Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Bruxelas: Roteiro 3 Dias “Sem Pressas” com visita à cidade de Bruges

24.09.19 | Vera Dias Pinheiro

roteiro para três dias em bruxelas e visita a Bruges

 

  • Dia 1 | Manhã Schuman Area

Bruxelas é conhecida pelas batatas fritas, pelas gaufres, mas também por ser a capital que acolhe as instituições políticas europeias mais importantes. Portanto, um dos pontos turísticos mais atrativos é, sem dúvida, a zona de Schuman que é basicamente o quarteirão onde as mesmas se localizam.

  • Parlamento Europeu (se o tema lhe interessa, faça uma visita ao Parlamentarium)
  • Comissão Europeia

Perto desta zona encontra dois parques: Parc Leopold e o Parc du Cinquatenaire, mais imponente.

 

  • Dia 1 | Tarde Petit Sablon/ Les Marolles e Grand Sablon

Esta é uma das minhas zonas favoritas para passear pelo ambiente mais “artístico” e menos turístico.

Petit Sablon/ Les Marolles: destaco a Rue Haute, a rua principal que liga Les Marolles ao Grand Sablon, com lojas de decoração, de artigos em segunda mão e vintage completamente diferentes daquilo que é convencional.

Aconselho a concept store L’Atelier en Ville nessa mesma rua para tomar um chá e quem sabe fazer umas comprinhas. No piso 0 encontram decoração e no piso 1 uma loja de roupa.

É também nesta zona que, aos domingos de manhã, tem lugar uma das feiras de velharias mais conhecidas.

Chegado ao Grand Sablon, não pode perder a Livraria Taschen e a Cafetaria no primeiro andar da loja de chocolates da conhecida marca belga Pierre Marcolini.

 

  • Dia 2 | Manhã Brunch no Le Pain Quotidian

Para o segundo dia, pode acordar um pouco mais tarde e começar por repor a sua energia com um brunch no Le Pain Quotidian, é um local de paragem obrigatória! Eu optaria pelo Pain Quotidian precisamente do Grand Sablon para aproveitar, de seguida, descer em direcção ao centro da cidade a partir de Mont des Arts.

É aqui que se localizam alguns dos museus mais importantes, nomeadamente o Museu Magritte, um dos museus constituintes dos Museus Reais de Belas Artes da Bélgica, o Museu dos Instrumentos Musicais, o Museu BELvue e também o Palácio Real.

 

Dia 2 | Tarde no Centro, Grand Palce e Manneken Pis

Descendo o Mont des Arts, sempre em frente, começa a entrar no centro histórico, irá perceber de imediato, pois, o número de turistas aumenta consideravelmente, o que torna aquela zona mais confusa e densa.

A primeira coisa que vai encontrar são as galerias comerciais: Les Galeries Royales Saint-Hubert, inauguradas a 20 de junho de 1847.  Entretanto, se o apetite voltou, aconselho a visitar o Chez Léon e a experimentar os mexilhões - Moules. É turístico, sim senhora, mas tem que se ir lá, pelo menos, uma vez na vida.

De seguida, parta em direcção à Grand Place e, naturalmente, o Manneken Pis.

Aconselho a terminarem o dia entre Porte Namur e Avenue de la Toison d’Or, uma das ruas mais conhecidas de compras para todos os gostos e todo o tipo de carteiras. Também podem não comprar nada e esperar pela hora de jantar para conhecerem o restaurante Les Brassins e provar um outro prato típico belga, as Carbonnades.

Dica extra: no número 48 dessa Rua – Rue Keyenveld – encontram uma pequena homenagem na casa onde a conhecida atriz Audrey Hepburn nasceu.

 

Dia 3 | Passeio em Bruges

Bruges é a capital da província da Flandres Ocidental e dizem ser a Veneza do Norte pelos seus inúmeros canais. Para quem conhece Veneza, sabe que as características da cidade italiana são únicas, mas Bruges tem um encanto próprio, é acolhedora e romântica. Foi uma cidade importante no circuito comercial e, claro, beneficiada por ter este acesso privilegiado através dos seus canais.

um dia em bruges, bélgica

 

um dia em bruges, bélgica

 

Como ir? De comboio, Gare Central, Bruxelas, e a viagem dura mais ou menos uma hora.

Pontos a não perder (para além dos pontos turísticos mais relevantes: a Catedral, as Praças e as ruas em si, tão “rústicas” nesta cidade medieval):

  • Loja de Chocolates Crevin - Com produção própria e na própria loja.
  • Cervejaria De Halve Maan - A mais antiga da cidade e o Bar 2be - Onde encontra um muro com uma exposição de todas as cervejas belgas (e são muitas!).
  • Restaurante Matinée - Se quer fugir do típico turístico e pagar um pouco menos também. É um restaurante acolhedor, de frente para o canal, a carta é variada e a comida bem confeccionada.
  • Passeio de Barco, porque vale mesmo a pena.

 

Nota: Para os apreciadores de cerveja, foi-me dito que Bruges tem alguns bares absolutamente incríveis, nomeadamente: 't Poatersgat, Le Trappiste e o 't Brugs Beertje.

um dia em bruges, bélgica

 

um dia em bruges, bélgica

 

 

Espero que tenha gostado deste roteiro e se visitar Bruxelas, já sabe, conte-me como foi! 😊

 

 

 

7 comentários

Comentar post