Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Fevereiro... aquele mês!

31.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Fevereiro, o mês do meu aniversário, o mês mais curto do ano e que é simultaneamente o mês dos enamorados. Tanta coisa para celebrar num mês com tão poucos dias, um mês que deveria ser especial para mim, porém parece vir destinado a pregar-me todas as partidas que a vida tem reservadas para mim.


Sempre gostei de comemorar o meu aniversário, porém os últimos anos não me têm permitido desfrutar do momento da passagem da idade como eu desejaria. Mas, ao invés de mandar as culpas todas para o universo, prefiro pensar que é o universo a tentar dizer-me alguma coisa e que aparentemente eu continuo sem entender a mensagem - aceita que é mais fácil.

Fazer anos não me assusta, envelhecer também não. Assusta-me, sim, que ao olhar para trás me aperceba que não tenha sabido aproveitar realmente a vida (porque a vida é boa), assusta-me porque o tempo passa demasiado rápido e não volta atrás. Ao longo da vida fui fazendo as minhas escolhas, não acertei sempre, mas também não foram todas erradas. Arrisquei há quatro anos atrás e sou mais feliz!
Mas, neste ultimo ano, a minha vida mudou muito, mudou para melhor, caminho para uma realização pessoal maior, no entanto, foi tudo muito sofrido e ainda é tudo um pouco incerto. Mas guardo em mim um lado muito positivo de quem tem aprendido a aceitar as mudanças que a vida lhe tem imposto como sendo a passagem para algo de melhor. É apenas preciso aprender a respirar fundo, a não apressar o que não for para ser apressado e acreditar... acreditar sempre que esse "melhor" vai chegar no momento certo. 

Mentalizar e acreditar são as palavras de ordem! E conseguir olhar para trás e perceber há coisas a acontecer e a mudarem, é só preciso calma e paciência para que tudo o resto chegue. É tudo o que é preciso: calma e paciência.

Portanto, querido Fevereiro, mesmo que mais uma vez estejas a tentar passar-me a perna, eu já começo a conhecer-te muito bem e a saber como dar-te a volta. Podes vir, mas não cries grandes expectativas, pois este ano tu não vais levar a melhor. Os 34 também podem vir e, tirando a pressão que começo a sentir com o número cada vez maior de brancos que encontro, sinto-me muito bem comigo mesma, numa fase da minha vida muito desafiante e que me está a permitir encontrar uma força que eu pensava não ter. 

Sê bem-vindo Fevereiro, espero-te de coração aberto e sem rancor, acredita, porque é verdade. No fundo, eu sei que um dia havemos de fazer as pazes e voltaremos a ser amigos, mas até lá eu não te vou facilitar mais a vida.



Boa noite ❤


À terça, inspiro-me #11 | Mickey Mouse, the one and only

31.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Há-de ser sempre uma figura de referência este nosso Mickey Mouse, nem que seja por se manter vivo ao longo de décadas e por fazer da infância de várias gerações. Por aqui, já não se ouve falar muito dele, é verdade. O Vicente ando mais concentrado nos Super-Heróis, sabe o nome de todos eles, já para não falar que ele próprio se acha um deles - para mim, acho que é um bocadinho de excesso de confiança ?

Porém, a Laura está a crescer e, de certeza, que irá ter a fase da Minnie, por isso, ainda não é um assunto arrumado. No fundo, o que eu queria mesmo era mostrar-vos que gosto muito de roupa "temática" e que a "família Mickey" é das minhas preferidas.

Assim, neste dia chuvoso, deixo-vos aqui a minha inspiração para voltar a esta rubrica que tem andado desaparecida.






Todas os artigos são da marca Zippy, alguns deles ainda em saldos e a roupa de cama encontrei no site da La Redoute.

E a pensar já nas próximas férias, estas malas de viagem da American Tourister.



Boa tarde ❤

Atenção ao elevado nível de PIROSICE

30.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Chamo-lhe, muitas vezes, de boneca - outras vezes, de diva, porque o é - mas, acima de tudo, é a minha boneca. É delicada até na forma como chora, tem ar de menina desde o momento em que nasceu - eu sei que sou suspeita, mas é verdade - e, à medida que vai crescendo, vai ficando cada vez mais menina, mais delicada e eu começo a ter cada vez mais gosto em comprar-lhe roupas e acessórios. E não venham com coisas, porque ter uma filha é uma tentação!

No primeiro ano de vida, sou bastante comedida, devo dizer, pois penso muito, por exemplo, no tempo em que a roupa irá durar; no uso que terá; e privilegio sempre o conforto... Em suma, não sou uma mãe muito gastadora. No entanto, começo a duvidar que daqui para a frente isso não venha a mudar e que não vá perder a cabeça muito mais vezes do que aquelas que eu própria gostaria. 

Neste fim-de-semana, passei, como vos disse, pela Vendinha das Mães e não resisti as promoções da HEAD-JI, por isso comprei um turbante para cada uma - é que para agravar a situação, eu gosto muito de um matchi-matchi. E tenho cá para mim, que isto foi apenas o início.



Por tudo isto, não vos posso prometer que daqui para a frente o grau de pirosice não vá escalar. Vou tentar que isso não aconteca, mas não posso prometer e aqui está a prova disso.





Com um rapaz é tudo mais fácil, pelo menos, comigo é assim. Sou uma mãe muito prática e a roupa é toda mais virada para os básicos. No entanto, com uma menina não é nada assim. Os pormenores contam; prestamos mais atenção às cores e às combinações; há muito mais oferta e muito mais por onde dispersar a atenção. 

Fica o desabafo! Eheheh

Boa noite ❤


Do nosso fim-de-semana #23

30.01.17 | Vera Dias Pinheiro
Janeiro costuma ser o mês mais longo do ano, regra geral, custa a passar, por vários motivos, entre eles está a "ressaca" depois de um Dezembro que é sempre muito intenso e muito dispendioso. Para além disso, o tempo também não ajuda, o clima de inverno só é suportado com os dias que começam a ficar maiores. Por tudo isto (e não só), a grande maioria de nós fica ansiosa por ver este mês pelas costas. 
No entanto, este ano não tenho qualquer vontade que Janeiro acabe. Não me apetece ter que lidar com uma série de coisas que vêm aí, queria simplesmente ter um período de calma à minha volta sem ter sempre grande questões para resolver, para pensar sobre elas e que me retiram muita energia. Preferia aproveitar que ando a dormir melhor para andar mais descansada, sem ter outras coisas a tirarem-me o sono. Por tudo isto, não me apetecia mesmo nada que este mês terminasse. 

head band + head-ji + biker jacket + cidadela de cascais + street look + mums look + vendinha das mães + cacomae

O nosso fim-de-semana foi passado entre Cascais e Lisboa. Saímos poucas vezes de cá (Lisboa) e o que é certo, é que eu nem chego bem a perceber o porquê. Sabe bem sair do reboliço onde passamos os nossos dias e sempre a correr de um lado para o outro. E, mesmo tendo sido uma visita a correr e com a chuva miudinha para chatear, soube bem ver o mar. 
Almoçamos mesmo na Cidadela de Cascais, na Taberna da Praça (a ideia era ir à House of Wonders mas estava fechada para obras) e aproveitamos para fazer uma visita à Vendinha das Mães, onde ainda aproveitei as grandes promoções que por lá haviam. HEAD-JI, Borboleta Kids Store e Violeta Cor-de-Rosa foram as marcas eleitas.

Um programa giro para fazer por aqui é visitar a livraria Dejà Lu - se ainda não conhecem, podem ler o post que escrevi sobre a mesma. Vale mesmo a pena a visita.

livros + cidadela de cascais + taberna da praça + restaurantes em cascais + dejà lu

cidadela de cascais + taberna da praça + pestiscos + lascas de batata + ervilhas com ovos escalfados + bacalhau à brás + croquetes de alheira

cascais + cidadela de cascais + vendinha das mães + cacomae + passeios de fim-de-semana + mercado crianças

O domingo foi tranquilo, um Brunch, um passeio e bicicleta e algumas voltinhas num baloiço num dos locais mais cool de sempre, o Village Underground, foram suficientes para rechear o nosso dia com muitas gargalhadas.

gap kids + village underground + cafetaria village underground

pisamonas + botas safari + rosa e cinzento + sfera kids + village underground + cafetaria village underground

grafitti + wall + village underground + cafetaria village underground

primeira bicicleta + rodinhas + botas safari + pisamonas + zara kids+ village underground + cafetaria village underground

baloiço + boyfriend jeans + casaco preto cumprido + zara woman + cortefiel + min bag + head band + head-ji + village underground + cafetaria village underground

Agora é altura de abraçar esta nova semana - e o novo mês que chegará com ela - com o nosso melhor sorriso, com as energias renovadas e com o espírito positivo. 

A vida é boa, a vida recompensa e é nisso que temos que acreditar sempre. 


Boa semana para todos ❤



Laura | 10 meses, 10 curiosidades

29.01.17 | Vera Dias Pinheiro
E é assim que o tempo vai passando. A Laura faz hoje dez meses e está muito próxima de fazer um ano. Sinto que caminhamos, finalmente, para uma fase mais calma de bebé Laura e, consequentemente, minha também. E só o conseguimos, porque ela teve que se tornar a nossa prioridade, mais do que ser ela a adaptar-se a nós e às nossas rotinas. E só assim é que fazia sentido, mas tivemos que fazer o nosso caminho. Começamos por tentar simplificar, pois achamos que seria mais fácil para todos se a Laura fosse um bebé que se adaptasse às rotinas que já existiam. Porém, isso não aconteceu e andamos praticamente estes dez meses a forçá-la a ter uma maturidade que simplesmente ela não tinha. Por exemplo, ela não dorme em qualquer lado ou de qualquer maneira. 

Os dez meses marcam, por isso, o nosso regresso ao básico dos básicos. em que tive que a ensinar, sobretudo, a adormecer e a dormir e foi fácil perceber como nos ficou agradecida. Havia uma grande necessidade de dormir, descansar, de baixar os níveis de adrenalina e, desde que dorme melhor, até parece que cresceu (ainda) mais. E a verdade é que, aos meus olhos, está mais crescida, talvez porque está mais independente (de mim).

Daqui a dois meses, fazemos a sua festa e tudo passou tão rápido. Até lá, resta-me absorver cada bocadinho desta bebé maravilhosa, que me mostrou que eu tinha ainda tanto para aprender sobre ser mãe e sobre mim, mas que também me ensinou que o coração de uma mãe é realmente elástico, ali cabem dois (três, quatro, cinco...) amores infinitos e únicos. 

headji + headji para bebés + science4you + brinquedos imaginarium + dez meses + bebé + menina da mamã


10 meses, 10 curiosidades sobre a Laura:

1. Ainda bebe leite materno;
2. Faz apenas uma sesta por dia;
3. Mesmo não gatinhando, a verdade é que ela arranja maneira de andar de um lado para o outro, porque eu nunca a encontro no mesmo sítio;
3. Come bem e come de tudo, mas prefere comer ela própria e comida sem ser passada;
4. Já dorme na sua cama todas as noites e grande parte das noites;
5. Algumas das suas principais "habilidades" são:  dizer "mamã" e "olá"; bater palminhas e acenar com as mãos para dizer adeus e pôr-se em pé;
6. A razão maior do seu choro é, neste momento, a frustração e, a seguir, o sono;
7. Faz uma festa sempre que alguém chega a casa e fica aborrecida se demoramos muito tempo a ir ter com ela;
8. Uma característica: teimosia.
9. Uma qualidade: o sorriso (particularmente o sorriso do seu olhar);
10. Ainda não há sinais de ser "uma menina do papa".

Boa noite ❤


On Sundays we brunch #1

29.01.17 | Vera Dias Pinheiro
A expressão não é minha, óbvio, mas é comummente usada por quem, como eu/nós, é apreciador deste tipo de refeição, algo que nem é bem um pequeno-almoço, mas também não é bem um almoço. 

O Brunch é óptimo para juntar amigos, família, para conversar descontraidamente e comer, comer um pouco de tudo, pela ordem que quiserem. Hoje em dia, são variadíssimas as opções, havendo para todos os gostos. Este conceito de refeição é original da Inglaterra, porém, à semelhança de outros países, por cá, acho que já faz complemente parte dos nossos hábitos. daí também serem cada vez mais os locais a terem este tipo de oferta no seu menu.

Falando por nós, adoramos um bom Brunch - mas eu mais adepta da sua versão mais de "pequeno-almoço" - e foram já muitos os sítios onde fomos especificamente para experimentar o Brunch. A verdade é que devia tê-los registados aqui, seria uma importante ajuda à falha de memória quando é preciso lembrar de um local para ir. Assim, a partir de agora, a cada Brunch que vá, ficará registado aqui no blogue, nesta rubrica "On sundays we brunch"... porque o melhor dia para um Brunch é - e será sempre - o domingo.

#1
Fábrica dos Sabores - Padaria Artesanal


brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + brunch em lisboa + bem-vindo

Foi a primeira vez que lá estivemos para o Brunch, embora o espaço já fosse nosso conhecido e, entre o tempo que passou entre uma visita e a outra (e foi algum), posso dizer que a minha opinião mantêm-se. A comida é óptima, sem dúvida - o pão de centeio deles é dos melhores que comi - o espaço é super agradável, porém o serviço deixa um pouco a desejar. São simpáticos e prestáveis, mas falta ali alguma coordenação e organização entre as pessoas talvez, o que acaba por se reflectir um pouco na qualidade do atendimento.

Aqui encontram variadíssimas as opções (lanches, pequeno-almoço, almoço - têm cozinha italiana) e para o Brunch em particular são três as opções: Continental (9,95€); Veggie (12,50€); Fábrica (16,95€). 

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch continental + chá + chávena + tea bag + chá verde com goji
Uma das opções de bebida quente, o chá (este é chá verde com gabas de goji. Adorei)
brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch continental + super heróis + patrolha pata + patrulha canina + garrafa de água para crianças
O Vicente anda sempre com o seu kit atrás e não dispensa a sua garrafa de água dos Super Heróis da Disney


brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch continental + iogurte com granola + fabrico caseiro
A minha opção foi o Continental e chegou perfeitamente

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + pão
O meu marido optou pelo brunch Fábrica, uma opção com maior diversidade e quantidade do que a minha.

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + brunch em lisboa

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + salmão fumado
Brunch Fábrica

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + sopa de beterraba + patrulha canina
Partilhamos com o Vicente parte da nossa refeição, mas pedimos também uma sopa de legumes para ele.

Scone maravilhoso.

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + brunch em lisboa + mimos + mãe e filho
Mimos ainda mais maravilhosos <3 

brunch + domingo + fábrica dos sabores + brunch fábrica + brunch em lisboa

A Fábrica dos Sabores, que fica situada perto do Saldanha, na Avenida Miguel Bombarda, merece uma visita, pois a comida é mesmo muito boa e vão gostar do espaço. Para além disso, tem uma óptima relação qualidade-preço.

Se hoje for dia de Brunch também para vocês, aqui fica a sugestão. Podem passar por lá entre as 11h00 e as 16h00,

Bom dia ❤



Recomendo | Livros para pais e filhos

28.01.17 | Vera Dias Pinheiro

 As crianças aprendem a brincar... E foi a pensar nisso que a FNAC teve a iniciativa de criar uma campanha mega especial destinada aos mais pequenos. Desde ontem, dia 27 de Janeiro, e até ao próximo dia 22 de Fevereiro, encontram em todas as suas lojas uma vasta selecção de artigos infantis e de puericultura com grandes descontos e promoções.
Os artigos seleccionados para esta campanha FNAC KIDS favorecem particularmente os sentidos, a imaginação, a coordenação psicomotora e o raciocínio. O lema é mesmo "A FNAC puxa por eles".
Sendo assim, no âmbito desta campanha, podem contar com:
Até 20% em jogos e brinquedos
↠ Uma selecção de DVSs "Little Einstein" a cinco euros
Até 40% em livros infantis e de puericultura.
E, por aqui, como os livros são mesmo os nossos melhores amigos, aproveitei para dar uma vista de olhos na oferta e fazer o meu TOP de Livros que recomendo tanto para os pais, como para os mais pequenos.  E, já agora, se tiverem sugestões para a troca, não hesitem em partilhá-las.
TOP LIVROS INFANTIS E PUERICULTURA by As viagens dos Vs
- Carreguem nas imagens abaixo para mais detalhes -

Boa noite ❤


P.s: Afinal, hoje choveu... Enfrentaram a chuva ou deixaram-se ficar por casa?


 

Pág. 1/6