Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

[jantar caseiro #2]

09.11.13 | Vera Dias Pinheiro
Até agora, As Guerreiras não me têm desiludido e têm sido uma aposta segura para os jantares que oferecemos aos amigos. O que resulta aqui é que, apesar de serem receitas de dieta, que seguem a orientação da Dieta dos 31 dias, da Dra. Ágata Roquette, a verdade é que ali encontra-se de tudo um pouco.
Como já tinha referido aqui, o conceito é fazer comida saudável e não ter um jantar de folhas de alface ou de pratos exóticos que, a partida, as pessoas vão estranhar. Para este jantar, adaptei esta receita ao peixe que tinha em casa, fiz acompanhar com cuscuz, arroz selvagem e salada para os mais radicais :). E parece que serviu os gostos de todos! 
Para sobremesa, escolhi uma tarde de maçã, quem me conhece, sabe que sou fã de sobremesas com maçã. Acho que se consegue o doce, sem ser preciso qualquer adição de açucar ou adoçante. Desta vez, optei por uma tarte, da dita fruta, sem farinha, como esta aqui. E estava deliciosa!!!
O ambiente, como de costume, muitas conversas para pouco tempo, conversas cruzadas, entre inglês e português e em portunhês também, quando já todas as conversas se misturam.
Um dia, quando a vida nos levar, para outros rumos e destinos, e quando olhar para esta experiência, estes jantares vão ficar na nossa história. Por tudo, pelo amigos, de anos, que se juntam, cada um no seu contexto, pela expectativa de saber o que vai ser o jantar e, por eles, que são as minhas cobaias.





O crédito das fotos vai para o senhor meu marido, pois foi ele que se lembrou de tirar, especialmente para vocês.



[desabafo]

08.11.13 | Vera Dias Pinheiro
Pais orgulhosos de um super bebé, que nunca deu problemas, que é feliz e sorridente e que está sempre bem disposto... mas chega o dia em que ficam doentes, em que sentem a dor e o desconforto físico, em que ficam prostrados pela febre. Cá em casa, ao fim de 10 meses, acontece pela primeira vez. É assim que entramos no fim de  semana, que se espera muito caseiro, de coração apertado. A partir do momento que se é mãe ou pai, deixamos de ser donos dos nossos sentimentos. São estes pequenos seres maravilhosos que nos comandam. Se estão tristes ou doentes, ficamos de rastos, se estão feliz e alegres, o nosso dia não precisa de mais nada para ser perfeito.



[hora de almoçar]

07.11.13 | Vera Dias Pinheiro
As habilidades na culinária vão ficar para logo. Para o almoço, serve-se uma omeleta de atum com salada. 
Muito se fala do ovo, dos prós e contras, da quantidade que se deve comer por semana, etc. Cá em casa comemos muito, de todas as formas e feitios, à excepção do ovo estrelado. Mas quando se trata de omeletas ou ovos mexidos, usamos mais as claras, do que as gemas. A "nossa regra" é mais ou menos, em 3 ovos, só usamos um ovo inteiro, dos restantes só aproveitamos as claras.




Receita:
Este tipo de refeição faz-se um bocadinho a gosto, para mim, que não uso sal, abuso das especiarias... de resto, não há nada de especial.

3 claras
1 ovo inteiro
Atum ao natural
pimenta a gosto
salsa a gosto
salada para acompanhar

Bom apetite!!!

...

07.11.13 | Vera Dias Pinheiro
Hoje é dia de retomar os jantares mensais cá por casa, dos amigos que, por diferentes motivos, se voltaram a juntar em Bruxelas. Ainda não consegui repor a ordem na casa, especialmente na despensa. Hoje espera-me um longo dia, a mim e ao Vicente, que não tem forma de se escapar a uma ida ao supermercado. Cá entre nós, é uma das coisas que eu, simplesmente, odeio fazer! Sim, é mesmo essa a expressão!
Nunca consigo fazer aquelas listas de compras, super organizadas e que abrangem tudo o que vamos precisar durante um bom tempo. Dou por mim, passados uns dias, a precisar de ir ao supermercado novamente, porque afinal falta isto ou aquilo... Além disso, o único supermercado que tem de tudo fica longe, o que faz com que não seja fácil ir lá com a regularidade que seria necessária.
Depois, há o problema de decidir o que será a ementa! Não quero, não posso, sair do regime esta semana (vocês não acreditam, mas Londres foi mesmo mau, além disso, ainda não consegui ouvir o despertador uma única vez para ir ao ginásio). Não quero que ninguém traga nada, não quero correr riscos, com tartes várias do Pain Quotidien ou do Paul, autênticas bombas deliciosamente calóricas.

Resta-me navegar um pouco pelo meus sites de receitas, amigas da linha, e encontrar algo que seja apropriado. Nestas ocasiões, é aqui que venho buscar inspiração e depois adapto com o que houver cá por casa.

Enquanto isso, chove "a potes" lá fora, desde que chegamos, tem estado assim. Eu acho que o meu síndrome de preguiça aguda veio com a chuva! Só pode!!!

As próximas imagens são apenas alguns exemplos daquilo que.... NÃO... vai haver logo à noite. No entanto, olhar ainda não engorda, pois não?











...

06.11.13 | Vera Dias Pinheiro
Prometi e cumpri! Cá está o suco verde do dia. 
Não vou dizer que sabe bem, só para parecer bem. A verdade, é que sabe mesmo bem. A fruta ajuda a cortar o sabor dos legumes. Agora é abrir o frigorífico e ver o que lá têm: misturem raízes, com legumes e frutas, umas sementes e voilá! Em minutos repomos grande parte das vitaminas que o nosso organismo precisa.
Não vale a pena arranjar desculpas para mudarmos os nossos hábitos. Todos nós somos feitos de rotinas e de hábitos, trata-se simplesmente de alterar as antigas por algumas novas! 


Bom Dia!!!

[Detox]

05.11.13 | Vera Dias Pinheiro
A partir de amanhã voltamos literalmente aos treinos, mas, mais que isso, voltamos à alimentação saudável! Não podia estar mais de acordo com o facto de que, toda a panóplia de alimentos gordos e açucarados, são verdadeiramente nocivos para nós, especialmente por nos criarem o vicio. 
Ninguém come apenas uma bolacha de pepitas de chocolate ou só uma batata frita! Ou come? Se algum de vós o faz, por favor, deixe aqui o seu testemunho a explicar como consegue! Eu não consigo! Para que a dieta resulte, aqui em casa, não entra nada que esteja do lado do inimigo!
O facto de passar alguns dias sem qualquer controlo, pode não pesar na balança, mas deixa-nos com uma forma mais arredondada, isso vos garanto. E a nossa barriguinha é a primeira a denunciar-nos. Por isso, já disse aqui, que a alimentação é fundamental para a perda de peso e de volume.

Coisas que se deve ter em mente numa viagem:
  • ter sempre, à mão, um snack (por exemplo, as barras proteicas são óptimas) ou uma peça de fruta para conseguir comer em horas regulares e evitar os picos de fome, em que comemos de tudo;
  • não começar o dia logo com uma má refeição, porque isso é meio caminho andando para que o resto do dia seja igual;
  • beber água, ajudar a saciar;
  • se for para comer alguma besteira que seja até as 18h, quando o nosso metabolismo ainda está em fase mais activa;
  • tentar jantar o mais cedo possível.
Como nem eu, nem o senhor meu marido cumprimos nenhuma destas premissas, durante a próxima semana, os nossos melhores amigos vão ser: o gengibre, a canela, a aveia, o limão, chá verde e muita água, e todos os alimentos de baixo índice glicémico. E, no ginásio, tudo o que seja exercício aeróbico, para ajudar na queima de gordura.

O detox passa por ajudar o nosso organismo a libertar as toxinas de uma forma mais rápida e isso passa por, simplesmente, escolher os alimentos que nos vão ajudar nessa tarefa. 

A receita do meu suco verde para amanhã: espinafres + cenoura + banana + kiwi + gengibre + limão + linhaça moída







O nosso fim de semana grande

05.11.13 | Vera Dias Pinheiro
Chegados a casa e com o caos normal, de quem regressa de umas mini férias, instalado!
É tão bom partir, mas o sentimento de regressar a casa é único.
A viagem de comboio faz-se sem qualquer problema. São duas horas que passam num instante e o Vicente adorou a experiência. Foi quase o tempo todo pendurado na janela a ver a paisagem. Dei por mim a pensar que são estes momentos que personificam a inocência de se ser criança e a sua descoberta de um mundo cheio de novidades. Ás vezes, tento imaginar o que se passa naquela cabeçinha. Se ele se apercebe da roda viva que a sua curta vida já é. Que com 10 meses de idade, já passou por mais países e cidades que muitos de nós nunca chegaremos a visitar. 
Espero que, de alguma forma, ele guarde todas estas experiências e que, tudo isto, tenha algum contributo positivo na sua personalidade. Pelo menos, em termos de adaptação, não temos problemas. A verdade é que, temos aqui um grande parceiro de aventuras!!!
Mas, ainda a propósito da viagem, qualquer emoção que possam pensar existir ao passar o canal da Mancha (que faz a ligação da ilha da Grã-Bertanha, que fica no Oceano Atlântico, com o norte de França, que é parte do Mar do Norte), esqueçam, porque ela não existe. Durante mais ou menos 40 minutos fica tudo escuro, sem vista panorâmica para o oceano e sem se ver se ver qualquer espécie de vida marítima... Sim, sou daquelas pessoas que achava que seria tudo muito mais interessante se esta viagem se torna-se uma espécie de oceanário.
O tempo, por seu lado, foi generoso, sem muito frio e sem muita chuva. O pior mesmo, foi a utilização do metro com um carrinho de bebe. Com a grande parte das estações sem elevador e ainda com muitas escadas sem serem rolantes. Foi uma estafa!!! 
A comida! Bom, nem vou falar disso.... só vos aviso que a palavra de ordem cá em casa, desde ontem, é DETOX! (hei-de falar-vos sobre isto, também).
Os nossos amigos foram umas grandes companhias, tanto para nós, como para o Vicente! Fiquei de coração cheio de ver o meu pequenino a ser tão mimado! OBRIGADA!!!

Tower Bridge, sobre o rio Tâmisa, Londres

As restantes fotografias estão para breve. Ainda estão em processo de selecção!

Pág. 6/6