Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Pais&Filhos | Fim-de-semana grande do Natal... A festa continua!

25.12.15 | Vera Dias Pinheiro
Os fins-de-semana grandes são bons, mas quando se trata do fim-de-semana grande do Natal é ainda melhor. Afinal, são mais dias para viver o espírito do Natal com mais tempo para a família. Por isso, aqui ficam as nossas sugestões ainda natalícias, em parceria com a Pumpkin. Aproveitem!


O Natal é sinónimo de família! É uma época que deve ser festejada junto dos seus e com a energia no máximo. No fim de semana que sucede o Natal há imensas atividades que pode fazer com os miúdos de norte a sul do país :)  
Em Lisboa, Porto, e por todo o País há imensos programas giros para fazerem juntos: hora do conto, oficinas e cinema… tudo para tornar a vida em família ainda mais divertida!
Para verem mais sugestões e procurarem atividades na vossa área usem a pesquisa Pumpkin.

Vejam as nossas sugestões por local: Lisboa | Porto | Outros locais


Moms & Babies preparados para o fim de semana natalício?

Se tiverem bebés dentro ou fora da barriga, temos sugestões especiais com muito mimo!






Por todo o país 



Snoopy e Charlie Brown – Peanuts: O filmeSnoopy e Charlie Brown – Peanuts: O filme

Estreia dia 24 de Dezembro  | Por todo o país
Charlie Brown, Snoopy, Lucy, Linus e o restante gang dos “Peanuts” fazem a sua estreia no grande ecrã, numa animação 3D como nunca antes vista. Snoopy, o beagle mais adorável do mundo – e da aviação – embarca na sua maior missão e vai até aos céus perseguir o seu maior inimigo, O Barão Vermelho, enquanto o seu melhor amigo, Charlie Brown, começa a sua própria jornada épica.







Lisboa  



 Disney in Concert em LisboaDisney in Concert em Lisboa

26 de Dezembro | Lisboa
Uma viagem musical pelas histórias mais queridas da Disney, como Mary Poppins, A Bela e o Monstro, O Rei Leão, Pocahontas, Aladino, A Pequena Sereia, ou o mais recente filme Frozen – O Reino do Gelo onde para reviver as emoções de infância!



O Natal chegou ao Bairro dos OlivaisO Natal chegou ao Bairro dos Olivais

Até 27 de Dezembro | Lisboa
Este fim de semana celebre o Natal no Spacio Shopping nos Olivais com atividades especialmente preparadas para os mais novos, como o atelier "Os Meus Acessórios de Passagem de Ano" e o atelier "Chapéus da Sorte 2016".




Conto de NatalConto de Natal

27 de Dezembro | Sintra 
O velho Scrooge, teimoso e egoísta, entra agora na época do ano que mais odeia, o Natal. Esta é uma época de alegria e paz, mas nada nem ninguém consegue fazer Scrooge sorrir. O que será que vai acontecer? Scrooge vai voltar a sorrir? Assista a este maravilhoso Conto de Natal no Auditório das Cavalariças da Quinta da Regaleira.

 








Pippi das Meias Altas - O musicalPippi das Meias Altas - O musical

26 e 27 de Dezembro | Lisboa
“Pippi das Meias Altas" é um musical que vai fazer sonhar miúdos e graúdos. Nao perca a sessão deste fim de semana. Garantimos que vão adorar! 










Teatro A Loja dos SonhosTeatro A Loja dos Sonhos

27 de Dezembro | Odivelas

Na loja da avó Lita há sonhos para todos os gostos. Agora que se aproxima o Natal a azáfama é grande. São muitos os preparativos para que os clientes saiam dali satsfeitos e felizes. É que avó distribui sonhos mas também histórias e lendas de encantar. Não perca esta grande peça no Centro Cultural Malaposta.




Porto




Ateliers de Natal no SEA LIFE PortoAteliers de Natal no SEA LIFE Porto

26 e 27 de Dezembro | Porto

Flores e enfeites de Natal em cartão é o nome dos atelier deste fim de semana no SEA LIFE Porto. Este atelier pretende sensibilizar todas as crianças e suas famílias para a importância da reciclagem e do reaproveitamento dos materiais.





Dominguinhos no MAR ShoppingDominguinhos no MAR Shopping

27 de Dezembro | Matosinhos

Como já é habitual aos domingos há atividades gratuitas para toda a família no MAR Shopping. Este fim de semana não perca o teatro de fantoches.






Pelo País fora 



Conto de NatalConto de Natal

26 e 27 de Dezembro | Carregal do Sal
O musical "Conto de Natal" conta então a história de um velho avarento, amargo e solitário que vive contrariado com a própria vida. Scrooge não gosta de pessoas, não gosta de afetos e, por isso, não gosta do Natal! Será que alguma coisa o vai conseguir mudar? 



 



Musical Panda e os Caricas em CoimbraMusical Panda e os Caricas em Coimbra

26 de Dezembro | Coimbra
No dia 26 de Dezembro, o Musical Panda e os Caricas, chegam a Coimbra, aoPavilhão Multidesportos Dr. Màrio Mexia, para divertir as famílias!


 






Divirtam-se!!!



*Informação powered by Pumpkin.pt.



A minha sugestão para a mesa de consoada

24.12.15 | Vera Dias Pinheiro
Os preparativos para o Natal começam muito antes do dia: em Novembro já se começam a notar alguns sinais nas ruas e nas lojas... e em casa, quando há crianças, o Natal inicia-se muito mais cedo do que a tradição nos diz.
Para nós, o Natal é especial, pois trata-se da altura onde preparamos o melhor para receber a nossa família e amigos em nossa casa.  A árvore de Natal e, logo de seguida, a mesa que recebe a ceia e o almoço de Natal são centrais nesta celebração. Com mais ou menos tempo, com mais ou menos jeito, a verdade é que todos perdemos tempo a pensar nos detalhes da decoração da nossa casa. Não é?
Por aqui, não somos excepção. A noite de 24 de Dezembro é passada em nossa casa e gostamos muito do ritual de preparar todos os pormenores, por isso, quando a Save the Date nos propôs mostrar a nossa mesa de natal, mesmo ainda a alguma distancia do natal, não hesitamos - preparamos uma mesa especial e exclusiva para a Save the Date e falamos também um pouco de como vivemos esta altura do ano.
Aqui ficam algumas fotografias:
Natal + decoração + casa + família + mesa de natal
Natal + decoração + casa + família + mesa de natal
Natal + decoração + casa + família + mesa de natal
Natal + decoração + casa + família + mesa de natal
Vejam também a nossa "entrevista" aqui: http://savethedate.blogs.sapo.pt/vera-dias-pinheiro-christmas-we-love-11709
Para logo, a nossa mesa ficou um pouco diferente desta que vêm nas fotografias, no entanto o espírito que se vive é o mesmo. Desse lado, espero que o vosso Natal seja também passado junto daqueles que mais amam e com tudo aquilo que mais desejam.
Oxalá o tempo pudesse parar um pouco nestas 48 horas... fico sempre com a sensação que depois passa tudo tão rápido!
É Natal! Feliz Natal!!!

Mulher | Toda a gente sabia que era uma menina menos eu!

23.12.15 | Vera Dias Pinheiro
Não sabia nem podia adivinhar, mas a verdade é que, mesmo querendo outro rapaz, no fundo, algo me dizia que não ia ser bem assim. Nunca o disse a ninguém - na altura, se calhar achava que se estivesse caladinha ia ser mesmo um rapaz - muito pelo contrário, nunca dei grande saída às conversas sobre meninas, nem quando as minhas amigas insistiam nessa possibilidade. Fiei-me no falso prognóstico do ecografista às 12 semanas de que era outro rapaz "com 80% de certeza e quando assim é, é difícil de mudar" e não quis saber de mais nada.


gravidez + sexo do bebé + maternidade + grávida de menino + grávida de menina

Obviamente que, quando tivemos a confirmação de que era A menina, muitas vozes se insurgiram para me dizer: "Vês? Eu bem te dizia!" ou então, "Eu não te quis dizer nada, mas a tua cara e essa barriga não me enganaram".

Bem, mas de onde vem, afinal, esta sabedoria tão ou mais científica que a dos próprios especialistas da medicina, que estudaram durante anos e que continuam a estudar para serem os melhores e o menos falível possível no domínio das ecografias e da leitura que dali se faz?

E quais são os pilares onde assentam estas crenças tão objectivas do povo? Pois que eu andei a investigar e penso ter conseguido reunir os mais importantes:

1. Desejos:
Dizem que as mulheres quando estão grávidas de meninas, no início da gravidez, sentem mais desejos de comer doces ou fruta. Pelo contrário, se for um menino, os desejos são por comida salgada ou amarga.

2. Temperatura dos pés:
Ter os pés frios durante a maior parte da gravidez é sinal que é menino, pelo contrário, não ter os pés frios, é sinal que é menina.

3. Formato da barriga:
Se for menina, a barriga assemelha-se a uma melancia: mais larga e esparramada para os lados. No caso de ser rapaz, a barriga é maior (os rapazes pesam mais que as meninas), pontiaguda e empinada.

4. Beleza:
Sendo menina, a mãe está tramada porque irá sentir-se menos bonita, com a pele a retroceder à adolescência, para além do rosto ficar mais redondo e inchado. No caso de ser um menino, a mãe sente-se a mulher mais bonita à face da terra e tudo nela é luz! 

5. Os sonhos:
Estamos grávidas de uma menina se sonhamos que vamos ser mães de um menino.

6. O pão:
As grávidas de meninas preferem comer o miolo do pão em vez da côdea. 

7. O modo como dormimos:
As mulheres grávidas de meninas dormem mais para o lado direito. Mas se, durante o sono, passarmos mais tempo viradas para o lado esquerdo, é porque é rapaz. 

8. A linha da barriga:
Se a linha escura, que algumas mulheres desenvolvem durante a gravidez, se estender do osso púbico até ao umbigo, é menina. Se essa linha chegar à zona dos pulmões, então, é menino.

9. Cabelo:

Se as hastes capilares da futura mãe forem ficando secas e fracas, é melhor ir pensando em nomes femininos. Se o cabelo se tornar mais escuro e crescer mais rapidamente do que o habitual, é porque é rapaz.

10. Unhas:
Unhas frágeis e mais brilhantes indiciam que vem uma menina a caminho. Umas unhas fortes e que crescem mais rapidamente do que antes, são indício de que está grávida de um rapaz.

11. Tamanho do peito:

Se o seio do lado direito parecer maior e mais largo que o do esquerdo, é menino. Porém, se for o esquerdo, será uma menina.

12. O tamanho dos glúteos:
Se o rabo crescer mais rapidamente do que a barriga, é menino, mas se for o contrário, então é menina.

13. Enjoos matinais:
Se tivermos enjoos matinais de um modo regular e continuado, é sinal que é uma menina. Se não tivermos enjoos matinais ou se estes ocorrerem muito raramente, estamos grávidas de um rapaz.

14. Idade da mãe:
Se o ano da concepção da criança e idade da mãe forem ambos pares ou ímpares, estaremos grávidas de uma raparigas. Se um desses número for par e o outro ímpar, é rapaz.

15. O cheiro do alho:
Se comermos um dente de alho e não sentirmos o seu cheiro e sabor ao longo do dia, é porque é menina. Se, pelo contrário, o cheiro nos incomodar à medida que as horas vão passando, é rapaz.


Imagem retirada do GOOGLE.
O que me dizem? Indentificam-se com algumas destas coisas?

Da minha parte, e depois de ter encontrado estes "factos" sobre a gravidez de menino e de menina, chego à conclusão que só podia mesmo ser uma menina e que o palpite das 12 semanas foi completamente ao lado, pois:

- os três primeiros meses eu parecia doente e não grávida, com tantos enjoos e más disposições;
- e, sim, durmo mais para o lado direito;
- para além disso, sinto que a minha barriga dá a volta à minha cintura (se bem que a barriga do Vicente também nunca foi a típica barriga de rapaz), da mesma forma que o meu peito recuperou  não só tudo aquilo que tinha perdido, como ainda ganhei de bónus um tamanho acima! 
- e agora que penso nisso, a cara também me parece um bocadinho inchada! :)

Porém, se fosse pela teoria da idade da mãe e pelo crescimento do cabelo, eu estaria à espera de outro rapaz, já para não dizer que o senhor meu marido que me diz que estou ainda mais bonita do que antes (ihihih).


Bom Dia!

P.s: Faltam 2 DIAS para o Natal!!!


Mulher | Acabaram-se as desculpas!

22.12.15 | Vera Dias Pinheiro
Pondera + Radiosas para as festas + Mesoestetic Pharma Group + Ampolas antiaging  Flash + mulher + dicas de beleza + mulher + blogger + mãe + lookbook

Não há milagres, mesmo quando abrimos as revistas e nos deparamos com as fotografias de mulheres sempre impecáveis e maravilhosas, mesmo quando acabaram de ser mamãs, a verdade é que nada acontece por milagre. E a mulher, por comparação com o homem, confronta-se com muitos mais desafios no seu dia-a-dia e no seu próprio papel enquanto mulher.

E o maior desafio é, talvez, a maternidade. Até engravidar pela primeira vez, aos 29 anos, eu olhava-me no espelho e via uma miúda, nunca notei que tivesse um único cabelo branco, fazia algum desporto, comia o que queria e quando queria emagrecer, bastava ter algum cuidado com a alimentação durante um tempo e funcionava. Depois, durante nove meses, é a magia, é um conjunto de alterações físicas que, de tão deslumbradas que estamos com o facto de estarmos grávidas, não ligamos a mais nada. Se temos fome comemos, se estamos cansadas, deixamo-nos ficar pelo sofá dias seguidos se for caso disso, etc... Depois nasce o bebé e a adrenalina continua. Porém, à medida que a normalidade se vai instalando no nosso novo quadro familiar e percebemos que agora o nosso corpo é só nosso e olhamos no espelho, percebemos que muito coisa mudou...

E não estou a falar apenas do lado físico - pois para isso é preciso ter também paciência, para além de dedicação - falo, por exemplo, dos cabelos brancos que encontrei, das olheiras e das rugas que se acentuam em vez de se atenuarem... Falo igualmente de como, de repente, tudo demora mais tempo para voltar ao lugar e para o nosso organismo se adaptar às novas rotinas. Por isso, digo que não existem milagres, nós temos que realmente encontrar 10 minutos diários para cuidar de nós e devemos ser rigorosas no cuidado que temos com o nosso corpo e, consequentemente, com a nossa mente.

E agora, que a altura das festas vai começar e que é normal que o cansaço aumente, à medida que o descanso diminui, deixo-vos uma MEGA dica para se sentirem maravilhosas e conseguirem um ar sempre radioso e jovial. Sim, os únicos milagres possíveis são estes que acontecem nos 10 minutos que tiramos para nós!


Tratamento Flash da Mesoestetic® – Anti-aging Flash Ampoules. 
Pondera + Radiosas para as festas + Mesoestetic Pharma Group + Ampolas antiaging  Flash + mulher + dicas de beleza
PVP recomendado  Caixa de 10 ampolas Anti- aging flash de 2 ml: PVP Rec. 47,97€
As ampolas antiaging flash proporcionam um efeito tensor imediato, além demelhorarem a pele desvitalizada conferindo-lhe um aspeto mais liso e homogéneo. 

Como usar: Aplicar como base de maquilhagem o conteúdo de uma ampola anti-aging flash. OU misturando umas gotas da ampola à maquilhagem fluída,para que se fixe e aguente mais horas, perfeita. 


E, agora, prontas para se sentiram ainda mais bonitas nos grandes eventos que se aproximam?!


Pais & Filhos | Pôr a mão na massa!

22.12.15 | Vera Dias Pinheiro
Por aqui continuamos com o nosso Calendário Advento que se aproxima rapidamente do grande dia e, por isso, também do seu final. Pela primeira vez, começo a sentir o que é realmente viver esta quadra com filhos. O Vicente já percebe tudo e nota-se que está empolgado com tudo o que se está a acontecer à sua volta, e, claro, que a festa de Natal da escola e toda a sua preparação - e certamente, também todas as actividades relacionadas com o Natal que por lá tem feito - têm sido de uma grande ajuda.

Como já tenho vindo a partilhar convosco aqui e aqui, temos tentado afastar-nos o mais possível do lado material do Natal - mas sim, vão haver presentes para abrir na manhã de 25 de Dezembro - e hoje, ao dia 21 do nosso Calendário do Advento, pusemos literalmente as mãos na massa para fazer as bolachas que o Vicente vai oferecer à sua educadora e às auxiliares da sua sala. E foi muito divertido, foram bolachas feitas a quatro mãos. Para o Vicente era quase como se estivesse a brincar com plasticina, por isso, podem imaginar que, rapidamente, passámos de bolachas em formatos natalícios para pequenas figuras de animais selvagens.... 

Presentes + Natal + DYS + acitivdades em família + wrap+ bolachas de Natal + receitas

Mas o que contribui em grande parte para a diversão do Vicente foi o cortador em forma de rolo que comprei no IKEA. Com uma mãozinha de cada lado, lá ia ele deslizando com a minha ajuda por cima da massa, ao mesmo tempo que ficava todo satisfeito com o resultado do seu trabalho! :)

Presentes + Natal + DYS + acitivdades em família + wrap+ bolachas de Natal + receitas

No final, como seria de esperar, acabamos os dois a provar as nossas bolachas acabadinhas de fazer. 

Presentes + Natal + DYS + acitivdades em família + wrap+ bolachas de Natal + receitas

Levar os miúdos para a cozinha é uma aventura e, sem dúvida, um excelente programa para se fazer em família - eu confesso que estava ansiosa que o Vicente crescesse um pouco para podermos ter momentos como o desta tarde. E sendo tão importante mostrarmos aos nossos filhos que o valor e importância das coisas não está no que elas custam, esta é uma brincadeira que cumpre esse objectivo da uma forma mais natural e espontânea que pode existir. Amanhã, o Vicente vai oferecer presentes que ele próprio fez, com a ajuda da mãe, que mais do que qualquer valor material, tem um enorme valor sentimental.

Presentes + Natal + DYS + acitivdades em família + wrap



      ::: Receita (dada por uma amiga minha) :::

Bolachinhas de Natal

Ingredientes
750 a 800 gr de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de sal
200 gr de margarina à temperatura ambiente
450 gr de açúcar (eu coloquei menos)
2 ovos
2 colheres de chá de extracto de baunilha ou sumo de limão (eu optei pelo sumo de limão)

Cobertura (para quem quiser)
1 clara
250 gr de açúcar em pó
Corante alimentar nas cores que desejarem


Preparação
Com a batedeira, misturar a margarina e o açúcar até ficar uma mistura fofa e, de seguida, acrescente os ovos, um por um. Depois, peneirar a farinha com o sal e o fermento, que irão juntar à mistura anterior, bem lentamente. Por fim, coloquem o extracto e baunilha ou o sumo de limão (o que tiverem escolhido).
Com a massa que acabaram de fazer, formam um bola e embrulham muito bem em película aderente. Deixem repousar no frigorifico durante cerca de 30 minutos. 
Passado esse tempo, é chegado o momento meter as mãos na massa e fazer as bolachinhas que colocam sobre o tabuleiro do forno, forrado a papel vegetal e levam ao frigorífico novamente por 15 minutos (só agora percebi que saltei esta parte).
Com o forno pré-aquecido a 170 graus, colocam o tabuleiro durante mais ou menos 10 minutos ou até as pontas começarem a ficar douradas. 
Por fim, é só retirar do forno e deixar arrefecer.

Nota: Para a cobertura, devem bater as claras, mas sem que fiquem muito presas, depois, juntar o açúcar em pó e mexer. Dividem em taças pequenas e acrescentam os corantes até obterem as cores desejadas.

P.s: Como eu não tinha tempo para fazer tudo no mesmo dia, respeitando o tempo de "repouso", acabei por fazer a massa no dia anterior, forrar com a película aderente e só no dia seguinte é que retirei do frigorífico, na altura em que ia fazer as bolachas com o Vicente. 

Espero que se divirtam tanto como nós :)


Bom Dia!!!

Faltam 3, 3 dias para o Natal!!!

Pais&Filhos| E quando os nossos filhos nos deixam a pensar? [Desabafo]

21.12.15 | Vera Dias Pinheiro

Ser mãe/pai é um teste constante à nossa personalidade, ao nosso auto-controlo, e os nossos filhos deixam-nos muitas, muitas vezes a reflectir sobre as nossas atitudes.

O Vicente com quase três anos, está mais vivo que nunca, mais esperto e sempre, MAS sempre com uma resposta na ponta da língua. Mas aquilo que verdadeiramente me custa ouvir e perceber é que muitas das suas reacções - regra geral, aquelas que eu não gosto nada -  são o reflexo da mãe e/ou do pai. 

Não vale a pena questionarmo-nos sobre a quem sairá o nosso filho(a) quando este tem um certo tipo de comportamento que reprovamos. Ele não sai ao vizinho, nem ao padeiro, nem a sua tia-avó..... os nossos filhos são nossos no bom e no menos bom. São o nosso espelho: se estamos mais irritados e sem paciência, eles também estão; se estamos numa fase, enquanto casal, na qual existe menos harmonia, eles sabem jogar com isso, e sabem medir forças nos pontos fracos de um e do outro, etc... etc... etc... E não é fácil lidar com isto e aceitar que somos nós que influenciamos 90% do comportamento dos nossos filhos. Pelo menos, é assim que eu sinto as coisas nesta fase. E sabem como é que eu sei disso? Quando ouço o Vicente a dar respostas que ouve em mim ou no pai e que eu não gosto nada de ouvir repetidas numa criança de três anos. 

As crianças são muito - demasiado - atentas ao comportamento dos que as rodeiam, em especial ao dos pais. E mesmo quando achamos que eles não entendem nada ou que não têm idade para perceber alguma coisa, elas estão a registar tudo e, mais cedo ou mais tarde, vão reflecti-las no seu comportamento. Sem dúvida que nós somos o seu exemplo e que estamos a constantemente a ser postos à prova, naquilo que dizemos ou fazemos. E, regra geral, é no dia-a-dia, nas pequenas coisas a que não damos valor, que o mais importante acontece. 

Estas são algumas das máximas que tento ter em mente e praticar diariamente, e quando sinto que me estou a esquecer de alguma, volto a olhar para esta lista, que agora partilho também convosco:

- As regras devem estar bem definidas, mas é fundamental que os pais também as cumpram;
- A aprendizagem dos valores é feita por observação;
- É no dia-a-dia, através do comportamento dos pais, que se ensina o respeito, a compaixão, a empatia com os outros, a honestidade e também a coragem;
- As decisões dos pais devem ser consistentes e, se um determinado comportamento não é aceitável, então, não o será nunca (firmeza!);
- É através dos pais que se dá a aprendizagem do valor que se atribui às coisas, aprendendo a distinguir aquilo que precisamos daquilo que queremos.

A maternidade/paternidade é, sem dúvida, maravilhosa(o), no entanto, ninguém disse que seria fácil, pois não?


Bom Dia!!!

Estamos a 4, a 4 dias do Natal!!! :)

Mulher | A pausa da mãe

20.12.15 | Vera Dias Pinheiro
Com que frequência costumam tirar um tempo apenas para vocês? Digo, fazerem mesmo uma pausa, em que deixam a versão mãe, profissional, esposa, amiga, a filha... para segundo plano e ficam apenas convosco próprias, com tempo para o que realmente querem e precisam de fazer, de vez em quando, para se sentirem bem e equilibradas?

Na passada sexta-feira eu fiz isso: deixei o trabalho organizado de véspera; de manhã, à hora normal, deixei o Vicente na escola; de seguida, voltei a casa para deixá-la organizada antes de sair - não gosto de ter o caos à minha espera quando regresso a casa, principalmente quando sei que vou chegar com o Vicente, que me vai absorver por completo até chegar a hora em que se deita - mas depois de tudo feito, tomei o meu duche e saí. 

Há algum tempo que andava a suspirar por uma mudança no cabelo - afinal, de que serve ter o cabelo comprido se acabamos sempre com ele apanhado? - por isso, o meu programa era ir ter com o Matt ao Metrostudio by JL, onde me sinto sempre bem e, sobretudo, sei que se há pessoa que me entende e consegue chegar mesmo aquilo que pretendo, é ele. Aliás: é apenas ele! Por isso, quando o assunto é sério, só ele é que mexe! 

Para além disso, o Matt tem outra qualidade que eu aprecio muito e que me poupa uns quantos arrependimentos no dia à seguir: eu posso chegar lá com a maior crise de identidade e com a maior vontade em mudar TUDO, que ele tem a sensibilidade em ser sempre muito ponderado e não se deixar entusiasmar com os meus devaneios. Desta vez, mudámos a cor e apostamos num corte mais curto e mais moderno. O resultado: o costume! Eu sai de lá a sentir-me uma outra pessoa, cheia de confiança e feliz!  - e desconfio que em breve volto para ousar um pouco mais e cortar um pouco mais no comprimento; porém, vamos ver como correm as primeiras lavagens e secagens de cabelo.


Como isto são sempre processos que levam algum tempo, quando saí já passava da hora de almoço, subi até ao Chiado e parei para comer qualquer coisa na Tartine, sozinha, onde o ambiente estava bastante tranquilo e com pouca gente. O dia estava perfeito: pouco frio, mas com ar de Inverno e as pessoas andavam divertidas e sorridentes na rua, muitas delas às compras. 

Eu confesso que prefiro o Chiado e a Baixa num dia de semana, onde o normal (da rotina das pessoas que por ali trabalham ou que se deslocam ali em trabalho) se mistura com o turismo e o lazer e atenua esta lado mais "artificial",  e se for bem cedo de manhã, ainda melhor. 

Com tudo isto, estava quase na hora de ir buscar o Vicente à escola novamente. Aproveitei e fui directa, assim ficamos com mais tempo para os dois - afinal, tínhamos tido um pequeno arrufo matinal e estávamos a precisar deste "mimo" entre mãe e filho.


Imagem retirada do Pinterest.

Esta foi a minha pausa de tudo. A Vera precisa de um tempo apenas para si, precisava fazer uma pausa e mimar-se. E vocês, quando podem ter a vossa pausa, o que vos dá mais prazer fazer?


Posts Relacionados:
Sobre a queda de cabelo, por Matt Dubet
Lavar o cabelo todos os dias (certo ou errado?l
Hairstyle SS/15 - Tudo o que precisam de saber, por Matt Dubet


Pág. 2/7