Quem nos acompanha no Instagram  e, mais particularmente, assiste aos Instastories, sabe que o ar de anjinho da Laura – se é que ela realmente o consegue ter – é só para enganar. A Laura é capaz de destruir uma casa em menos de nada e, pior, é ela que puxa pelo irmão mais velho que, com quatro anos, não chegou a fazer nem metade das traquinices que a irmã com apenas dezasseis meses – que linda mãezinha a fazer contas aos meses… só não digo que tive que contar pelos dedos para não me enganar – já fez.

  1. COMIDA ESPALHADA pela casa. Mas não é uma comida qualquer, são os cereais pequeninos, aqueles do fundo do pacote que se multiplicam pela casa e que passado uma semana ainda conseguimos pisar algum.

2. DESARRUMAR só porque sim. Simplesmente pelo prazer de tirar as coisas do sítio.

3. ROUPA SUJA, especialmente cuecas que gosta de usar na cabeça.

4. PINTAR PAREDES. São autênticas obras de arte espalhadas pela casa e é ela própria que nos vem chamar para mostrar.

5. PERIGO . Tudo o que envolva manobras perigosas e arriscadas que nos tirem o fôlego e nos façam esbogalhar os olhos, ao mesmo tempo que, só nos passa pela cabeça “É desta!!!”.

O ar de princesa e de anjinho é denúnciado pelos joelhos arranhados, as nódoas negras nas pernas, o dente lascado e o lábio que, por vezes, anda marcado.

No limite do meu cansaço, às vezes, finjo não ver a confusão. Passo ao lado dos brinquedos espalhados pelo chão, sento-me no sofá empurrando o que lá estiver para o lado, as roupas vão para lavar, em vez de me sentar a dobrar e a arrumar. Em contrapartida, na maioria das vezes, gosto de arrumar tudo de forma criteriosa, colocando cada brinquedo (e afins) no seu respectivo lugar. No entanto, esta tornou-se a tarefa mais ingrata cá de casa, pois o empenho de horas é completamente arrasado em menos de cinco minutos. E tenho cá para mim, que as crianças se divertam mais a desarrumar do que propriamente a brincar com as coisas.

A sorte desta traquina é ter muita graça e, por isso, leva-nos bem com o seu ar engraçado e as suas gargalhadas contagiantes.

Boa noite

Comentários

comentários