A Sofia é fotógrafa e a pessoa que dá vida e alma à Lovetography. Uma mulher de garra que não se deixou acomudar, deixando para trás tudo o que já tinha conquistado para começar um projecto totalmente do zero numa área completamente diferente, a fotografia. E quem ficou a ganhar  não foi apenas ela – que faz algo que vê-se claramente que a apaixona -foi também a fotografia que ganhou alguém com o dom natural que ela tem.

E não, a Sofia não só não precisa que lhe façam publicidade, como também não é essa a intenção deste post. A Sofia cresceu  profissionalmente e tornou-se uma referência neste mundo com as melhores “referências” que alguém pode ter: o passa a palavra dos clientes que foi tendo. E, hoje em dia, garanto-vos que sou eu que tenho a sorte quando ela tem um espaço na sua agenda para nos fotografar. Por isso, este post só tem uma intenção o de elogiar uma amiga e o de lhe agradecer por todos os momentos bonitos que já registou da nossa família.

Para além disso, é com muito orgulho que eu própria tenho visto a sua evolução enquanto fotógrafa, a forma como vai encontrando a sua identidade seja na edição, seja na maneira como capta os momentos, as pessoas e os sentimentos. E é com orgulho porque a Sofia é uma amiga e uma lutadora e eu não só fico feliz como torço ainda mais pelo seu sucesso.

Para mim, o resultado de uma sessão fotográfica tem muito a ver com o nosso à vontade, seja com uma câmara, seja com o ambiente, seja com o próprio fotógrafo. Na minha primeira experiência com a Sofia, eu não me sentia à vontade com nada. Não nos conhecíamos, eu já estava na recta final da gravidez e a última coisa que eu queira era ser fografada quando já não tinha vontade para nada. Mas ela insisitiu e lá soube o que fez e fez bem, porque as fotografias ficaram lindas. E, desde então tem sido assim. Será ela uma fotógrafa de emoções? Eu acho que sim 🙂 Por isso, foi a ela a quem eu pedi para vir comigo “celebrar o meu aniversário“, numa sessão mais intimista com a qual eu queria marcar um ponto de viragem na minha vida pessoal e até aqui, pois eu queria que vocês chegassem um pouco mais além da blogger e da mãe. Eu queria que vocês chegassem até mim. Afinal, um blog é um espaço intimista e pessoal.

Eu não acredito em coincidências. Há pessoas que surguem na nossa vida com um propósito e, por isso, eu não abro mão destas pessoas que aparecem nos momentos mais inesperados. Obrigada Sofia por mais uma vez registares momentos como estes nas tuas Mini Sessões de Natal. Para ti podem ser “mini”, mas acredita que são gigantes para quem recebo o teu trabalho e quase que fica de lágrimas nos olhos e a pensar: “como é que é possível?!”

Que fotografias maravilhosas querida (amiga) Sofia e que sorte tenho eu em te ter na minha vida.

 

 

Comentários

comentários