O Oeste tem a facilidade para quem, como nós, se desloca de Lisboa, de estar apenas a cerca de 50 minutos de distância. Para além disso, tem praias para as quais nos deslocamos, calculo eu, sem o trânsito que apanhamos para a Costa da Caparica e tem, ainda, uma paisagem bonita, que nos transmite alguma calma e tranquilidade – propícia a quem fugiu do reboliço da grande cidade.

Mas, o Oeste tem também o Ô Hotel Golf Mar Vimeiro, com uma localização privilegiada e uma vista magnifica, no qual só agora tivemos a oportunidade de estar. Havia imensa curiosidade e vontade de lá ir, pois já tinha ouvido falar muito deste hotel, especialmente pela sua característica de bem receber famílias com todas as comodidades que precisam.

Chegámos na sexta-feira santa, para passar todo o fim-de-semana da Páscoa. A viagem foi rápida e mal chegámos, percebemos que a vista é realmente qualquer coisa de extraordinária e de relaxante. O nosso quarto, não sendo uma suite, era bastante espaçoso e deu perfeitamente para nós os quatro, com: uma cama de casal, uma individual e ainda um berço para a Laura.

Como ainda era cedo, a primeira coisa que fizemos, assim que deixámos as malas, foi explorar o hotel.

  • Tem piscina interior e exterior, ambas bastantes agradáveis e convidativas a alguns mergulhos – de água natural sem cloro;
  • A praia é bastante próxima, acessível a pé – mas sem carrinho de bebé, pois a descida é feita em escadas. A praia que está mesmo ao lado é a de Santa Rita, mas tem outras;
  • Tem um kids club para os miúdos que se entretêm sozinhos a brincar com outros miúdos – o Vicente ainda não vai nessas coisas;

kids club

  • Tem o Club Aventura com várias actividades para as crianças, embora não seja exclusivo aos hóspedes do hotel. Os insufláveis, as balizas para jogar à bola, o mini-golf e os jogos tradicionais são apenas alguns exemplos;
  • Tem um restaurante com comida caseira maravilhosa, em regime de buffet. O critério da escolha é preferencialmente serem pratos que habitualmente nós não confeccionamos em nossa casa e, sem exagero, não houve nada que eu tivesse comido e não gostasse;
  • E é um hotel que já tem algum tempo, mas que tem vindo a ser bastante bem conservado;
  • Todo o staff que nos recebeu foi extremamente simpático e disponível para ajudar em qualquer situação.

No entanto, há uma outra grande característica deste hotel: ao longo do ano, conforme as ocasiões, vai promovendo programas específicos com campanhas de alojamento com condições igualmente especiais. Assim, neste fim-de-semana em particular, para além de tudo o que partilhei acima, pudemos contar também com:

  •  Uma prova de degustação de produtos regionais de Idanha-a-nova, no sábado à tarde. Posso dizer-vos que era tudo mais que bom e descobri que é uma região que produz muitos alimentos BIO e aqui em Lisboa, é possível encontrá-los nos supermercados biológicos Miósotis. Curioso, não é?
  • E, no domingo de manhã, uma caça aos ovos no jardim, seguido de um almoço de Páscoa no restaurante.

Durante a nossa estadia, comentamos muitas vezes – regra geral, sempre que estávamos no restaurante – que é um Hotel de três estrelas muito acima da média, superando, sem dúvida, quaisquer que fossem as nossas expectativas. Já no regresso a casa, trouxemos muita vontade em voltar, mas da próxima vez para fazer a vida de praia e piscina a sério.

Despedimo-nos das paisagens do Oeste já com a próxima visita no pensamento. Como dizia, de forma inspirada e literária, um dos guias turísticos disponíveis no quarto: a Oeste, tudo de novo! Experimentem!

Percorram a galeria para verem mais fotografias.

 

Oeste
Arrow
Arrow
Slider

 

Boa Tarde!

Comentários

comentários