Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Afinal, os refrigerantes: sim ou não? Ou será que depende?

05.07.17 | Vera Dias Pinheiro

Se calhar a minha resposta, de um modo geral, será depende. Depende do tipo de refrigerante e da frequência com que o fazemos e sem excluir que a principal fonte de hidratação é a água. E depende também porque mesmo sabendo da importância de uma alimentação saudável e equilibrada e, sobretudo, de se ter atenção à quantidade de açúcar que ingerimos – porque é realmente muito perigoso para a nossa saúde - há momentos em que nos apetece uma coisa diferente.


E porque não? Porque não permitir-nos alguma liberdade (sem culpa) para saborear um outro tipo de bebida? E é possível, sim. É possível tendo em atenção os rótulos, conhecendo as alternativas e, dentro destas, quais as consideradas mais saudáveis. É tudo uma questão de equilíbrio e bom senso. Por exemplo, é do conhecimento de todos que a quantidade de açúcar que se esconde nos refrigerantes em geral é muito elevada e é também do conhecimento de todos que o açúcar destas bebidas é considerado uma caloria vazia. No entanto, existem opções que nos permitem não excluir os refrigerantes por completo da nossa vida.


Ora neste contexto, que a Lipton Ice Tea apresenta a nova bebida Lipton Chá Verde, uma bebida que é feita à base de chá e que, comparativamente com outras bebidas dentro da mesma categoria, é a que possui menos quantidade de açúcar (por 100ml) 3,5 g e uma maior concentração de chá. Para além disso, consciente de que é importante adoptar práticas mais saudáveis, porque os consumidores são a sua prioridade, a Lipton Ice Tea é o primeiro refrigerante em Portugal a substituir uma percentagem do seu açúcar por Stevia (um adoçante de origem natural).


refrigerantes refrigerantes

Sendo assim, da próxima vez que vos apetecer uma bebida fresca, experimentem Lipton Chá Verde, juntem-lhe bastante gelo e umas folhas de hortelã ou menta frescas. É que há ainda uma outra coisa que abona muito a seu favor, que é a presença das catequinas, um nutriente com propriedades antioxidantes que, segundo consta, aceleram o metabolismo!


Os dias estão quentes, apelam a bebidas frescas e a um maior convívio em família ou com amigos, relaxem e aproveitem cada momento sem ter que lhe retirar todo o seu “sabor”.


Boa noite :)


Os sapatos da Laura... Começa cedo!

05.07.17 | Vera Dias Pinheiro

 

Este fim-de-semana comprei quatro pares de sapatos, dois para o Vicente e dois para a Laura. Foi praticamente um acto de desespero ao ponto da Laura quase ter ido descalça para a natação - o que não seria tão grave se ela, neste momento, não quisesse outra coisa que não andar pelo chão - não foi, mas foi praticamente como se tivesse ido.

 

E, ou eu estou muito esquecida, ou eu acho que o Vicente cresceu mais devagar do que a irmã. As coisas duravam muito mais tempo, acho eu... Nestas últimas semanas - que eu, claramente, não andei muito atenta, pois caso contrário teria antecipado a situação - a Laura obviamente que deu um enorme pulo. Já notava que as roupas estavam mais à sua medida, mas parece que o que cresceu mesmo foram os seus pezinhos. Junto-lhe a ela um rapaz também em crescimento e a minha sensação é quem após este verão, vamos estar novamente a falar deste assunto.

 

Ainda não vivi aquela sensação de passar roupas de um filho para o outro, nem acho que tão pouco saberei o que é. Tenho um menino e uma menina, nasceram em alturas diferentes do ano... não me parece-se que haja muita coisa que se possa ir aproveitando especialmente sapatos. Sou de facto muito esquisita com sapatos, é talvez das coisas que eu mais recuso aproveitar em segunda mão mesmo estando em bom estado.

 

Todos nós temos fisionomias diferentes e os nossos pés são fundamentais para a nossa postura. Há pessoas que andam mais para dentro, outras mais para fora, algumas que fazem mais força com o calcanhar... Enfim, cada um de nós tem uma forma especifica de andar e até é, por isso, que é importante que, a certa altura da nossa vida, façamos o teste da passada. Portanto, em crianças que estão a começar a andar e a criar postura para se equilibrarem, isto é tudo muito mais importante. Acho inclusivamente que, hoje em dia,  sou mais exigente do que fui com o Vicente - sei mais coisas e estou mais informada. Prefiro comprar muito menos, mas, sem dúvida, de melhor qualidade.

 

Mas não foi uma tarefa fácil, não por uma questão de "gosto", mas porque ambos estão na mudança de número. Ou seja, o actual está bastante apertado, no entanto, o número seguinte ainda está muito grande, o que com a Laura dificultou bastante a escolha - é uma princesinha que calça mesmo pequenino, está a passar do 18 para o 19! :)

 


 

Vamos ver durante quanto tempo vão durar! A seguir ao verão, falamos. Combinado? :)

 


 

 

Boa tarde!