Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

...

06.12.13 | Vera Dias Pinheiro
Hoje o mundo acordou mais triste, com uma grande perda para a humanidade. Nelson Mandela morreu, no entanto, morre o homem mas não a sua obra! 

Aqui em Bruxelas, foi-se buscar o que há de mais emblemático para lhe prestar homenagem. Hoje quem passar pelo centro da cidade, poderá ver o Manneken-Pis usando um facto alusivo a Nelson Mandela, que foi concebido para a celebração do fim do Apartheid, em 1994.





Viver em Bruxelas e ser-se bruxelense

05.12.13 | Vera Dias Pinheiro
Hoje é dia de deixar as meias na chaminé ou, então, o sapatinho à janela. Deixamos também um copo de deite e cenouras. Durante a noite, São Nicolau irá passar pelas nossas casas, com o seu ajudante Pedro, o Preto, para deixar recompensas à todas as crianças que se portaram bem durante o ano. E, assim, reza a tradição do Saint-Nicolas/Sinterklass.

Na minha opinião, se há algo que nos ajuda a sentirmo-nos integrados num país estrangeiro é tentar conhecê-lo ao máximo. E isso passa, em parte, por descobrir as suas tradições, pesquisar as suas histórias e, acima de tudo, tentar fazer parte delas. É, por isso, que hoje celebramos o nosso primeiro Sinterklaas. 

A partir de meados de Novembro, as lojas começaram a ser invadidas pelo "São Nicolau e o Pedro preto". À primeira vista, pensei tratar-se do antecipar do Natal e que esse São Nicolau seria o nosso, tão tradicional, Pai natal, mas, nesta história, a personagem do Pedro Preto não tinha lugar... Lançada a dúvida, estava na hora de perceber o que afinal se ia passar.

A festa de São Nicolau (em neerlandês: Sinterklaas feest) é celebrada anualmente no dia 5 de Dezembro, nos Países Baixos e, no dia 6 de Dezembro na Bélgica, com a chegada de São Nicolau (o percursor do Pai Natal), que vem entregar presentes às crianças, como forma de recompensa pelo seu bom comportamento, durante o ano. 
Todos os anos, em meados de Novembro, existe, inclusivamente, uma comemoração oficial para acolher o Sinterklaas, que vem de barco de Espanha, trazendo consigo os presentes, seguido de um cortejo pela ruas, em que ele segue montado num cavalo branco. Este acontecimento inaugura a época das festas natalícias. O entusiasmo, especialmente por parte das crianças, vai sendo cada vez maior a medida que se aproxima o grande dia.
Esta noite é sempre assinalada em família e com muita festa. E se há festa, também há música:



Venez Venz Saint Nicolas, Renard Bénedict, YouTube (Video File), 


Ô grand Saint Nicolas,
Patron des écoliers,
Apporte-moi des pommes
Dans mon petit panier.
Je serai toujours sage
Comme une petite image.
J'apprendrai mes leçons
Pour avoir des bonbons.

Venez, venez, Saint Nicolas,
Venez, venez, Saint Nicolas,
Venez, venez, Saint Nicolas, et tra la la...

Ô grand Saint Nicolas,
Patron des écoliers
Apporte-moi des jouets
Dans mon petit panier.
Je serai toujours sage
Comme un petit mouton.
J'apprendrai mes leçons
Pour avoir des bonbons.

Venez, venez, Saint Nicolas,
Venez, venez, Saint Nicolas,
Venez, venez, Saint Nicolas, et tra la la...


11 meses

03.12.13 | Vera Dias Pinheiro
Existe tanta coisa sobre a maternidade que, quando não temos filhos, pensamos que são meramente clichés.. mas não o são! 

É, absolutamente, verdade quando dizem que o tempo passa a correr e é, igualmente, verdade que eles crescem muito rápido e que o nosso filho será sempre o mais lindo de todos. As noites mal dormidas são também um facto, em recém nascidos choram porque têm cólicas, depois, porque têm fome e, quando deixam de comer durante a noite, começam a aparecer os dentes e, por aí, a fora. 

Mas aquilo que é o mais verdadeiro de tudo é que deixamos de conseguir imaginar a nossa vida sem estas pessoinhas, que nos deixam complemente babadas com o primeiro sorriso, as primeiras palavras, quando começam a gatinhar, a fazer graçinhas... enfim, tudo, mas tudo, é motivo de alegria para qualquer mãe e pai. E, nem eu sou diferente, nem vocês o serão. É mágico, acontece.





E, porque hoje celebram-se 11 meses deste amor e, porque daqui a um mês comemoras o teu primeiro aniversário, quero agradecer-te, enquanto ainda és o meu bebé, por fazeres desta mãe uma pessoa melhor, por me ensinares que não existem limites para amar alguém, que nenhum obstáculo é intransponível. Por ti, corro o mundo, por ti, serei sempre a melhor pessoa que conseguir, porque tu mereces, porque tens direito a receber o melhor que a vida te pode oferecer.

Aos 11 meses, gritas a cada 4 minutos pela mãe, andas agarrado às minhas pernas até conseguires que deixe tudo para te dar a atenção que queres, quando ouves a campainha tocar, chamas logo pelo pai e andas pela rua a distribuir "olás" a toda a gente. És um bebé que está sempre bem disposto, de sorriso fácil e que come como uma pessoa crescida. A Galinha Pintadinha é o teu ídolo, se bem que agora, andas meio dividido, entre ela e o rato Mickey!
Já tens 5 dentes e meio (sim, meio, porque ainda me vai dar muitas dores de cabeça até ser um dente a sério), que têm "alegrado" muito as nossas noites, mas as nossas manhãs são as melhores contigo, na cama grande dos pais. 
Fazes valentes birras, que me fazem pensar se eu vou ser daquelas mães, que passam vergonha nos supermercados, contigo deitado no chão a berrar porque queres alguma coisa. Não gostas de dormir a sesta, mas quando chega a tua hora és um autêntico relógio e adormeces como anjo que és.

Mais palavras para quê... assim que te tive nos meus braços, senti que já nos conhecíamos à muito tempo e que não podia ter tido outro filho que não fosses tu! 

Ass: Mãe babada 


Road Trip: Lis -> Bru #day3 [o post que andava esquecido nos meus rascunhos]

02.12.13 | Vera Dias Pinheiro
Ainda se lembram da nossa viagem de carro de Lisboa para Bruxelas? Pois bem, está aqui o que faltava contar.

E, finalmente, o último dia de estrada! Era o último dia de uma viagem que estava a sair a ferros, talvez, por isso, a chegada a casa nos tenha trazido uma sensação ainda de maior felicidade e, principalmente, de termos concluído que, provavelmente, iremos dar uma pausa nestas viagens de "longo curso".

Eu, com toda a sinceridade, "me confesso". Para mim, não há sentimento como aquele de chegar à nossa casa. E agora Bruxelas é a nossa casa. É aqui que está o nosso coração e é aqui que o Vicente está a crescer. Independentemente do nosso amanhã, esta casa e esta cidade, vão fazer sempre parte de nós. 

E agora, voltando ao que interessa:
O melhor deste dia, depois da chegada a casa, foi a passagem por Lyon. É uma das maiores cidades de França e, arrisco ainda a acrescentar que, é também uma das mais bonitas. Saímos de lá com a promessa feita que iremos voltar, com mais tempo e calma. 

Mas bastou o rápido passeio de carro, antes de voltar à auto-estrada, para que ficássemos imediatamente rendidos.

Para dormir, escolhemos o Hotel Mercure.



Pequeno-almoço @Hotel Mercure Lyon

Cidade que se situa na junção dos rios Ródano e Saône

Catedral de Saint Jean


Praça dos Jacobinos

Igreja de Saint Bonaventure

Basílica de Notre-Dame de Fourvivre
Entrada da Basílica de Notre-Dame de Fourvivre

Basílica de Notre-Dame de Fourvivre
Basílica de Notre-Dame de Fouvivre
Estátua do Papa João Paulo II 
Tecto da Basílica de Notre-Dame de Fourvivre
Vista da Basílica de Notre-Dame de Fourvivre

Salut Décembre

01.12.13 | Vera Dias Pinheiro
Se a despedida de Novembro foi boa, a chegada de Dezembro não se ficou nada atrás. Contrariando o sono matinal e a preguiça, conseguimos sair de casa ainda antes das 11h. Estávamos de ideias fixas em tomar um pequeno-almoço tipicamente português, nada de brunch ou pâtisserie. Queríamos o Garcia, no bairro de Falgey. 
Foi a primeira vez que lá estive, mas já tinha ouvido falar muito desta pastelaria portuguesa e acreditem que se sentem como se estivessem em Portugal. O espaço não é muito grande, mas é acolhedor e a decoração pitoresca. Quanto aos pastéis de nata, o melhor mesmo é passar para provar... Mas posso adiantar que foi de comer e chorar por mais!!!!

Dali, seguimos, a pé, para o mercado, na praça Eugène Flagey. Para mim, mais um, por onde me perco, em cada banca, a ver todos os produtos, a observar as cores, a ver as pessoas, tão diferentes, que por ali circulam. O sol iluminava as cores da estação e aquecia-nos. É domingo, ninguém andava apressado, via-se nos rostos de quem por ali circulava que estavam a desfrutar. 

Só nós lembramos de voltar a pensar nas horas quando o V. acordou da sua sesta e, já que estávamos por ali, aproveitei para conhecer um dos bares irlandeses mais conhecidos da cidade,  De Valera's Irish Pub. Segundo consta, é um daqueles locais a ter na check list. 





Avenue de la Couronne, 75 - 77
1050 Ixelles, Bruxelles



Mercado de Flagey
Todos os domingos de manhã (até às 14h30)
Place Eugène Flagey








Place Flagey, 17
1050 Ixelles, Bruxelles

Pág. 2/2