Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

A rue Neuve de Bruxelas

17.01.14 | Vera Dias Pinheiro
E ir ao centro da cidade, à rua mais movimentada de todas as ruas da cidade (a rue Neuve), não tem que ser apenas ver montras e entrar-sair de lojas. Contrariamente ao que se esperava num sábado pré natalício, até estava bem tranquila a nossa rua Augusta belga. 
Viram-se as lojas é certo, mas também se viu a igreja com a senhora da banca de flores à entrada, ouviu-se um pouco da música de rua e, com o aproximar da hora de almoço, a ideia era experimentar a versão salgada dos crepes da La Maison des Crêpes (sobre a qual podem ler mais aqui) e que são uma verdadeira delícia. No regresso, ainda passamos pelo espectáculo de luz e de som (que de tão simples, foi encantador aos olhos do pequeno V.), e com a temperatura a descer, nada melhor que partilhar uma saborosa e irresistível gouffre, antes do regresso a casa.

E, em fotografias, foi assim:






La Maison des Crêpes

Espectáculo de luz e de som, promovido pelo Plaisir d'Hiver

Espectáculo de luz e de som, promovido pelo Plaisir d'Hiver

A gouffre :)


Pais e Filhos pelo Mundo [no Café, Canela & Chocolate]

16.01.14 | Vera Dias Pinheiro
A partilha de experiências, de quem vive fora de Portugal, é uma das melhores formas para quem está no processo de decisão de sair ou não do país, poder saber o que os espera.
A Marta Sobral, no blogue Café, Canela & Chocolate, dá uma ajuda, através da rubrica: Pais e Filhos pelo Mundo.
Desta vez, fomos nós os convidados a dar o testemunho sobre a nossa experiência pela Bélgica. E o resultado está aqui:





Muito obrigada à Marta Sobral. Gostamos muito de participar no teu projecto!  
Visitem o seu blog aqui e a página do facebook aqui.

Golden Globes 2014

16.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Já se falou dos prémios e sobres os vencedores, mas a verdade que a curiosidade é, talvez, igual (se não maior...) para com o desfile da alta costura que se faz na red carpet. Pois bem, hoje consegui ver um pouco do que foi os Golden Globes e resolvi deixar aqui registada a minha escolha: Taylor Swift e porquê? porque eu um dia também vou vestir um vestido assim!

Taylor Swift


Olhar a música como forma de inclusão | Bebé Maestro, Bruxelas

15.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Desde o fim-de-semana passado que as manhãs de domingo ficaram reservadas só para o Vicente, ou seja, as manhãs são passadas em actividades destinadas a si e aquilo que serão as suas necessidades.

Depois de alguma pesquisa e incentivados por um casal amigo, resolvemos experimentar uma sessão de música para crianças no Bébé Maestro. O nosso objectivo é iniciá-lo em actividades que possam criar-lhe novos estímulos e, sobretudo, que promovam um contacto mais regular com crianças e outros adultos. Já para não falar, da oportunidade que será de estar exposição à língua francesa. E, a verdade é que gostamos tanto, que acabamos por inscrevê-lo para o ano inteiro.

Digo, muitas vezes, que sou uma mãe cheia de sorte. E sou mesmo! Ao fim de 12 meses, continuo a puder estar em casa e acompanhar diariamente o crescimento do meu filho. No entanto, sempre existiu (e existirá), da nossa parte, a preocupação de que isso não o tornasse num menino demasiado mimado. Mas, no fundo, ele é o único cá em casa, o brinquedo que ele quer estará sempre disponível para ele, vai ver sempre os bonecos que mais gosta, quando reclamar muito sabe que vai acabar por receber a atenção que quer e, por aí, a fora... Eu posso conseguir transmitir-lhe muitas coisas, mas existem competências sociais e de relacionamente que ele só aprenderá na convivência com outras crianças da sua idade.

Foi, por isso, que eu e o senhor meu marido resolvemos que esta era a altura ideal para começar. O Vicente tem um ano, já está mais independente, tem uma maior noção das coisas e, consequentemente, aproveita muito melhor.

A primeira sessão aconteceu no domingo passado e a música é o mote para as actividades. E todas as semanas há um novo instrumento musical convidado e que faz companhia, à pianista (a artista residente - a querida Bárbara). E como é tão característico no Vicente, neste tipo de situações, primeiro, ficou só a observar, sempre agarrado um bocadinho de pai ou de mãe e, depois, aos poucos, foi-se soltando.

A nossa opinião é que adorou e, cá entre nós, os pais também. E vai ser muito engraçado ver a evolução do seu comportamento ao longo destas sessões.

Próximo domingo, há mais!


A estrear-se na dança pelo seu próprio pé - Parte I

A estrear-se na dança pelo seu próprio pé - parte II

"A menina no campo de flores" (obra da mãe, claro)

A pauta de música, composta por todos os meninos

Mais trabalhos manuais

O Vicente e o seu companheiro de sempre: o Manel
em free style

Para mais informações sobre o Bébé Maestro, visitem aqui.

Maison Antoine: as melhores batatas fritas da Bélgica

13.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Para quem gosta de conhecer as especificidades gastronómicas de um país, na Bélgica, e mais concretamente, em Bruxelas, tem que comer batatas fritas. É verdade que se encontram em qualquer restaurante, na medida em que elas são o acompanhamento de quase tudo, mas há um local onde elas são especiais. 
Em plena Place Jourdan, encontramos a Maison Antoine, que é como quem diz, um quiosque e esse quiosque tem uma fila enorme de pessoas. Pois bem, é aí que se têm que dirigir e... aguardar! Diz quem por lá passou que é uma espera (por vezes, demasiado longa), que vale totalmente a pena.
A Maison Antoine tem uma história muito simples: um casal de feirantes, cansado de andar de um lado para o outro, resolveu fixar-se nesta praça e ali montar o seu negócio. Estão ali desde 1948, com um negócio de sucesso, que consiste apenas em vender as batatas fritas e os molhos para acompanhar. 
Confesso que ainda não provei, mas perguntem a quem quiserem, a resposta vai ser que: estas são as melhores batatas fritas de Bruxelas e quiça do mundo! 
Um outro aspecto curioso é que os bares, ali á volta, funcionam numa espécie de cooperação: "trás as tuas batatas e toma uma bebida!"  

Vamos experimentar?






Maison Antoine, Place Jourdan 1, 1040 Etterbeck, Bélgica



Hoje é um bom dia para sorrir!

11.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Assistindo diariamente aquilo que pode fazer uma criança rir sem parar, penso o quanto seria mais simples se conseguíssemos olhar para a nossa vida com a simplicidade de uma criança. Problemas teriam menos dimensão, as pequenas coisas mais piada e, acima de tudo, a melhor companhia seriam as pessoas de quem gostamos!
Como não é fácil mudarmos de um dia para o outro, comecemos por hoje, sábado!!! Have fun and smile :)

source: http://www.pinterest.com/pin/559361216189166322/

Marché Gourmet du Sablon

10.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Ir ao mercado Gourmet do Sablon é apenas mais um pretexto para não ficar em casa, no nosso caso, ou para descontrair, para quem termina mais um dia de trabalho. Bem localizado, num bairro onde, entre outras coisas, podemos encontrar a tão conhecida livraria Taschen ou a fábrica de chocolate do não menos conhecido chef Pierre Marcolini (para breve, mais detalhes sobre a Bruxelas do chocolate... vai ser de ler e chorar por mais...). 
Este mercado começa a ganhar forma a partir das 15h e estende-se até às 21h, no mesmo lugar onde, aos fins de semana, podemos encontrar um dos mais conhecidos mercado de antiguidades. Porém, para quem lá esteve, como nós, por volta 16h, deu para perceber que, mais do que um mercado, no conceito mais tradicional, este marché gourmet é um local de convívio, para tomar um copo e provar, logo ali, as iguarias dos vários produtores que ali se reúnem. Vale a pena a passagem e não se esqueçam de passar pelo Pain Quotidian, mesmo em frente, que é um dos meus favoritos e provar também as suas deliciosas iguarias... nham nham :)

Loja de chocolate Pierre Marcolini
@Sablon

Iguarias do Pain Quotidian

Mercado Gourmet do Sablon

Mercado Gourmer do Sablon