Falar-vos de Bio-Oil não é uma novidade, pois é efectivamente um produto que comecei a usar no pós-parto do Vicente e que, a partir daí, por um motivo ou por outro, acabou sempre por ficar junto de todos os outros produtos de cosmética que uso diariamente. E, como tal, é natural que seja um tema recorrente aqui no blog. mas falar do uso de Bio-Oil no rosto ainda levanta algumas hesitações.

A verdade é que eu própria tenho feito o meu caminho de descoberta a cerca deste produto, pois dizer que ele ajuda a atenuar as marcas ou cicatrizes ou que previne estrias é, sem dúvida bastante redutor. E, para quem se dá bem com Bio-Oil e com a sua textura, assim que começa a usar rapidamente fica fã e não o deixa mais de parte, porque este produto tem uma enorme versatilidade e é, como já referi anteriormente em outros posts, um produto que, na sua base, está indicado para todas as pessoas e para todos os tipos de pele – depois cada uma de nós terá a sua própria experiência, logicamente.

E mesmo sabendo desde o dia em comprei Bio-Oil pela primeira vez que podia ser usado tanto no corpo como no rosto, levei o meu tempo a decidir-me. No entanto, a minha pele tem algumas características que, a partida, indicariam que fosse resultar muito bem também nesta zona do meu corpo. Com efeito, é precisamente sobre a minha experiência com o uso de Bio-Oil no rosto que vos falo neste vídeo.

Espero que gostem! 😊

 

Em 2018 gostava mesmo muito de ser mais regular com os vídeos, pois quanto mais se faz mais à vontade ficamos e mais natural se torna o resultado final. Contudo, tal como aconteceu com o blogue no início, sentir o vosso apoio e sentir que vocês também estão ali (Youtube) é muito importante para mim. Assim, gostava de vos pedir que subscrevessem também o canal e que activassem as notificações, a única forma de saberem quando é partilhado um vídeo novo.

Podem fazê-lo aqui: http://bit.ly/2wmOfMc

 

Boa noite e obrigada pelo vosso apoio constante em tudo.

 

Um beijinho.

 

Nota: Este vídeo foi feito em colaboração com a marca, no entanto a minha opinião é sempre pessoal.

Comentários

comentários