Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Brinquedos que não acabam!

17.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Não sei o que fazer a tantos brinquedos nem qual a forma mais eficiente de os arrumar!


Até há bem pouco tempo era fácil controlar os presentes cá em casa e não havia aniversário em que não houvesse um separação prévia dos brinquedos oferecidos, sendo que apenas dois ou três ficavam para brincar logo na hora. Os restantes eram guardados para  serem dados ao longo do ano. 

Mas este ano não foi assim tão fácil, o Vicente quis abrir todos os presentes na hora, acho que só o facto da brincadeira ser tão aliciante, fez com que fosse possível desviar o assunto. Porém, chegados a casa, não houve volta a dar. Coagiu uma das avós a abrir tudo, sabendo que eu não estava por perto - óbvio!

No entanto, após a euforia do momento e dos dias a seguir, a verdade é que dou com ele a brincar com os mesmos brinquedos de sempre: um cesto cheio de carros; uma pista; uma colecção de animais em miniatura e um outro cesto com uns bonecos também em miniatura. Mesmo quando tem à sua disposição todos os brinquedos que quis e os bonecos que adora, pois, mesmo eu, contrariamente à minha vontade, lá vou cedendo às "modas" dos piratas, da Patrulha Pata, do Blaze, dos super-heróis... a verdade é que são apenas modas, satisfazem a euforia do momento e, como qualquer outra moda, acaba por passar, seguindo-se de uma outra coisa qualquer. Também é verdade que cada vez mais é difícil controlar o efeito dos seus pares e é raro o dia que não vem da escola a dizer-me que EU (mãe) preciso de comprar alguma coisa para ele - alguma coisa que um dos seus amigos tem e levou para a escola naquele dia. 

Também as idas aos centros comerciais, ao supermercado ou qualquer estabelecimento comercial que tenha coisas para crianças, são cada vez mais difíceis de se fazerem sem birras, porque "eu queroooooooooo" ou "eu precisoooooooooo".

O consumo nas crianças é quase como uma bola de neve e uma coisa é certa: há brinquedos a mais cá em casa! Coitada da Laura que vai herdando todos os brinquedos do irmão até ao dia em que comece a pedir Nenucos e Barbies ? Porém, a verdade é que até aos dois anos do Vicente, os  seus brinquedos eram todos didácticos, quase todos em madeira, talvez porque não víamos televisão em Bruxelas e, por isso, o Vicente conheceu apenas a Galinha Pintadinha e o Mickey Mouse durante todo esse tempo - era o que havia disponível no Youtube e nos DVDs.  E vendo bem, talvez seja um pouco por isso, que ele continua a preferir outro tipo de brincadeira e liga muito pouco à televisão.  Mas tenho a certeza que com a Laura já não vai ser nadaaaaaa assim e que vai começar a pedir as suas coisas muito mais cedo que o irmão. 

Para já e sem mais filhos no programa, tenho uma regra cá em casa: o que se deixa de usar; o que deixa de servir; está estragado; o que passou de moda... vai tudo embora! Vende-se, troca-se ou dá-se! Não tenho mais espaço em casa!!!!

Aproveito para vos deixar algumas sugestões de brinquedos em madeira muito semelhantes aos que temos cá em casa e que parte deles já são usados pela irmã.

- Carreguem na imagens para mais detalhes - 




Boa tarde!

P.s: Mais tarde vou falar-vos de rotinas. Mas, aviso já que implementei mudanças drásticas cá em casa.