Este post é para todos… é para pais e filhos que já estão a pensar no regresso às aulas.
Depois de uma temporada sem horários, sem rotinas e em que, à partida, aproveitamos para nos divertir muito, chega o momento de regressar às aulas, uma transição capaz de gerar alguma ansiedade. Assim, de maneira a facilitar esta transição e para que tudo corra pelo melhor partilho com vocês algumas dicas importantes. Ora vejam:
1. Começar a deitar e a levantar mais ou menos à mesma hora. 
O regresso às aulas traz consigo o cumprimento dos horários, por isso é importante que pequenos e graúdos comecem atempadamente a estabelecer uma rotina de sono. Desta forma, será muito mais fácil sair da cama quando o despertador toca ou a mãe/pai chamam, uma vez que já não vamos poder acordar às horas que nos apetece como no verão. Na verdade, dormir é mesmo importante: ajuda os pequenotes a ganharem energia para o dia seguinte e, muito importante, é através do sono que eles consolidam as aprendizagens que fizeram durante o dia, preparando o nosso biocomputador (o nosso cérebro) para estar pronto para outras aquisições.
2. Aproveitem para fazerem as compras do que falta juntos.
Depois de arrumarem o armário para o ano que aí vem e de seleccionarem o que já não precisam ou o que já não serve, aproveitem para ir às comprar em conjunto e adquirir o que falta. Esta tarefa é boa para o vosso vínculo e ajuda os miúdos a terem noção de dinheiro e de qual o valor que podemos ou não gastar. Podemos ainda aproveitar este momento para, de forma divertida e ligeira, trabalhar alguns conceitos numéricos sem eles darem por isso e ser tempo de partilha em família! Para além disto, este ritual motiva-os a entrar no ano cheiinhos de energia boa para começar!
3. Passem antecipadamente pela escola para onde eles vão. 
As crianças precisam de organização e previsibilidade por isso nada melhor do que conversar com eles e explicar-lhes se vão continuar na mesma escola ou se, pelo contrário, entrarão numa nova. Passar pela escola para a rever ou saber como é o espaço para onde irão aguça-lhes a vontade de começar e deixa-os a imaginar as coisas giras que poderão fazer ao mesmo tempo que reduz a ansiedade pelo desconhecido. É uma excelente maneira de se começarem a familiarizar com o que aí vem. Nesta “visita” é também importante conversar com eles para perceber quais são as suas expectativas relativamente ao início do ano escolar e se for caso disso ajudá-los a ajustar o que imaginam com a realidade. Deve também contar-lhes as experiências positivas do seu tempo de escola, como se sentiu e o que de bom aprendeu.
4. Preparem um local para o estudo em casa.
Organizem um espaço sem grandes estímulos distratores mas agradável para eles poderem estudar em casa. Peçam-lhes para darem dicas de qual o melhor local e para ajudarem na sua decoração. É uma ótima maneira de os envolver e começarem a tirar prazer de aprender. Atenção! A cozinha não é uma boa opção quer pelo ruído que normalmente envolve quer pela quantidade de distracções que tem. Transmita-lhes confiança. Se para algumas crianças entrar na rotina é relativamente fácil para outras nem por isso deste modo é importante manter a calma e transmitir-lhes confiança de que tudo irá correr pelo melhor. É normal que durante a fase de adaptação ocorram por vezes algumas birras, choros e, às vezes, outros comportamentos inesperados mas com serenidade e descontracção os pais devem passar a mensagem que a escola é um local seguro, giro, divertido e cheio de coisas boas para aprender e fazer e que logo, logo, no final do dia estarão novamente em casa e poderão contar tudo o que aconteceu. Vocês, pais, estarão lá para ouvir!
É importante, depois de lhes explicarem as rotinas (como funcionará, por exemplo, a que horas entram, quando vão almoçar, quem os irá buscar…) e de se certificarem que está tudo bem, não cederem perante a vontade dos mais pequenos em não sair do colo ou largar a mão, pois, caso contrário, estão a comunicar não verbalmente que a escola não é um bom sítio para ficar. Com um sorriso no rosto e de uma forma pouco demorada é assim que os pais os devem deixar passando-lhes esta mensagem de tranquilidade. Lembrem-se, as crianças “sintonizam” com os adultos por isso esta é uma boa maneira de evitar as tais despedidas dramáticas.
 
5. Acompanhe-os nos primeiros dias.
Se conseguir, nestes primeiros tempos vá com algum tempo e interesse-se genuinamente por esta nova etapa do seu filhote. Ele sentir-se-á protegido e confiante!
6. Relaxe.
Quase sempre “os filmes” são nas nossas cabeças e os miúdos, salvo algumas exceções, adaptam-se muito bem!
Com organização e seguindo estas dicas tudo correrá bem no vosso regresso às aulas.
Bom ano,
Que seja tranquilo e feliz!

Comentários

comentários