Estabelecer rotinas a pensar só em nós é das tarefas mais difíceis que enfrentamos depois de sermos mães. Sobretudo quando eles estão de férias, em casa, e nós temos que “os deixar” para ir fazer alguma coisa. Acaba por haver sempre um sentimento de culpa, por mais pequenina que seja, por não estarmos com os nossos filhos. O insconciente solta aquela vozinha de insegurança dentro da nossa cabeça.

Ter vontade de ir à praia sem filhos, de ter um almoço fora de horas, sem crianças, de ir ao cinema… ou, simplesmente, porque não ter um dia “off duty” sem que isso nos deixe desconfortáveis. São sentimentos injustos para nós, pelo menos na minha opinião, pois não acho que se trate de estabelecer prioridades. Acho que o nosso equilibrio, enquanto mulheres e mães, vem de muitas fontes, uma delas é a forma como nos nutrimos e cuidamos de nós e, para isso, é preciso ter tempo, tempo a sós connosco próprias.

Eu não troco por nada o tempo que tenho para os meus filhos, as brincadeiras, as férias que passamos, as viagens, mas se puder juntar isso, uma percentagem de tempo em que me permito não pensar em mais nada, agradeço, porque me faz bem. Mas não sentir que estou a ser egoísta.

Quando embarquei na aventura de ser mãe a tempo inteiro, primeiro apercebi-me que a sociedade ainda não está preparada para esta tomada de decisões por parte de mulheres independentes e da nossa geração. De seguida, caí no extremo oposto, que foi sentir que por ter tomado essa decisão, era minha obrigação estar 24h sob 24h a cuidar do meu filho, não podia sequer ausentar-me para nada. Havia realmente um sentimento de culpa nessa altura. Com o passar do tempo, logicamente que começei a entrar em desiquilibrio. O cansaço e até alguma frustração pessoal começaram a apoderar-se de mim, as rotinas tinham-se tornado um sacrificio e a minha paciência para o Vicente e para as suas coisas normais de bebé era cada vez menor.

Aos poucos, tenho vindo a fazer um trabalho interior, o de aceitar delegar e especialmente de aceitar que não há problema algum nisso. Posso ir ao ginásio a horas normias, sem ter que ser de madrugada, posso ir almoçar com uma amiga, o que quer que seja que faça para mim de qualitativo e que não tem nada de superficial. E, mais recentemente, foi perceber que voltar ao mercado de trabalho ainda que num regime tão particular quanto o meu, retira-me disponibilidade e que isso também não tem mal algum.

Pela minha experiência, preciso viver em equilibrio, preciso sentir que nenhuma parte de mim está em esforço, porque só assim eu consigo chegar a todo o lado com o melhor de mim. Ora, o cuidar de mim é uma parte importante desse equilibrio e, se antes, chegava a esta altura do ano, em que todos estão de férias em casa, eu colocava tudo em suspenso. Neste momento, sou capaz de gerir as coisas com outra maturidade e, acima de tudo, sem culpas. Com efeito, nos dias em que é possível, mantenho as minhas rotinas normais. Continuo a ir ao ginásio e a fazer os meus tratamentos na clínica iCare. De formas diferentes, são os meus momentos de relaxamento.

Depois dos resultados fantásticos com o tratamento Venús Legacy, decidimos iniciar um outro tratamento que faria mais sentido nesta fase. Não só pelo novo estúmulo que estaríamos a dar ao corpo, como também aaquilo que agora importa tratar é muito mais a flacidez da pela e não propriamente a gordura localizada. Este novo tratamento chama-se Freeze e tem algumas semelhanças com o anterior, nomeadamente as altas temperaturas. Porém, deixou de haver a sucção, o que o torna mais silencioso. A sensação é mais de massagem e eu acabo por conseguir relaxar muito mais. O silêncio fez-me aperceber da música ambiente que é bem serena e calmante, o ambiente da própria sala, um pouco escura, ajuda-me a abstrair e até a não pensar em nada – caso a cabeça assim o permita. É o meu momento zen, que não se compara a nenhum outro (ginásio, cabeleireiro, manicura. depilação, etc…).

Fora isso, só posso dizer que é mais um tratamento com resultados que saltam logo à vista. Na primeira sessão, senti logo a pele mais rija – acho que posso dizer assim – e agora é manter os tratamentos e, no final, espero voltar a fazer um antes e depois tão motivador quanto o anterior. Desta vez, o protocolo é fazer duas vezes por semana.

rotinas saudáveis

Para mais informações, já sabem que deverão entrar em contacto com a clínica iCare e que podem marcar a vossa avaliação e conhecer o espaço sem qualquer compromisso ou custo. Que tal fazer a reentré agora em Setembro com o compromisso de nos mimarmos um pouco mais?

Boa noite.

Comentários

comentários