1. O Vicente ter descoberto que gosta de praia. Este foi, sem dúvida, o grande momento das nossas férias,conseguir vê-lo feliz a brincar na praia e a querer estar ali;
  2. As sestas, as deles e as nossas. Durante estes dias demos o verdadeiro sentido à expressão “dormir quando o bebé dorme”. Não só dormimos a sesta com eles como, à noite, também nos deitamos a mesma hora que eles. Os dias podem ter sido cansativos, mas dormi como há muito não dormia;
  3. A relação entre os irmãos. Foi o primeiro verão de interacção a sério entre o Vicente e a Laura. As brincadeiras, os arrufos, a companhia, os mimos. Dois filhos é definitivamente, melhor do que apenas um. 
  4. A vida em família, a quatro, com o tempo que a rotina do dia-a-dia nos rouba todos os dias. Com tudo o que tem de bom e de menos bom. Crescemos sempre mais um pouco e aprendemos a respeitar e a compreender um pouco mais o outro; 
  5. Os passeios rápidos à noite, depois de jantar, a caminho do carro no centro de Lagos e a companhia que ambos nos fizeram;
  6. O peixe maravilhoso que comemos e os todos os restaurantes que ficamos a conhecer;
  7. As brincadeiras e os mergulhos na piscina à tarde (menos as 106 843 vezes que tivemos que ir agarrar a Laura, pois ela não tem medo em atirar-se para a piscina);
  8. A Praia da D. Ana, que define aquilo que é uma Praia ideal para levar as crianças e que mudou por completo o sentido das nossas férias;
  9. Acordar com a voz da Laura a chamar mãe e a pedir papa;
  10. Todas as gargalhadas que demos em conjunto pelas coisas mais tolas e simples possíveis. 
  11. O Vicente descobrir que gosta de amêijoas 🙂

 

Já estamos de volta a casa. Os meninos a matar saudades dos seus brinquedos, eu com todas as malas e sacos por desfazer e arrumar, mas com aquele sentimento (sempre) bom do regresso, com um banho quente e roupa de cama lavada.

Boa noite.

 

 

Comentários

comentários