Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Pais&Filhos | Celebrar o mês de Março!

04.03.16 | Vera Dias Pinheiro
Vamos lá começar mais um mês! Março chegou solarengo, mas sabemos que ainda nos pode pregar algumas partidas. No entanto, estamos cada vez mais próximos da Primavera e essas são as boas notícias. Mas para já, não vamos perder pitada desde logo, por isso, o primeiro fim-de-semana começa já a abrir. Tomem nota das nossas sugestões e aproveitem cada minuto dos próximos dois dias. 
Divirtam-se. Bom fim-de-semana.


Vamos celebrar a chegada do mês de Março com muitos sorrisos? Conheça as melhores atividades para se divertir em família no próximo fim de semana. 

Em Lisboa, Porto, e por todo o País há imensos programas giros para fazerem juntos: hora do conto, oficinas e cinema… tudo para tornar a vida em família ainda mais divertida!
Para verem mais sugestões e procurarem atividades na vossa área usem a pesquisa Pumpkin.

Vejam as nossas sugestões por local: Lisboa | Porto | Outros locais




Fim de semana divertido para Moms & Babies

Se tiverem bebés dentro ou fora da barriga, temos sugestões especiais com muito mimo!

 

Por todo o país 



Caracóis Dourados e Ursinho chegam ao Disney Junior



Caracóis Dourados e Ursinho chegam ao Disney Junior


5 de Março | Por todo o país
No dia 5 de Março às 10h00 estreia Caracóis Dourados e Ursinho, a nova série do Disney Junior inspirada no clássico ‘Caracóis Dourados e os Três Ursos’.



Museus e monumentos gratuitos no primeiro domingo de cada mêsMuseus e monumentos gratuitos no primeiro domingo de cada mês

6 de Março  | Lisboa 
Este domingo de norte a sul do país existem imensos museus e monumentos a entrada é gratuita. Aproveite para os visitar com toda a família.




Lisboa 




Monstrinha: Filmes para os mais novosMonstrinha: Filmes para os mais novos

3 a 13 de Março  | Lisboa 
A 15ª edição da MONSTRA - Festival de Animação de Lisboa arranca esta semana, com um conjunto de atividades mega divertidas a pensar nos mais novos. 

 








Técnicas de Desenvolvimento Pessoal e Psicologia Positiva para Crianças : Porquê?

5 de Março  | Lisboa
Este sábado começa o Curso de Desenvolvimento Pessoal e Psicologia Positiva para Crianças no Espaço ZEN KIDS. Se ainda não se inscreveu não perca esta oportunidade!






Sobe & DesceSobe & Desce

5 e 6 de Março  | Lisboa
A thyssenkrupp promove a segurança na utilização de elevadores e escadas mecânicas junto dos mais novos com imensos jogos divertidos. A próxima sessão decorre este fim de semana no Spacio em Lisboa.

 








A Primavera está a chegar ao Crafts & Design no Jardim da EstrelaA Primavera está a chegar ao Crafts & Design no Jardim da Estrela

5 e 6 de Março | Lisboa
As cores, sons e aromas da Primavera estão a caminho do Mercado Crafts & Design no Jardim da Estrela para uma edição sob o tema "Spring Mood".







 

As Aventuras de Rodolfo e Rosita - A Bela AdormeciaAs Aventuras de Rodolfo e Rosita - A Bela Adormecia

5 de Março  | Lisboa
Quem não gosta de uma boa história de fadas, princesas e poções mágicas? Melhor dizendo, de uma história de Perrault. Rodolfo e Rosita são dois amigos traquinas e brincalhões, que vão estar no Centro Cultural da Malaposta no próximo sábado.

 









Night Out Kids FreeNight Out Kids Free

5 de Março | Lisboa
O 1º sábado de cada mês é sinal festa com a Night Out Kids Free na To Be Kid em Telheiras. A atividade inclui um delicioso jantar com uma sobremesa surpresa.




Worshop - Yoga para miúdosWorshop - Yoga para miúdos

5 de Março  | Lisboa
Este sábado a Atmosfera M recebe o worshop super relaxante de yoga para miúdos.


 

A Fada dos DentesA Fada dos Dentes

6 de Março  | Lisboa 
A Fada dos Dentes e o seu fiel amigo David chegam aos palco do Teatro Villaret, numa peça que aborda de forma criativa e dinâmica, temas como a amizade e a importância da verdade. 

 









 

Porto




O Principezinho - O MusicalO Principezinho - O Musical

6 de Março  | Porto
O sonho de voar, de ultrapassar os limites do espaço onde se nasceu, de ver novos lugares e novas gentes criando e mantendo as verdadeiras amizades é retratado num espetáculo mágico, pleno de luz e cor, com músicas cativantes e cenários muito especiais.











Famílias em SerralvesFamílias em Serralves

6 de Março | Porto
A Oficina Há Vida no Parque - Bom dia Sr. Pisco decorre este domingo em Serralves. Entre penas, bicos, patas e ninhos, os participantes vão desvendar curiosidades de pequenos cantores, migradores e eficientes predadores.




Histórias à Volta da Candeia no Cine-Teatro GarrettHistórias à Volta da Candeia no Cine-Teatro Garrett

6 de Março | Póvoa de Varzim 
Histórias à Volta da Candeia é uma sessão de contos tradicionais e poemas de Guerra Junqueiro para crianças e famílias. Estão todos convidados para uma sessão onde a narração e a poesia partilham subtilezas. 

 








Conversas com a Manuela - Porque é que o sono é importante?Conversas com a Manuela - Porque é que o sono é importante?

5 de Março | Matosinhos 
Numa conversa simples, divertida e informal, a escritora Manuela Mota Ribeiro irá abordar a temática do sono e a sua importância tanto para a saúde como para o desenvolvimento da dos mais novos.


 

Pelo País fora





El Rei Tadinho no Reino das Cem JanelasEl Rei Tadinho no Reino das Cem Janelas

6 de Março | Seixal

 

A peça El Rei Tadinho no Reino das Cem Janelas chega ao Auditório Cinema São Vicente em Paio Pires este sábado.

 




Sónia, o EspetáculoSónia, o Espetáculo

6 de Março  | Aveiro 
Sónia Araújo volta aos palcos com um novo espetáculo e com novas músicas e novas coreografias. O espetáculo conta com a apresentadora acompanhada de atores e bailarinos, e muitas surpresas que pequenos e crescidos não vão querer perder.

 









Sábados com ArteSábados com Arte

5 de Março | Barreiro
Todos os sábados o Atelier de Artes Visuais Pedro Espanhol organiza dias cheios de arte para os mais pequenos.





Atividades para Crianças na 4ª Edição do Enduro Alegro

Atividades para Crianças na 4ª Edição do Enduro Alegro

5 e 6 de Março | Castelo Branco
As crianças também vão poder participar na 4ª edição do Enduro Alegro Castelo Branco e viver as aventuras e adrenalina do desporto sobre rodas, como os adultos! A competição de desporto motorizado, a decorrer já nos próximos dias 5 e 6 de março, conta com a adaptação de um circuito especial para os mais novos.

 

 









*Informação powered by Pumpkin.pt.



Life&Style | Já aprendi a simplificar, só falta aprender a não acumular!

03.03.16 | Vera Dias Pinheiro
Depois de alguma experiência - adquirida nas (muitas) mudanças de casa que já tive - percebi que a tendência é sempre para acumular, muitas vezes, sem sabermos muito bem o quê e como. Mas acumulamos, juntamos tralha, coisas desnecessárias, mas que achamos sempre que um dia vamos precisar (às vezes, até é mesmo assim, mas não há espaço e temos que aprender a "desprendermo-nos das coisas"). Por isso, nesta última mudança, assumi uma postura um pouco diferente: less is more!

Optei por não encher a casa em demasia logo com muitos móveis; optei por procurar soluções que privilegiassem, acima de tudo, o espaço para a arrumação, pois o meu intuito é o de ter a menor quantidade de coisas possíveis à vista. Ora quando temos uma missão destas pela frente, invariavelmente que a primeira passagem é feita na grande superfície com maior oferta e diversidade. Qual? O nosso querido IKEA, obviamente! 

E digo-vos que com a quantidade de vezes que mudamos de casa, com as alterações que inevitavelmente vão tendo que ser feitas à decoração e aos móveis, o investimento tem vindo a ser cada vez menor em móveis demasiado caros. O senhor meu marido tinha-se dedicado de corpo e alma à decoração da sua casa de solteiro, fez o investimento que entendeu e hoje... a única coisa que nos continua a acompanhar é a mesa de centro e consigo perceber nele sempre uma grande tristeza cada vez que temos que nos desfazer de alguma coisa e ele suspira: "mas tu sabes quanto é que isso custou?". Assim, e para evitar este "dói de alma" decidimos que, a gastar dinheiro, o faremos num faqueiro, num serviço de jantar ou de chá, num quadro... por exemplo. 

No quarto do Vicente, sabendo que queríamos muito ter um segundo filho em breve e aconselhada até por algumas amigas na altura, escolhemos a gama Stuva do IKEA que permitia mobiliar o quarto quase como sendo um puzzle. Na altura, compramos apenas o roupeiro e um baú, para além da cama de crescido, e tem sido suficiente até agora. E bastou-nos ir ao site, escolher a cómoda que queríamos e acrescentar, o que para já, dá conta do recado. Desta forma, tenho a certeza que posso fazer as coisas aos poucos e à medida das nossas necessidades.



Agora, por favor, senhores do Ikea, não se lembrem de descontinuar esta gama que tanto jeito dá a todos nós - e parece-me que não vai demorar muito até precisarmos de acrescentar mais uma peça a este puzzle!

Como é que fazem a vossa gestão de espaço quando a família começa a aumentar ou, mesmo quando, simplesmente, as coisas se começam a acumular?


Mulher | Bio-Oil "Orgulho na Pele" e as boas novidades para nós!

03.03.16 | Vera Dias Pinheiro
Eu não tenho ainda a certeza que estejamos todos devidamente despertos para as vantagens da utilização dos óleos, por exemplo, como creme de rosto, como alternativa ao creme de corpo ou de mãos. As utilizações possíveis são várias e também a oferta deste tipo de óleos. Confesso que eu própria, só depois do Vicente nascer e já a morar em Bruxelas, é que comecei a ponderar estas alternativas, pois as alterações de clima e a água demasiado calcária estavam a tornar a minha pele demasiado seca e desidratada e por mais cremes que experimentasse não estava a ver os resultados que seriam de esperar. 

Foi precisamente nessa altura que se começou a ouvir falar de um super óleo, com garantias de fazer coisas extraordinárias, falava-se desse óleo como se fosse uma autêntica poção mágica. E esse óleo dava pelo nome de Bio-Oil, que prometia melhorar a aparência de cicatrizes, estrias, manchas e que seria, inclusivamente, eficaz no combate ao envelhecimento e desidratação da pele. 

Com a cicatriz de uma cesariana recente - e bastante "feinha" diga-se - e sem qualquer recomendação da minha obstetra para usar o que quer que fosse; com a minha pele a ressentir tantas mudanças, quer hormonais, quer externas, decidi começar a usar religiosamente este óleo e, de facto, foi das melhores coisas que experimentei e que, efectivamente, resulta (mas, atenção, resulta se formos certinhas e usarmos todos os dias e, claro, se tivermos paciência, os resultados aparecem). E agora, nesta segunda gravidez, voltei a aliar-me ao Bio-Oil e arranjei uma estratégia: durante o banho, juntar umas gotas ao gel de banho e, no final, fazer a minha rotina normal. 

Mas tal como eu, qualquer pessoa que se tornasse uma consumidora a sério deste óleo, rapidamente percebia que o formato de 60ml, o único existente no mercado, tornava-se insuficiente ou, melhor, tornava difícil uma utilização mais massiva deste produto... com muita pena nossa.

Pois bem, ontem foi o dia de receber boas notícias! Num encontro que tinha por mote "Orgulho na Pele", a Omega Pharma (a responsável pela representação da marca em Portugal), comunicou-nos, com muito orgulho, que a partir do dia de ontem encontra-se disponível no mercado uma nova versão de 125ml - como resposta precisamente, aos vários pedidos que foram recebendo dos consumidores.

omega pharma + adagietto agência de comunicação + bio-oil + nova embalagem 125ml Bio-oil + prevenir manchas + pano na gravidez + melhorar a aparência da cicatriz + atenuar imperfeições + combate ao envelhecimento + cuidados de rosto

omega pharma + adagietto agência de comunicação + bio-oil + nova embalagem 125ml Bio-oil + prevenir manchas + pano na gravidez + melhorar a aparência da cicatriz + atenuar imperfeições + combate ao envelhecimento + cuidados de rosto

Coisas novas sobre este óleo que aprendi na partilha deste encontro:
- Usar o Bio-Oil como sérum, antes do creme hidratante para disfarçar as imperfeições ou atenuar manchas de hiperpigmentação - mamãezinhas isto é para nós para ajudar e prevenir ou a combater o "pano" da gravidez;
- Quando viajamos, ao levarmos o Bio-Oil estamos a levar um multi-usos e, por isso, dispensa-nos carregar vários produtos para várias coisas - e sobra-nos espaço na mala;
- Para os adolescentes que sofrem com a puberdade e que ficam com as marcas das borbulhas, também nestes casos funciona;
- Não é gorduroso (isso já sabia) e, por isso, resulta muito bem na utilização em qualquer parte do corpo, incluindo o rosto;
- Zonas muito secas - especialmente no pico do Inverno e do Verão - como os calcanhares, as mãos, os cotovelos, etc... este óleo funciona muito bem na recuperação da hidratação da pele nesse locais.


Já havia por aqui fãs deste produto? Já tinham experimentado ou é uma novidade? 


Podem ver mais fotos deste evento, que decorreu no Hotel H10 Duque de Loulé, no Instagram


Life&Style | Já posso falar dos Óscares agora?

02.03.16 | Vera Dias Pinheiro

Já tudo se disse e se escreveu sobre a grande cerimónia dos Óscares, aquela cerimónia que eu nunca irei conseguir ver para além dos primeiros quinze minutos da passadeira vermelha. Já se falou dos vencedores, muito se disse dos vestidos (óbvio), sendo que já todas sabemos quem eram as mais bem vestidas, aquelas que estiveram "assim-assim" e as que, pelo contrário, acertaram completamente ao lado.

Porém, e agora que a poeira e o ruído já assentaram e que eu própria já tive a oportunidade de ver e ouvir mais ou menos tudo sobre essa grande cerimónia - a tal que nunca irei conseguir ver, a não ser que mude de fuso horário, claro - há algumas coisas que gostava de partilhar convosco, por terem sido aquelas que a mim me disseram mais.

1. O actor Leonardo DiCaprio venceu FINALMENTE o Óscar de melhor actor principal. 
E aqui acho que não vale a pena alongar-me, porque é praticamente unânime que foi justíssima esta atribuição e que o discurso do Leonardo DiCaprio só veio comprovar o seu carácter e a pessoa de valores que é.
Mas talvez pudesse partilhar com vocês que eram dele os posters que, durante a minha adolescência, estavam afixados no meu roupeiro (na parte de dentro - a única autorizada pelo papá e pela mamã); confesso, também, que comprei o CD da banda sonora do filme Titanic e que tenho visto praticamente todos os filmes que tem feito. Acho que continuamos numa espécie de paixão platónica, agora mais discreta, claro.


Fonte: Youtube (Disponibilizado pelo canal Conexão 92)

2. As grávidas que desfilaram na passadeira vermelha.
Gostos à parte, três mulheres lindas e super elegantes, cada uma no seu tempo de gestação. 



3. A atribuição do Óscar de Melhor Actriz Secundária.
Foi tão, mas tão merecido na minha opinião. Tive a (feliz) sorte de ter conseguido ver o filme "A rapariga dinamarquesa" um ou dois dias antes e, assim que o filme terminou, o nosso comentário foi de que, neste filme, a grande densidade dramática e a pessoa que mais nos tinha feito viver as emoções tinha sido a personagem da Gerda Wegener. 
Uma excelente actriz num papel secundário com honras de principal. Parabéns!


4. E, para terminar, a actuação da Lady Gaga.
Um poderoso momento que serviu de reacção aos abusos sexuais - de que a própria cantora foi alvo aos 19 anos - e que juntou a seu lado, enquanto interpretava o tema "Till it happens to you", outras vítimas de abusos sexuais.


(Re)ver actuação aqui: http://snpy.tv/215d9EO


E agora, só por curiosidade: quantos filmes nomeados aos Óscares conseguiram ver? Ou, melhor, quantas vezes ainda conseguem ir ao cinema? Por aqui, são muito poucas e tem que ser a sessão das 18h/19h... mas tarde que isso, é certo que adormeço.


Bom Dia.


*Todas as imagens usadas neste post foram retiradas do Google.


Os Vs | É muito amor... mesmo!

02.03.16 | Vera Dias Pinheiro

Nesta fotografia cabe AMOR, um imenso AMOR que não é possível descrever em palavras, um amor que transborda do peito e que nos faz chorar de emoção e de comoção. Nesta fotografia cabe a genuinidade, a simplicidade e a pureza. Nesta fotografia, está aquilo que de melhor posso oferecer ao mundo, os filhos, essa extensão da minha existência, a minha herança para o universo. Nesta fotografia está o que de melhor posso oferecer a cada um deles: um irmão, esse amor que nasce ainda sem se conhecerem e que eu espero que sejam capazes de o preservar ao longo das suas vidas e para lá da minha vida....


Bom Dia a todos.

Preparar chegada do irmão #5 Psicóloga Inês M.

01.03.16 | Vera Dias Pinheiro
E depois de algumas semanas a dar voz aos pais que passaram pela experiência de ter uma segundo filho, com todas as adaptações e alterações que isso envolve, chegou a vez de ouvir a psicóloga clínica da Oficina da Psicologia, a Dra. Inês Afonso Marques, que aborda aspectos muito importantes e pertinentes para quem, como nós, está prestes a passar pela experiência de ver a família a aumentar. Mais um texto que vale, sem dúvida alguma, a pena ler!

Queridos Pais, a família vai crescer?


O nascimento de um segundo filho constitui um importante marco no desenvolvimento de toda a Família. Se, no nascimento de um primeiro filho, os ajustamentos ocorrem essencialmente no seio dos crescidos, um segundo filho pressupõe que um pequenote passe de “filho único a irmão mais velho”. Dúvidas, desejos e expectativas que se criam, bem como necessidades que emergem, acarretam enormes desafios emocionais (mas não só) para o casal e para o seu primeiro filho. Por isso, é natural que o humor da família oscile entre o entusiasmo e alegria e o receio e apreensão.


O que mudará?


Talvez menos aspectos centrais do que imaginam num primero momento. Tempo. Não há menos tempo. Há necessidade de gerir o tempo de maneira diferente. Gerir rotinas de duas crianças implica necessariamente gerir o tempo de forma diferente. Por outro lado, crianças com idades diferentes têm necessidades diferentes, originando ritmos distintos. Sono, alimentação e distracção em doses duplas e respeito por fases de desenvolvimento distintas pode parecer, numa primeira instância, tarefa para super-herói. No entanto, o envolvimento do irmão mais velho no cuidado do mais novo pode ser um truque com um retorno valioso.


Mais cansaço e com maior facilidade. Os primeiros meses do recém-nascido são sempre exigentes e desgastantes, quer do ponto de vista físico quer emocional, particularmente para a mãe. Estar sensível a isso, reforça a importância do auto-cuidado. Querida mãe, cuide de si, mesmo que por breves minutos, todos os dias.


Maior confiança nas capacidades. Aquilo que num primeiro filho poderia parecer um quebra-cabeças, como fraldas e amamentação, deixará de o ser, pelo menos na mesma escala, quando se fala de um segundo filho. É natural que as dúvidas na segunda viagem sejam menores e a auto-confiança ajudará a descomplicar muitas situações.


Como atenuar o impacto das mudanças?


A organização e a preparação podem ser importantes aliados para todos. E não falamos apenas de fraldas, roupas e biberons. Preparar a casa e a Família para as mudanças é uma tarefa importante. Estar consciente dos novos desafios permite ao casal usufruir desta nova fase do ciclo de vida da família com maior tranquilidade e prazer. Ajudar o filho mais velho a compreender o que mudará e o que permanecerá inalterável, permitirá que também ele receba o seu irmão com maior segurança e disponibilidade emocional. A previsibilidade dos acontecimentos gera segurança. Sabendo o que irá ser novidade com a chegada de um bebé, o irmão mais velho irá sentir-se mais confiante sobre o seu papel na Família. É essencial que a criança sinta que as suas rotinas podem mudar, mas que o amor que os pais sentem por ela se mantém intacto.


E a família alargada ajuda ou atrapalha? 


Dosear a emoção e a forte vontade de querer estar perto do mais novo elemento da família e, em simultâneo, dar espaço (temporal e emocional) ao casal e ao filho mais novo para para se ajustarem à nova realidade familiar é fundamental para o bem-estar de toda a dinâmica familiar, e para que os pais consigam criar as melhores condições, de modo a dar resposta às necessidades do recém-nascido e continuar a acompanhar o mais crescido.


Como pode então a família alargada ajudar sem ser intrusiva?


De forma simples, o apoio da família revela-se particularmente útil sob a forma de disponibilidade para auxiliar o casal naquilo que este considerar importante. E de que forma pode o casal ajudar-se sem se isolar? Pedindo apoio e aceitando a disponibilidade dos outros para ajudar. Desenvolver novos laços emocionais, dar segurança ao bebé, protegê-lo, ajudá-lo a regular-se fisiológica e afectivamente, estimular, brincar e ensinar o bebé a desenvolver o auto-controlo… O momento da chegada de um bebé não é, efectivamente, o momento ideal para se querer ser “super-mãe, mulher, dona de casa, profissional, amiga…”. Ou, se pensarmos no pai, deixemos também de lado a imagem dos super-heróis. Por isso, deleguem tarefas específicas em casa (o irmão mais velho ficar responsável, por exemplo, por organizar a roupa ou fazer a lista das compras), e peçam ajuda para assuntos que tenham de ser resolvidos fora de casa (como pedir aos avós que passem no supermercado a comprar o pão para o dia seguinte). Deste modo, o casal ganhará tempo e espaço para se dedicar aos filhos, ao casal em si e à individualidade de cada um dos elementos. Sim, reforço esta ideia. Uma mãe (e um pai, claro) não deixa de ser pessoa. A prevenção da depressão pós-parto também acontece no pós-parto. Sabe-se que o apoio do marido é importante nesta prevenção. Outro dos factores determinantes é a mãe mimar-se e rodear-se de apoio para se poder cuidar. Um banho relaxante, sem banda sonora de choro, uma caminhada de mão dada à beira mar, um jantar romântico fora de casa ou uma saída com amigas são formas de a mãe se mimar. E se em algum momento a palavra “culpa” pairar, lembre-se de que os bebés sintonizam emocionalmente com os cuidadores, pelo que uma mãe que cuida dela é uma mãe mais disponível para cuidar do seu bebé. Peçam ajuda naquilo que realmente precisam. É importante que se foquem no essencial e “poupem recursos”. Peçam a um familiar que faça as compras urgentes do supermercado e as leve a casa, a outro que prepare algumas refeições que possam ser congeladas, a um que passe a roupa a ferro, a outro que fique em vossa casa com o bebé durante umas horinhas para que possam tomar um banho relaxante e dormir um pouco de forma tranquila e sem sobressaltos… Sejam flexíveis.


E como ajudar o filho mais velho a  sentir que continua a ser especial?
- Promovam o envolvimento do mais velho nos cuidados do bebé, realçando as suas qualidades e elogiando o seu carinho e dedicação ao irmão mais novo.
- Contem-lhe a sua própria história, recorrendo a fotografias, vídeos e outros registos. Conhecer a sua história aumentará a expectativa de querer participar activamente na vida do irmão, ajudará a nívelar expectativas temporais e, simultaneamente, irá reforçar laços emocionais fortes e significativos entre ele e os pais.
- Evitem muitas mudanças em simultâneo. Mesmo quando falamos em mudanças desejadas, existe sempre uma certa dose de stress a pairar. O que menos se quer, por ora, são mais emoções desafiantes para serem geridas. Mudar de casa ou de escola, por exemplo, na altura do nascimento do bebé, pode ser uma dura prova à resiliência de todos.
- Continuem a dedicar tempo especial e exclusivo ao mais velho. Dêem-lhe espaço e oportunidade para que possa falar daquilo que pensa e sente, assim como dos seus assuntos triviais do quotidiano. Demonstre abertura e genuinidade, mas não o faça sentir-se obrigado a tal.
E se ele tirar do caixote as birras há muito arrumadas?
Dependendo naturalmente da idade, a capacidade dacriança se expressar é variável e, por vezes, as palavras podem ficar em segundo plano quando se fala de expressão emocional. Podem, assim, surgir as birras, as dificuldades em adormecer ou comer, o mau comportamento na escola ou o mau humor e agressividade. Contudo , se procurarmos compreender o que escondem estes comportamentos, talvez nos deparemos com o sentimento de ansiedade da criança, face a uma nova realidade. Será este o primeiro passo para podermos tranquilizá-la. É natural que esta criança precise de ajuda para se adaptar a esta nova fase. E é possível fazê-lo de forma muito “simples”. Equilibrando afecto e segurança.
Queridos Pais, que a Família cresça com afecto e segurança!
Inês Afonso Marques
Psicóloga Clínica Coordenadora da equipa infanto-juvenil

O (nosso) mês de Março: a (minha) to do list

01.03.16 | Vera Dias Pinheiro
Enfim chegaste, Março. Confesso que depois destes meses todos em que o tempo passou com demasiada pressa, o mês de Fevereiro pareceu abrandar esse ritmo veloz. Talvez tenha sido por causa da maldita gripe, que me apanhou a seguir ao meu aniversário, e que ainda não largou. Esta gripe ou este virús que se alojou não me tem dado descanso nestas últimas semanas, surpreendendo sempre com uma coisa nova que tem deixado a passar mais tempo na cama que fora dela e ter que recorrer a ajuda para fazer as coisas do dia-a-dia, parte onde se inclui o Vicente - algo que invariavelmente me tem deixado triste, pois devíamos era estar a aproveitar estas semanas.

Mas agora chegaste tu, Março. Gostava que trouxesses contigo bonitos dias de Sol, gostava também que os dias passassem devagar... mas digo-te, se for para serem passados como estas últimas semanas, já não sei bem se quero assim tanto que os teus dias passem assim tão devagar...

Ainda assim, temos algumas coisinhas para fazermos juntos, por isso, toma lá as tuas notas e dê por onde der, vamos ter que ser amigos. Tu és o mês que antecede o grande momento.

novo mês + Março + to do list + objectivos + último mês de gravidez + preparativos para a chegada do bebé
Bom dia! Feliz mês de Março para todos :)




Pág. 8/8