A nossa passagem de ano é novamente passada em casa e, de forma alguma, acho que isso seja uma coisa aborrecida. Não posso dizer que sou daquelas pessoas verdadeiramente entusiasta por esta festa, pois de alguma forma sinto-me sempre mais nostálgica, sem mencionar toda a pressão que existe para termos um plano mega para a passagem de ano. Uma das perguntas que mais ouvimos (e fazemos) é “E para a passagem de ano, o que vais fazer?”. E, se calhar, no fundo, todos nós pensamos o mesmo e ninguém quer “ter que” fazer alguma coisa para este dia. E com isto, acabamos por não usufruir realmente do espírito ao não permitirmos que haja um pouco mais de espontaneidade.

Para mim, o facto de passar em casa acaba por trazer alguma tranquilidade, acabo por passar mais tempo com os meus filhos e eles acabam por partilhar um pouco mais deste espírito e a perceber o que é. Tenho comigo as pessoas que realmente marcaram o meu ano e que marcam a minha vida por serem especiais e estarem sempre presentes em todos os momentos.

No entanto, o importante é não deixar que o conforto do lar se transfira para o resto. A mesa continua a ser arranjada com dedicação, são preparadas surpresas e há uma especial atenção para que a meia noite seja especial. Obviamente que apesar de cozinhar, pôr a mesa, tratar dos miúdos, entre outras coisas, não deixo de me arranjar. Por norma, estreia-se roupa nova, porque já se aproveitam os saldos. E, este ano, sem premeditar nada, acabei por marcar uma ida ao Lisbaeta só para dar um jeito. Não se pretendia nada de extravagante, mas ainda assim que fosse diferente do habitual.

Com a ajuda da Leelan acabamos por decidir que ontem faríamos a preparação do meu cabelo, mas que hoje seria eu a encarregar-me do penteado propriamente dito – medo!!! As primeiras impressões é que fazer a nós próprias é sempre um desafio, pois parece sempre muito mais fácil quando vemos um vídeo ou quando alguém nos explicar. E também que o penteado fica tanto melhor quanto mais praticarmos.

Ora sendo para mim uma estreia, desculpem se não ficou perfeito, ainda que eu goste muito do resultado final. E a minha ideia era mesmo esta, partilhar algo que qualquer uma de nós pudesse fazer se tiver vontade e sem precisar de nada em particular.

Sendo assim, deixo-vos esta sugestão de cabelo para passagem de ano, com todas as dicas importantes para concluírem esta missão com sucesso 😊

No dia antes ou no próprio dia:

  • Lavar muito bem o cabelo, mas com atenção a alguns aspectos:
  • Cabelos finos/lisos: não usar condicionador; secar de cabeça para baixo e certificarem-se que a raiz fica, bem seca.
  • Cabelos com baby hairs: usar a escova na parte superficial.
  • Cabelo forte: não precisam secar de cabeça para baixo.
  • Cabelos rebeldes ou encaracolados: usar condicionador.

“Regras” para todos os tipos de cabelos:

  • Usar protector térmico;
  • Cabelo 100% seco antes de fazermos qualquer outra coisa (babyliss, prancha, etc);
  • Objectivo é que os caracóis fiquem os mais natural possível e o mais natural é não serem perfeitos 😊;
  • “Regas” para o uso do babyliss:
  • Não encostar à raiz;
  • Fazer os caracóis alternados;
  • Ter laca para fixar – muito importante;
  • Fazer os caracóis na cabeça toda e só, no final, pentear para obter o efeito mais natural.

Passos para este penteado:

  • 1º Passo: Fazer caracóis na toda a cabeça
  • 2º Passo: Pentear o cabelo
  • 3º Passo: Separar o cabelo em duas partes, uma que vai do meio d cabeça para trás e a outra, do meio da cabeça para a frente
  • 4º Passo: Começam pelo cabelo da parte de trás. Vao pentear muito bem e prender com um elástico muito fino. Por fim, deslizam o elástico ligeiramente para baixo e dão uma volta (ao cabelo) para dentro.
  • 5º Passo: A parte da frente, que está solta, vão pentear também muito bem e puxar para trás. Juntam o cabelo como se fossem prender e torcem. De seguida, enfiam esse cabelo na secção de baixo.
  • 6º Passo: Pegam na ponta desse cabelo e é com essa madeixa de cabelo que vão esconder o elástico. Para finalizar, prender com ganchos essa ponta para fixar.

Nota: Os cabelos que ficarem desalinhados podem ser encaracolados com o babyliss e uns podem ficar soltos e outros prender com ganchos. O objectivo é mesmo ter um look mais messy e menos arrumadinho.

 

Quanto à roupa, ainda existem duas opções em análise. Uma é o vestido bordeaux em veludo, mais confortável e que me custou 18 euros numa feira em Milão. E a outra, um vestido mais festivo, com lantejoulas, já comprado nos saldos e que me custou cerca de 19 euros.

Opção A:

Opção B:

Nos pés, só são permitidos sapatos confortáveis, sobretudo se forem de tacão alto que tão raramente uso. Estes em particular são da colecção FW17 da Aerosoles. Mais uma vez, a marca a provar que além da qualidade e do conforto, a elegância é cada vez mais uma oposta.

E é desta forma que se dão por terminados os posts no blog de 2017. Agora é hora de preparar tudo o que falta para o jantar de logo à noite e de aproveitar o tempo com família e amigos. Vemo-nos daqui a nada… em 2018!

Boa passagem de ano!

 

Um feliz ano para todos! Que 2018 seja feliz! Acima de tudo, que saibamos agradecer tudo aquilo que recebemos em 2017 antes de pedir o que quer que seja para o próximo ano, não concordam?

Comentários

comentários