Estamos em contagem decrescente para um fim-de-semana prolongado fora da rotina, das responsabilidades para com a casa e de algumas para com os filhos. E eu estou quase a iniciar uma das tarefas de que menos gosto: fazer a mala – antes gostava ainda menos de as desfazer, agora estou a mudar um pouco de opinião. Bom, mas sobre este fim-de-semana da Páscoa falar-vos-ei mais para a frente, para já fico-me pelo assunto: MALAS! 
Embora seja uma altura festiva, devo dizer que não tenho por hábito vestir os meus filhos de uma forma particularmente diferente ou com maior cerimónia, pois acaba por ser um tipo de roupa que eles não voltam a vestir tão cedo e quando volta a haver necessidade de o fazer… já deixou de lhes servir. Sendo assim, aquilo que tento fazer é adaptar o estilo deles, cortando o “casual” com um ou outro apontamento, sobretudo no Vicente, que por ser rapaz, no dia-a-dia anda o mais confortável possível. A Laura, por sua vez, é uma menina e, logo aí, a tentação inconscientemente também é maior. Ainda assim, considero-me uma mãe até bastante tranquila e descontraída neste assunto. 
Porém, tenho por hábito comprar uma peça de roupa nova, isso sim. Algo para estrear nestas ocasiões mais importantes e, regra geral, acaba por ser a tal peça mais “pipi” para compor o look e por falar nisso, ainda vou ter que me aventurar numa mini ida às compras, o que, para mim, não é motivo para festejar, pois não gosto nada de ter que comprar por “obrigação”.
Os dias, esses são são de primavera, as temperaturas já pedem roupas mais frescas e, por isso, a minha atenção já está na roupa que irá servir durante os próximos meses.
 

 

 
E já que o assunto são as escapadinhas em famílias, talvez seja uma boa ideia relembrar os 11 Essenciais Na Hora De Fazer As Malas que são válidos seja para dois ou três dias, como para períodos mais prolongados.
Bom dia ?
Beijinhos.

Comentários

comentários