Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

As minhas refeições de todo o ano | Saladas quentes e frias!

13.10.18 | Vera Dias Pinheiro

salada de quinoa vegetariana

 

Privilegio muito a possibilidade de fazer muitas refeições em casa. Isso permite-me que, mais facilmente, eu tenha controlo relativamente aquilo que eu como, à qualidade (eu sei o que estou a comer) e também porque, fazendo as contas, eu poupo imenso dinheiro ao final do mês. E sinceramente, almoçar em casa, ou fazer qualquer outra refeição, não me aborrece mesmo nada!

 

E o meu truque para 99% das refeições é ter a minha variedade de alimentos sempre à mão, aquela que permite diversificar, embora a base seja apenas uma: salada, seja na versão quente, seja na versão fria; sejam saladas só saladas ou saladas com “tudo”. Eu não sou nada daquelas pessoas que fica com fome a seguir ou que se aborrece apenas por comer “folhas”. Aliás, eu não como só folhas, talvez seja por isso. E por salada entendo apenas o ponto de partida. E se querem saber, tenho variado muito mais os ingredientes que como desde optei por comer mais vezes assim ao almoço.

 

Sinto-me bem, leve e continuo com energia para o resto do dia. Também não me retira muito tempo na preparação, o que me permite rentabilizar o tempo para outras coisas que preciso fazer; como, regra geral, mais vezes ingredientes frescos ou ao natural e, acima de tudo, consigo mais facilmente comer as frutas, legumes e verduras da época.

 

E para uma boa e nutritiva salada, basicamente vocês apenas precisam de escolher o que mais gostam. Por exemplo, cá em casa, eu gosto de alface, mas o meu marido prefere a rúcula; eu não me importo de comer apenas verdes, mas para ele uma salada tem que tem mais qualquer coisa (tomate, pepino, cebola…). No fundo, algo que o conforte mais. Só alface não lhe diz nada!

 

Depois, há momentos em que me apetece juntar fruta, mais nos dias mais quentes, contudo, eu agora estou numa fase de abacate. Também costumava juntar leguminosa, porém tive que reduzir e, portanto, agora uso e abuso da batata doce assada no forno em fatias bem finas. Mas não se esqueçam de todos os outros cereais que existem, nomeadamente a quinoa, o bulgur ou o couscous. Em relação, à proteína, sabemos que podemos ir buscá-la a muitos alimentos para além da carne, que não verdade é algo que cada vez me apetece menos comer.  Por isso, sempre que existe alternativa, eu opto por essa. E se tiver mesmo pouco tempo (ou pouca vontade), as Fatias Vegetarianas Nobre Vegalia, que experimentamos há alguns meses atrás pela primeira vez, de vez em quando, fazem parte da nossa listas de compras, especialmente quando nos apetece fazer algo mais específico. Ainda se lembram destas duas receitas que partilhei para um brunch em casa?

 

Portanto, e aproveitando o desafio que a Nobre me lançou, testei uma nova receita com o mesmo produto, usando as fatias nobre vegalia…, numa salada que tanto dá para comer no verão, como no outono, bastando, para tal, que decidam a que temperatura querem comer a vossa quinoa, um dos ingredientes desta salada.

 

ACS_1336.JPG

 

ACS_1337.JPG

 

 

Como já vos falei deste produto neste post, deixo-vos agora apenas o vídeo da receita.

 

Se, entretanto, ficarem com alguma dúvida, é só perguntar. Sim?

 

 

 

E já agora, deixem nos comentários a vossa primeira impressão. Acham que resultam esta combinação de ingredientes?  

 

Boa noite.

 

 

*Este post foi escrito com o apoio da marca.