depilação a laser

Foi a vinte de Setembro de 2016 que dei início às minhas sessões de depilação a laser alexandrite no espaço Sentidos Saúde e Beleza, experiência que tenho vindo a partilhar – sempre que há algo de relevante, obviamente. Quem leu o primeiro post, no qual partilhei a minha reacção após a primeira sessão, sabe que fiquei bastante entusiasmada com os resultados e que, por isso, tenho sido bastante certinha em fazer as sessões sempre nas datas que a Mafalda me sugere. 

E quem tem acompanhado tudo deste o início sabe igualmente que eu ia com muitas reservas, pois as experiências anteriores tinham-me deixado insatisfeita por vários motivos e, por isso, acabei sempre por desistir praticamente no início – eu sou daquelas pessoas que precisa ver resultados imediatos, tenho que sentir que alguma coisa está a mudar, caso contrário perco completamente o ânimo.  Mas o tema “pelos” era algo que realmente me incomodava bastante e não só no verão.

Felizmente, cruzei-me com a Dra. Joaquina Rocha, conheci a Sentidos e sua equipa e fiquei logo rendida, pois a empatia é imediata. Coloquei todas as minhas perguntas (e não foram poucas) e lá me decidi a dar uma nova oportunidade aquela que, para mim, era apenas mais uma técnica diferente de depilação definitiva – atenção que é apenas uma força de expressão, pois definitiva a 100% nenhuma é realmente, pois, em algum momento, vai ser necessário fazer manutenção – a par com todas as outras que já tinha experimentado.

Porém, não foi assim. O Laser Alexandrite foi aquele que me trouxe os resultados mais imediatos.
E sem mais demoradas, vamos aquilo que interessa: FACTOS!

– Até hoje, fiz um total de cinco sessões, praticamente todas elas mensais:
1º Sessão: Setembro – Virilha + Meia Perna
2º Sessão: Outubro – Virilha + Meia Perna
3ª Sessão: Novembro – Perna Inteira + Axilas + Virilha
4ª Sessão: Janeiro – Perna Inteira + Axilas + Virilha
5ª Sessão: Fevereiro – Perna Inteira + Axilas + Virilha
– Entre cada uma delas nunca senti necessidade de fazer depilação, à excepção das axilas que é talvez das zonas que leva mais tempo;

– A zona com resultados mais rápido foi, sem dúvida, a virilha e penso inclusivamente que já não vai ser necessária mais nenhuma sessão.

– Nesta fase, os pelos que ainda tenho são praticamente penugem apenas, ou seja, muito claros e fracos, talvez, porque durante este processo, eu nunca usei a lâmina e os que resistem vão ficando enfraquecidos, mas isso tornando-os mais difíceis de captar.  Por isso, nesta fase, aquilo que tenho feito é precisamente o inverso, uso a lâmina para que os resistentes fiquem mais grossos, de forma, a que seja eliminada a maior quantidade de pelos possível.

Claro que, cada pessoa tem o seu próprio tipo de pele e o seu próprio tipo de pelo e assim,  as minhas conclusões são as minhas conclusões, no entanto, a verdade é apenas uma: não ter pelos é uma coisa fantástica e ainda nem chegamos aos dias quentes em que não vão necessárias as meias e em que as calças vão dar lugar aos calções, às saias e aos vestidos.

E para quem anda a pensar nisto, deixo aqui o meu conselho:


A depilação definitiva é um investimento financeiro que fazemos, pois quer queiramos quer não, a disponibilidade imediata tem que ser maior, por isso:
– escolham bem o local onde o fazer;
– informem-se sobre qual o método que vão usar, nomeadamente se é laser ou luz pulsada;
– e coloquem todas as vossas dúvidas e/ou questões.

porque efectivamente não é tudo igual e, consequentemente, os resultados também não! 

Se quiserem, podem também entrar em contacto com a Dra. Joaquina Rocha que, juntamente com a Mafalda, vão responder a todas as vossas perguntas – sem qualquer compromisso.

Sentidos saúde e Beleza
Morada: Rua José Duro, nº 17 B/C
Contacto: 215 944 084 || 913 909 011
E-mail: geral@sentidos.pt

Comentários

comentários