Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

A primeira vez do Vicente

12.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Descobri uma marca enorme na mão do Vicente, perguntei-lhe o que tinha sido e ele respondeu-me que tinha sido mordido. Abri os olhos e pedi para repetir e ele repetiu que tinha levado uma mordidela de um colega.

science 4 you + construções + brinquedos didácticos + super heróis

science 4 you + construções + brinquedos didácticos + super heróis
Brinquedo Science4you

Sei que é o tipo de situações que devemos considerar como"normais" e que há miúdos que são assim. Já tínhamos sido advertidos para a possibilidade deste tipo de coisas acontecerem, nas reuniões de pais. Felizmente, o Vicente nunca teve esse instinto, nem nunca até hoje isso tinha acontecido. Mas agora aconteceu e a minha primeira reacção é perguntar-lhe o que fez e o que disse, da mesma forma que tento não dar parte fraca. Porém, nenhuma mãe gosta de saber que fazem mal ao seu filho, seja com uma mordidela, com um empurrão, bater ou uma palavra mais agressiva. Não gostamos e pronto. E não gosto, sobretudo, quando sei que ele é um miúdo meigo, afectuoso, que não desafia ou se impõe a ninguém.

Contudo, sei também que os miúdos são tramados, para não dizer mesmo mauzinhos, há aqueles que têm o instinto mais apurado do que outros e há ainda aqueles que fazem as coisas por imitação (ou para se defenderem). Sei que não podemos proteger os nossos para sempre e que os grandes desafios não estão nos primeiros anos de vida, nas fraldas, na maldita privação do sono, nas cólicas ou nas birras. É quando ele crescem e começam o seu processo de socialização, de integração num grupo e nos seus pares.

Agora, começo a sentir aquilo que os meus pais sentiam, começo a entender muitas das coisas que ouvia dos meus pais e é, nesse momento, que surge a tal vozinha "irritante" lá bem ao fundo a sussurrar: "estás a ficar igualzinha à tua mãe, estás a ver?" 

Desabafo do dia.

Boa noite❤