Carla, enfermeira, com o seu filho Vicente.
“Eu gosto muito da minha mamã. Ela é linda. Gosta de brincar
comigo, conta-me histórias e ensina-me muita coisa. Ensina-me a tocar flauta.
Ela cuida de mim quando estou doente. Ela vê desenhos animados comigo. Gosta de
fazer bolos e gosta de fazer o jantar para mim. Gosto de dormir na caminha com
a mamã.” 
 Vicente, 5 anos 
Sara Abecassis Burnay Falcão, owner do babycenter Mom and Me,
com os seus dois filhos, o Vicente e o Joaquim
“A minha mãe é uma super mãe, porque gosta de nós!”. Vicente, 7 anos. 
“A minha mãe é fofinha”, Joaquim, 2,5 anos.


Patrícia Saramago, psicóloga e blogger, com os seus dois filhos, o Francisco e o Afonso.
“A mãe é muito boa, é muito amiga,  é muito querida, conta-nos histórias à noite, e todos os dias escolhe as nossas roupas para levar para a escola.” 
Francisco, 6 anos
“A mãe dá muitos beijinhos. Dá abracinhos e dá-nos bananas para nós comermos.”
Afonso, 4 anos.

Rubina Berardo, deputada, com o seu filho Ben.
Ben: “A minha mãe é muito querida, tem olhos bonitos e eu gosto muito dela”. 
Mãe: “Mas Ben, podes sempre dizer tudo o que achas, não queres dizer algo que te irrita na mãe?”
Ben: “Mas porque é que eu tenho que dizer algo que não há?”
Mãe: “Se calhar eu posso acrescentar então, um pequeno episódio: há dias, com os phones na cozinha, ia cozinhando e cantando. O que evidentemente lhe incomodava a visualização do Cartoon Network. Então, ele diz-me para parar de cantar. “Oh Ben, era só o que faltava, não poder cantar na minha própria casa”. Ao que responde: “claro, mas tu não sabes”. 
Nada como a frontalidade de uma criança! <3
Ben, 7 anos.
Querem experimentar fazer esta pergunta aí por casa e partilhar connosco as respostas? Gostava muito de saber o que dizem os mais pequenos sobre as suas mamãs! 🙂
Um feliz Dia da Mãe para todas nós! Tenho a certeza que, independentemente de tudo, nós somos sempre as melhores mães que os nossos filhos poderiam ter. Somos mães que, umas vezes acertamos, outras nem tanto, que estamos mais cansadas nuns dias, e com mais energia noutros. No fundo, somos pessoas normais, com as nossas qualidades e os nossos defeitos. No entanto, temos algo que nos distingue: as nossas capacidades acima da média para conseguirmos estar em todo lado ao mesmo tempo e também para, às vezes, sermos cabeleireiras, enfermeiras, cozinheiras, companheiras de brincadeiras e tantas outras coisas. Porque ser mãe é mesmo a melhor coisa do mundo!!!! 
Um grande beijinho.

Comentários

comentários