerem sobre outros cuidados com vocês e com o vosso bebé!