Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

...

23.07.17 | Vera Dias Pinheiro
 

Agora seria a minha vez de lutar pelos meus sonhos, a minha vez de ser o centro das tuas atenções e em função de quem as decisões seriam tomadas. Ingenuamente, achei que seria assim, que eu estaria lá para ti e que tu estarias aqui para mim. Achei que de alguma forma, iria ser retribuída por tudo aquilo que tinha feito, a tenção, a compreensão, as decisões forçadas que tive que tomar, achei que iria sentir o teu apoio incondicional e a tua segurança. Ao invés, tem sido o vazio e a solidão a tomar conta de mim.


A minha voz que sai, mas que não é ouvida, a voz que clama por compreensão e recebe a censura, os sentimentos feridos que congelam as emoções. Senti que tudo mudou quando os papéis se inverteram e que tu não soubeste estar lá para mim, pelo menos não da forma como eu esperava que estivesses. Não com o amor que sentimos um pelo outro.


que eu estava errada, que tinha tomado as minhas decisão com base em permissas erradas, numa forma de ver o mundo e as pessoas que não corresponde á real. nesse dia, senti-me a fraquejar em toda a força que tenho e que todos os dias invento ter, nesse dia olhei para tras e sentir que tudo foi um erro, nesse dia senti a solidão e a trsiteza.


Sinto uma voz que quer gritar dentro de mim e não é ouvida e muito menos entendida. No dia em que demos a a volta e em que era eu a precisar de tu, pregaste me uma grande partida, tiras-me o chão e deixaste-me a pensar em todas as decisões que tomei.