Este fim-de-semana comprei quatro pares de sapatos, dois para o Vicente e dois para a Laura. Foi praticamente um acto de desespero ao ponto da Laura quase ter ido descalça para a natação – o que não seria tão grave se ela, neste momento, não quisesse outra coisa que não andar pelo chão – não foi, mas foi praticamente como se tivesse ido.

E, ou eu estou muito esquecida, ou eu acho que o Vicente cresceu mais devagar do que a irmã. As coisas duravam muito mais tempo, acho eu… Nestas últimas semanas – que eu, claramente, não andei muito atenta, pois caso contrário teria antecipado a situação – a Laura obviamente que deu um enorme pulo. Já notava que as roupas estavam mais à sua medida, mas parece que o que cresceu mesmo foram os seus pezinhos. Junto-lhe a ela um rapaz também em crescimento e a minha sensação é quem após este verão, vamos estar novamente a falar deste assunto.

Ainda não vivi aquela sensação de passar roupas de um filho para o outro, nem acho que tão pouco saberei o que é. Tenho um menino e uma menina, nasceram em alturas diferentes do ano… não me parece-se que haja muita coisa que se possa ir aproveitando especialmente sapatos. Sou de facto muito esquisita com sapatos, é talvez das coisas que eu mais recuso aproveitar em segunda mão mesmo estando em bom estado.

Todos nós temos fisionomias diferentes e os nossos pés são fundamentais para a nossa postura. Há pessoas que andam mais para dentro, outras mais para fora, algumas que fazem mais força com o calcanhar… Enfim, cada um de nós tem uma forma especifica de andar e até é, por isso, que é importante que, a certa altura da nossa vida, façamos o teste da passada. Portanto, em crianças que estão a começar a andar e a criar postura para se equilibrarem, isto é tudo muito mais importante. Acho inclusivamente que, hoje em dia,  sou mais exigente do que fui com o Vicente – sei mais coisas e estou mais informada. Prefiro comprar muito menos, mas, sem dúvida, de melhor qualidade.

Mas não foi uma tarefa fácil, não por uma questão de “gosto”, mas porque ambos estão na mudança de número. Ou seja, o actual está bastante apertado, no entanto, o número seguinte ainda está muito grande, o que com a Laura dificultou bastante a escolha – é uma princesinha que calça mesmo pequenino, está a passar do 18 para o 19! 🙂

 

Vamos ver durante quanto tempo vão durar! A seguir ao verão, falamos. Combinado? 🙂

 

Boa tarde!

Comentários

comentários