Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

...

13.04.17 | Vera Dias Pinheiro
Antes de termos filhos, já somos mães em teoria, mães que ainda antes de o serem, já sabem exactamente como é que vão fazer tudo e que já leram tudo sobre a parentalidade positiva. Sabemos, por exemplo, que nunca iremos dar uma palmada; que nunca iremos dar um berro; e iremos ter sempre auto-controlo para ouvir e conversar com os nossos filhos; sabemos ainda o que fazer em todas as situações; como adormecer o bebé sem que ele chore mais do que dois segundos; iremos cozinhar 365 dias por ano sempre comida "fresca" e saudável, de preferência biológica; iremos ter a capacidade de acordar cheias de boa disposição, para começar o dia a todo o gás nas brincadeiras. E sabemos, sobretudo, olhar, para os casais que já têm filhos, e torcer o nariz ou franzir o sobrolho quando vemos alguma coisa que não está de acordo com o correcto - porque, nesse caso, os pais de certeza que estão a fazer alguma coisa de errado. 

Depois, nascem os nossos filhos e ainda tentamos ser essa mãe "perfeita" que tem sempre o auto controlo de tudo e que sabe sempre tudo. Somos fortes no conselho à outra mãe que coitadinha não está a saber muito bem dar conta do recado! Levamos um bocadinho a peito quando alguém nos diz que vai fazer as coisas de forma diferente da "convencional" ou, pior, quando mudam de ideias a meio do percurso.

O que nós ainda não sabemos é que na maternidade não se traçam planos definidos "para sempre".