Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

As Dicas da Maria Make up Artist [Qual é o nosso tipo de pele?]

12.06.15 | Vera Dias Pinheiro
Antes de falarmos de maquilhagem, correctores, primers, etc... É importante conhecermos o nosso tipo de pele. Sendo assim, escolhi, no primeiro artigo, abordar os vários tipo de pele, os cuidados a ter com cada um deles, em particular e, ainda, relembrar os cuidados (bi)diários que não devemos NUNCA esquecer de ter. 


Sabiam que a pele é o maior orgão do corpo humano? Pois é, a pele não só é o maior orgão do nosso corpo, como também é um orgão vivo. A pele regenera-se todos os meses e actua como uma barreira contra a poluição, a radiação solar, os micro-organismos nocivos, entre outros. Deste modo, torna-se fundamental sabermos que tipo de pele temos e, a partir daí, perceber se está (ou não) a necessitar de algum cuidado especifico. Mas para isso, é preciso saber avaliá-la, pois só assim podemos determinar quais os melhores produtos para hidratação e cuidados específicos ou mesmo os produtos de maquilhagem adequados ao nosso tipo de pele.
Pois bem, para uma correcta análise da pele é essencial que a mesmo se encontre bem limpa, pois só assim vai ser possível avaliar a sua cor, o brilho, o tacto, a espessura, a vascularização, o grão de pele, a flexibilidade e os acidentes cutâneos. Este são os principais elementos a avaliar e que nos vão dizer qual o nosso tipo de pele. A visão e o toque permitem-nos igualmente obter alguma informação adicional sobre a mesma e detectar irregularidades.
Regra geral, a pele define-se de duas formas de acordo com o TIPO e o seu ESTADO.

Tipos de pele: podem alterar ao longo da vida, tendo em conta a nossa idade e alterações hormonais.

Estados de pele: são transitórios.

Os diferentes TIPOS de pele (equilibrada/normal; oleosa/Mista e, por fim, a Seca) podem, por sua vez, ter diferentes ESTADOS associados (mista, desvitalizada, desidratada...). Consequentemente, as necessidades que a pele tem hoje, em termos de cuidados e/ou hidratação, podem não ser os mesmos daqui a 2 ou 3 meses.

A minha sugestão: no final de duas embalagens do nosso creme habitual, se faça uma nova avaliação à pele, de modo a identificar se está na hora de mudar de hidratante ou não.

Curiosidade: Helena Rubenstein foi quem identificou os primeiros tipos de pele! 


TIPOS DE PELE



Pele Normal/Equilibrada: 
- Pele mate e luminosa com aspeto saudável e sem imperfeições (manchas ou borbulhas); 
- Sem brilhos (da oleosidade);  
- Boa hidratação e equilíbrio, caraterizada pela sua suavidade (é macia), firmeza e elasticidade;
- Não escama e tem os poros fechados. 

Pele Oleosa/Mista: 
- Pele com muito brilho, especialmente na Zona T;
- Poros dilatados, pontos negros e imperfeições (borbulhas);  
- Com a idade a tendência é para ficar mais oleosa; 
- Na pele "mista”, a zona T é mais oleosa do que o resto da face;  
- É uma pele espessa, de tato untuoso;  
- A maquilhagem tem tendência a “derreter”. 

DICA: Matificar a pele com produtos adequados (ex. pó solto).

Pele mista:
- É a combinação entre a pele seca e a pele oleosa, sendo que a pele encontra-se oleosa no queixo, nariz e testa e tem tendência para secar em redor da boca, das bochechas e dos olhos. 

DICA: Nestes casos, devem-se usar loções de limpeza na região mais oleosa e cremes hidratantes na restante área. 

Pele Seca:  
- Pele sem brilho, baça (mate) e pode escamar;
- Poros invisíveis e áspera ao toque, aparecimento de rugas finas;  
- A pele tem um tom acinzentado;
- Sensação constante de desconforto e repuxamento em todo o rosto;  
- A secura é acentuada por fatores tais como a idade, produtos de limpeza não adequados ao tipo de pele, pela alimentação (falta de ácidos gordos essenciais), o sol, condições climáticas extremas e falta da proteção adequada para esses climas;

DICA: É aconselhável usar um Primer (a chamada Pré Base) para que a pele não escame.


ESTADOS DA PELE

Desidratada:
- Áspera ao toque;  
- Tem falta de água e pouca luminosidade;
- Pode escamar;
- Sensação de desconforto e pode repuxar em algumas zonas do rosto
- Todos os Tipos de pele podem ficar desidratadas, ocasionalmente. A aplicação de creme é confortável, durante o dia todo. Se for uma pele Seca desidratada há a necessidade de voltar a aplicar o creme, devido à sensação de repuxar. Por exemplo  a aplicação de base numa pele desidratada e que não esteja a ser devidamente tratada, a mesma começa a esfarelar, parece que a pele não agarra a base. É um problema da pele e não da base. 

Dica: Teste do pergaminho – Co o dedo indicador, pressionar a bochecha para cima. Se fizer uma ruga na vertical é sinal que a pele está desidratada. 

Sensível:  
- A sensibilidade pode ser congénita (hereditária) ou adquirida (devido a maus hábitos);  
- É frágil, fica facilmente irritada tem um tom avermelhado;  
- O estilo de vida (stress, tabaco, má alimentação) ou a agentes ambientais stressantes (clima, poluição, exposição ao sol) também influenciam a sensibilidade;
- Pode provocar comichão;
- A sensibilidade pode afetar todos os Tipos de pele. 

Reativa:
- Reage ao calor, stress, luzes;  
- Zonas vermelhas no rosto (principalmente nas bochechas);  
- Sensação de desconforto e calor  

Fragilidade Vascular:  
- Rosácea, Couprose;
- Capilares sanguíneos visíveis;  
- É uma situação irreversível, sendo necessário atuar de imediato com produtos adequados 


ROTINAS DE LIMPEZA DA PELE



São três, os passos essenciais para preservar a saúde da pele: Limpar, Hidratar e Proteger.

1º Limpeza: A utilização de Leite de Limpeza, um gel ou espuma que se emulsiona com água, elimina as impurezas e a maquilhagem. Desobstrui os poros e tonifica a pele, preparando-a para absorver os produtos de cuidado que se aplicam a seguir. Esta rotina deve ser feita de manhã e à noite.

2º Tonificar: A aplicação de tónico, equilibra o PH da pele. As loções com álcool devem ser evitadas nas peles Oleosas.

3º Hidratar/Proteger: Aplicar o creme a seguir aos passos anteriores de manhã e à noite. A hidratação é essencial para preservar a elasticidade da pele e prevenir o aparecimento de rugas finas. Deve mudar-se de creme consoante a necessidade da nossa pele.


Tratamentos extra:

Sérum: aplica-se antes do creme hidratante como acção de “choque” para tratar determinado problema (desidratação ou oleosidade).
Exfoliante: remove as células mortas e limpa em profundidade. Deve ser feito 1x semana ou 1x 15 em 15 dias
Máscara Hidratante: após a exfoliação e para hidratação extra. Deve ser feito 1x semana ou 1x 15 em 15 dias.

Não se esqueçam: nenhuma maquilhagem fica bem se a pele não estiver de boa saúde. A maquilhagem serve para realçar a beleza e não para a esconder.

1 comentário

Comentar post