Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Giveaway | Bioderma | As viagens dos Vs

29.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Temos um novo passatempo a começar.... HOJE! AGORA! JÁ!!!

E depois de pensar muito, muito, no que vos poderia oferecer desta vez, surgiu a oportunidade, em conjunto com a Bioderma, de sortear uma Solução Micelar Desmaquilhante Sensibio H2O - eleita como uma das melhores - e também uma Solução Micelar para os mais pequenos, a ABCDerm H2O, pois os cuidados com a pele são para todos e começam desde o primeiro dia de vida. Certo?

Bioderma + água micelar + Sensibio H2O + solução micelar + peles sensíveis + limpeza de pele + cuidados diários

A Solução Micelar Sensibio H2O é uma das mais completas para a limpeza do rosto e olhos, removendo até a maquilhagem à prova de água. Por aqui, há muito que já nos habituamos ao uso destas soluções micelares na limpeza do rosto, tanto à noite, como de manhã. A sensação é a de pele fresca e suave, perfeitamente limpa e preparada para receber o passo seguinte: o creme hidratante.

Bioderma + água micelar + Sensibio H2O + solução micelar + cuidados bebé +higiene do bebé + cuidados diários + ABCDerm H2O

Para os mais pequenos, a solução micelar é um poderoso aliado na higiene do dia-a-dia, pois pode ser usada na zona da muda da fralda, das pregas, no rosto e olhos. A ABCDDerm H2O é de excelente tolerância, protegendo, acalmando e refrescando a pele dos nossos filhos, sem colocar em causa o equilíbrio da mesma.

Bioderma + água micelar + Sensibio H2O + água desmaquilhantes + pele sensível + cuidados de rosto diários + solução micelar ABCDerm H2O + cuidados bebé +higiene do bebé + cuidados diários + passatempo Bioderma + beleza

E agora, a parte mais importante - mas aquela que também já sabem mais ou menos como funciona - como podem habilitar-se a ganhar este Kit Bioderma, composto por estes dois produtos.

É muito simples, basta:

- Fazer like na página de Facebook d' As viagens dos Vs;
- Fazer like na página de Facebook da Bioderma;
- Ser seguidor(a) do blog As viagens do Vs;
- Seguir As viagens dos Vs no Instagram @veradpinheiro;
- Partilhar publicamente o post (no Facebook) do passatempo e marcar 3 pessoas;
- Responder às seguintes perguntas:




O passatempo irá decorrer até ao dia 7 de Março, até às 00h00, sendo o resultado conhecido no dia  8 de Março, apurado através de random.org.


Participem! Partilhem! E boa sorte!!!


[O enxoval do bebé] Dúvidas existenciais

29.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Existem várias etapas quando começamos a preparar o enxoval do bebé. Numa primeira fase, aquela em que ainda não sabemos qual é o sexo, começamos a andar pelas lojas de roupa de bebé e a descobrir todo o entusiasmo que é viver uma gravidez e aguardar a chegada de um filho, compramos poucas coisas, indiferenciadas, pois ainda não sabemos o que aí vem. Na fase seguinte, a da descoberta: "É UM MENINO!!!!!" ou então, "É UMA MENINA", começamos a sério a investir grande parte do nosso dinheirinho em roupinhas lindas e fofinhas e, claro, a imaginar como será o ser maravilhoso que as irá vestir daí a alguns meses. 

Na primeira gravidez, não tive grandes preocupações, no início apenas tive que me preocupar em lavar e separar por tamanhos todas as roupas que tinham sido do meu sobrinho. Na altura, apenas comprei a primeira roupinha de todas, aquela que iria vestir pela primeira vez. A questão dos tamanhos não era um problema, assim como as indecisões quanto ao tipo/quantidade de roupa que iria vestir, pois estávamos em pleno Inverno.

Mas agora, não só me vejo imersa em todo um mundo novo de roupas e de oferta, de tipos e de formas de se vestir uma menina, como tenho outros dois problemas: qual o tamanho e se vale a pela investir muito em roupa quente, dado que, embora esteja prevista para o início de Abril, daqui a três meses o tempo há-de estar mais agradável. 

Portanto vamos lá por partes. Primeiro, o tamanho! Mas que tamanho devo comprar? O de recém-nascido? O tamanho 0-1? O tamanho 1-3? Vou comprar roupa que irá vestir apenas até Junho, vou deixar roupa praticamente nova de lado e investir tudo outra vez em roupa de nova estação? - sim, deve ser mesmo assim. Mas confesso que ando um pouco perdida, pois lembro-me perfeitamente de ter comprado a primeira roupa do Vicente (tamanho 0) e de ter acordado da anestesia, olhar para para ele e perceber que o babygrow não apertava... (sim, uma mãe acabada de parir a sua cria também repara nestas coisas).

Para além disso, eu também acho que um bebé, tal como nós, se deve sentir confortável na suas primeiras roupinhas, o tamanho deve ser adequado ao aconchego que ele necessita quando se vê num mundo completamente novo e diferente daquele a que estava habituado na nossa barriga; e a qualidade deve ser tão delicada quanto possível dada a sensibilidade e imaturidade da pele do recém-nascido - deve ser o mais suave e com o mínimo de costuras possível.

Já percebi que os tamanhos variam muito de marca para marca e que, nos primeiros tempos, o bebé tem que vestir roupa mais quente, pois perde muito calor. Por isso - e porque Abril ainda é um mês fresquinho - tenho optado pelos interiores de manga cumprida - os primeiros abertos à frente, porque percebi, da primeira vez, que nos facilitam muito a vida - depois, alguns babygrows quentinhos, algures entre os tamanhos 0-1 e o 1-3; fofos; meias; botinhas; touquinhas e casaquinhos. 


E, depois, a quantidade? E se tenho roupa a menos e tenho que passar os dias a lavar roupa? Quantos babygrows precisamos: um para cada dia da semana, dois, mais? Roupas para as saídas de casa: vestidos, tapa fraldas, meias, casaquinhos? 

 



Ah.. e acham que vale a pena investir num casaco mais quente? Ou a mantinha por cima, no ovo, vai ser suficiente?

Na minha modesta opinião, há também toda uma certa complexidade que envolve este admirável mundo de preparação do enxoval do bebé... Não sei se vocês também se sentiram assim, mas eu tenho a sensação que tenho tudo de menos, mas para já vou lavar as roupinhas, arrumar e começar a separar o que irá para a maternidade e só de seguida vou ver se o que eventualmente terá em falta.


Bom e, no meio de tudo isto, as boas notícias são que o Sol voltou e por aqui já cheira a roupa acabada de lavar!




Uma história para ouvir e partilhar [Bom Dia]

29.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Ser mãe/pai e ser responsável pela educação e por influenciar a forma como os nossos filhos vão encarar o mundo que os rodeia e a forma como farão as suas escolhas, é uma enorme responsabilidade. É uma responsabilidade daquelas capazes de nos fazer tremer de cima a baixo quando pensamos nisso a sério; quando temos que escolher a escola dos nossos filhos; quando somos forçados a fazer escolhas; quando temos que fazer uso da nossa autoridade e impor limites; quando temos que saber quando devemos ceder; ou quando simplesmente, temos os seus olhares inocentes sempre à espera que o seu pai e a sua mãe saibam o que fazer em todos os momentos. 

No entanto, esta não é uma responsabilidade solitária, apenas dos pais, é uma responsabilidade que partilhamos com os educadores, professores, auxiliares, avós... no fundo, é uma responsabilidade partilhada com a sociedade em que nos inserimos e na qual interagimos todos os dias. Mas sobretudo com a escola e com os profissionais que dela fazem parte. É aqui que reside a minha especial preocupação: a de saber que os meus filhos vão receber da escola toda a formação que precisam, contudo, que isso não venha dissociado de valores, de princípios, de esperança e confiança.

E, por tudo isto que aqui desabafo com vocês que queria muito partilhar uma história real, bem real e recente, que ouvi este fim-de-semana. Trata-se da história de um menino italiano, chamado Matteo, aluno da terceira classe de um liceu em Ferrara. A professora, chamada Margherita, deu aos alunos um trabalho cujo tema era adjetivos. Na sua dissertação, o pequeno Matteo escolheu a palavra "petaloso" que, segundo ele, devia ser o adjetivo para qualificar uma flor com muitas pétalas. Na correção, a professora assinalou esta palavra como um erro, por não existir em italiano. Porém, conforme a própria professora disse a um jornal italiano, "Quando corrigi o exame, marquei "petaloso" com um círculo a vermelho, para sinalizar que se tratava de um belo erro". 

A professora gostou tanto do erro que decidiu, em conjunto com o pequeno Matteo, pedir a opinião da Academia italiana para a salvaguarda da língua. Esta Academia, chamada Crusca, escreveu uma carta de resposta a Matteo, dizendo-lhe que a palavra era bem formada e que poderia ser utilizada no italiano, bastando, para isso, que ele conseguisse que o maior número de pessoas passasse a utilizá-la. O sucesso da palavra e da criatividade do pequeno Matteo têm sido tais que já existe um hashtag #petaloso e até o próprio Matteo Renzi, 1.º Ministro italiano, decidiu felicitá-lo (e à Academia) por este belo episódio.

tsf + podcast + Matteo + petaloso + Academia Crusca + novo adjectivo italiano petaloso

No fundo, esta bonita história emocionou-me por mostrar como é possível ouvir as crianças, dar-lhes liberdade de expressão, sem estar constantemente a impor-lhes alguma coisa ou sequer a travar a sua imaginação e criatividade apenas porque não vir escrito em lado algum. O Matteo foi genuíno na sua forma de ver o mundo e na forma como resolveu o exercício dado na aula; a sua professora foi para além dos dogmas; e as pessoas à sua volta reconheceram-lhe mérito e encorajaram-no a não desistir. A história percorreu o país e hoje a palavra "petaloso" já foi reconhecida e existe no dicionário italiano. Afinal, as crianças são ou não são o futuro e a esperança do nosso amanhã?

tsf + podcast + Matteo e a sua professora + petaloso + Academia Crusca + novo adjectivo italiano petaloso
Matteo e a sua professora, Margherita

Eu ouvi esta história, pela primeira vez, num podcast da TSF, do Fernando Alves, que podem ouvir aqui e se gostaram tanto quanto eu, partilhem! Mas partilhem mesmo!


*Todas a imagens foram retiradas do Twitter da Academia Crusca que está repleto de imagens e notícias sobre este assunto. Se tiverem curiosidade, vale a pena dar uma vista de olhos.


Bom Dia!


Os Vs | O nosso fim-de-semana "assim-assim"

28.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Continuo ainda sem muita energia e acabámos por ter que chamar a minha mãe para nos vir dar uma ajuda - e que bom que é poder ter alguém que pode, e vem, assim que ouve um pedido nosso. Fico (mais) descansada e tenho conseguido deixar que o meu corpo descanse aquilo que me tem exigido. Ela cozinha, dá banho ao Vicente e, de manhã, é uma ajuda preciosa para o vestir e despachar para ir com o pai para a escola.
Mas ainda que ande a meio gás, este fim-de-semana foi decisivo para se preparar a sério a chegada da mana. Era preciso uma cómoda; era preciso ir buscar as malas que ambas vamos levar para a maternidade; era preciso mudar o trocador e era preciso também libertar algum espaço em casa, ora por via do "destralhe", ora pela reorganização do espaço. Confesso-vos que já me estava a causar alguma ansiedade ver as coisas tão atrasadas, porque sem estas "pequenas" coisas, não podia, por exemplo, começar a lavar as roupinhas. E agora, depois de um sábado duro para todos, até já detergente temos, por isso, Sol vem daí!!!

preparar a chegada do bebé + nesting + nursery + irmãos + família + fim-de-semana + decoração

preparar a chegada do bebé + nesting + nursery + irmãos + família + fim-de-semana + decoração

preparar a chegada do bebé + nesting + nursery + irmãos + família + fim-de-semana + decoração + roupinhas  de bebé

Para o Vicente, terá sido um fim-de-semana menos divertido, ainda que ele consiga entreter-se facilmente com qualquer coisa. Tanto assim é que quando viu o pai a montar a cómoda, foi rapidamente buscar a sua caixa de ferramentas para ajudar. Mas não houve idas ao parque, nem muitos momentos para lhe dedicar atenção a 100%.No entanto, ainda assim teve o lado bom dele poder ver e participar nestas alterações para receber a irmã e de nós o vermos interessado e a querer ajudar em tudo. 

Hoje, que o tempo foi mais generoso, aproveitamos para sair de casa. Domingo que é domingo, é dia de brunch e sempre que podemos, não dispensamos. E a verdade é que merecíamos. Decidimos experimentar o brunch do Hotel Real Palácio, que é óptimo para ir com crianças, pois tem um espaço próprio para elas brincarem, sempre com uma pessoa responsável por perto - mas atenção: só as crianças com mais de 4 anos é que podem ficar lá sozinhas, isto é, sem o pai, mãe ou outra pessoa próxima. Para além disso, o espaço é agradável e existe uma imensa variedade de iguarias, mas eu recomendaria-o, em particular, para os apreciadores de brunch numa versão mais de almoço, com refeições a sério, algumas são ali confeccionadas na hora; aqui também não existe a pressão das horas, pois não funciona por turnos. Porém, a "má" notícia é que está sempre cheio, por isso, se querem experimentar é conveniente que façam a vossa reserva o quanto antes.
O resto da tarde é passado em casa, entre brincadeiras e descanso.


Como foi o vosso fim-de-semana? Aproveitaram o dia de Sol hoje ou fugiram para uma escapadinha na neve?

Boa tarde!


Pais&Filhos | Oh querido fim-de-semana...

26.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Fim-de-semana... é música para os nossos ouvidos. Quem é que passou esta semana já a pensar na chegada destes dois dias de descanso?
Da minha parte, embora não vos possa fazer promessas de dias de Sol, posso deixar-vos com as melhores sugestões que podem contribuir para que o vosso fim-de-semana seja MEGA divertido... faça chuva ou... faça sol. Lembrem-se que o mais importante de tudo ainda é a companhia! 
Bom fim-de-semana a todos.


Vamos dizer adeus ao mês do Carnaval da melhor forma? A Pumpkin reuniu uma lista com as melhores atividades para fazer em família no último fim de semana de Fevereiro.   
Em Lisboa, Porto, e por todo o País há imensos programas giros para fazerem juntos: hora do conto, oficinas e cinema… tudo para tornar a vida em família ainda mais divertida!
Para verem mais sugestões e procurarem atividades na vossa área usem a pesquisa Pumpkin.

Vejam as nossas sugestões por local: Lisboa | Porto | Outros locais

Sugestões mimosas para o último fim de semana de Fevereiro

Se tiverem bebés dentro ou fora da barriga, temos sugestões especiais com muito mimo!

 

Por todo o país 



Zootrópolis


Zootrópolis

Estreia 25 de Fevereiro | Por todo o país
Na próxima quinta feira a bicharada vai invadir as salas de cinema portuguesas, com a estreia do filme Zootrópolis. Os miúdos vão adorar as aventuras de Judy Hopps, a primeira coelha polícia.


Os leões mais famosos da Disney estão de regresso!

Os leões mais famosos da Disney estão de regresso!

27 de Fevereiro | Por todo o país
Atenção Famílias Pumpkin! Na manhã de sábado preparem os sofás para receberem os leões de animação mais famosos. Assistam a grande estreia da A Guarda do Leão: O Regresso do Rugido, o novo filme da Disney Junior.




Para pôr na agenda



Curso de Desenvolvimento Pessoal e Psicologia Positiva para CriançasCurso de Desenvolvimento Pessoal e Psicologia Positiva para Crianças

5 de Março | Lisboa 
Aprenda novos métodos para uma educação mais positiva, como pai ou profissional, no Curso Desenvolvimento Pessoal e Psicologia Positiva para Crianças, que começa no dia 5 de Março no Espaço ZEN KIDS em Lisboa. Inscreva-se já.



Lisboa   



A Pequena Coruja BrancaA Pequena Coruja Branca

27 de Fevereiro  | Lisboa 
A Pequena Coruja Branca é uma contadora de histórias que nunca se sente só pois tem uma imaginação fervilhante. Participem nesta fiadeiras de Histórias na Biblioteca Maria Keil.




Chocolate artesanal regressa ao Mercado da Vila em CascaisChocolate artesanal regressa ao Mercado da Vila em Cascais

26 a 28 de Fevereiro  | Cascais
Delicie-se este fim de semana no Mercado da Vila de Cascais. Pelo quarto ano consecutivo, é organizado um evento totalmente dedicado ao chocolate artesanal com entrada gratuita.


Fernando (que) PessoasFernando (que) Pessoas

27 de Fevereiro  | Lisboa
Vindo das profundezas do outro mundo, Fernando Pessoa surge-nos para nos revelar alguns segredos dos seus heterónimos e descomplicar o complexo universo da sua mente. Afinal quantas e quais pessoas habitam Fernando? Não perca esta fantástica peça.









Vamos brincar com eco-pincéisVamos brincar com eco-pincéis

27 de Fevereiro | Cascais

Os pequenos artistas munidos de pincéis naturais, recolhidos e construídos com as suas próprias mãos, vão ser desafiados a conceberem uma obra totalmente inspirada e pintada com elementos da natureza. 




Ganhar asas e sorrisos nas oficinas para crianças no Museu do OrienteGanhar asas e sorrisos nas oficinas para crianças no Museu do Oriente

28 de Fevereiro  | Lisboa
No domingo “O senhor contente e o senhor feliz” falará das expressões faciais e corporais que exprimem emoções. Serão interpretadas pequenas histórias com mímica e expressão corporal e, em seguida, os participantes vão construir máscaras que, representando o rosto, irão reproduzir a emoção escolhida por cada um. 




 

Workshop de Animação 3 DWorkshop de Animação 3 D

27 de Fevereiro | Cascais
Um workshop onde se pretende mostrar as técnicas e algumas das fases de produção de filmes de animação para publicidade.



Dupla de Palhaços chega ao LoureShopping no próximo fim de semanaDupla de Palhaços chega ao LoureShopping no próximo fim de semana

27 e 28 de Fevereiro | Loures
O LoureShopping irá receber no próximo fim de semana uma dupla de palhaços para dinamizar mais uma atividade lúdico pedagógica. Dedicada ao tema “Palhaços”, os mais pequenos terão oportunidade de interagir nesta atividade com uma dupla de palhaços que irá estar no Centro para proporcionar uma tarde agradável e divertida a todos os presentes.


Porto



Histórias Contadas - Jesus Vive na RuaHistórias Contadas - Jesus Vive na Rua

27 de Fevereiro | Porto 
O escritor Alexandre Honrado vai apresentar a história "Jesus Vive na Rua", que nos fala do mundo em que vivemos, das diferenças que afinal não nos tornam assim tão diferentes. A sessão é complementada com uma atividade lúdica.



Primeiros Concertos na Casa da MusicaPrimeiros Concertos na Casa da Musica

28 de Fevereiro  | Porto
O erre enrola-se e o i dança no fio da magia: Perrr…liiiim…piiiim…PUM! Dita a palavra, desfilam o caracol, a lebre e outros animais de contos universais. Com poesia e pantomimas, uma cantora e quatro percussionistas revisitam o universo de La Fontaine; o sonho habita o palco.



Grão de milho e a Galinha Ruiva: Leitura de contosGrão de milho e a Galinha Ruiva: Leitura de contos

27 de Fevereiro  | Porto 
Participe nesta sessões com contos populares sobre a grandeza de coração, o valor do esforço, da perseverança e da solidariedade. 

 

Dança do Oriente em FamíliaDança do Oriente em Família

27 de Fevereiro  | Porto
Leve a sua família para uma tarde mexida e divertida. Experimente a Dança Oriental na Imagin'Art - Centro de Estudos.

 




Pelo País fora



Festa de Abertura Animar 11Festa de Abertura Animar 11

28 de Fevereiro | Vila do Conde 
Participe na grande festa de abertura da Animar 11 no Teatro Municipal de Vila do Conde, com jogos, brincadeiras e uma sessão de cinema com o filme O Principezinho.

 











Manu Memórias do InvisívelManu Memórias do Invisível

28 de Fevereiro | Sesimbra 
Nas imediações de uma grande cidade, MANU encontra junto a um bairro histórico, um recanto invulgar. Um pátio de aspeto curioso, cheio de carisma, onde existem objetos esquecidos, que parecem criar vida, reavivando memórias de outros lugares, de outros tempos. Não perca esta grande história no Cineteatro Municipal João Mota.




À Descoberta do Teatro- trabalho de Auto-confiança e Auto-estima em Crianças

À Descoberta do Teatro- trabalho de Auto-confiança e Auto-estima em Crianças

27 de Fevereiro | Aveiro
Esta oficina pretende ser um espaço lúdico de construção, exploração e liberdade que, permita à criança descobrir-se, descobrir o outro e o mundo que a rodeia. 










A Fada Oriana no Jardim Encantado da Menina do MarA Fada Oriana no Jardim Encantado da Menina do Mar

28 de Fevereiro | Vila do Conde
O Som do Algodão convida a uma história de encantar para toda a família no espaço emblemático do Centro de Memória de Vila do Conde. No âmbito da iniciativa Camélias em Vila do Conde/16, este conto musicado une as personagens das histórias de Sophia de Mello Breyner Andresen num jardim encantado banhado pelo mar.



*Informação powered by Pumpkin.pt.


Mulher | Unhas pintadas no parto: sim ou não?!

26.02.16 | Vera Dias Pinheiro
Pois bem, quando se aproxima a fase final da gravidez, a preocupação maior é com as respectivas malas da maternidade, as roupas, os produtos de higiene, a máquina fotográfica e tudo mais o que a lista do hospital nos indicar. A Enf.ª Carmen Ferreira até já nos deu aqui boas dicas sobre este tema. No entanto, há um outro aspecto igualmente importante e que diz respeito à nossa preparação pessoal, nossa, da mulher!!!

Refiro-me a aspectos, tais como a depilação e a manicure, mais precisamente se mantêm as unhas pintadas ou com gel ou gelinho. Como foi no vosso caso?

A verdade é que, a partir de um certo momento, o bebé pode nascer em qualquer momento e no meio de toda a conjuntura já de si tão "especial", uma pessoa quer estar com a melhor aparência possível. CERTO? Por isso, as idas à esteticista passam a ser mais que regulares - eu sei que na altura também é possível resolver o assunto, mas em todo caso, eu cá prefiro ir despachadinha de casa.
Quanto à manicure, sempre ouvi dizer que NÃO se pode levar as unhas pintadas, inclusivamente já ouvi histórias escabrosas a tentarem remover verniz das unhas. Pelo sim, pelo não, da primeira vez, as unhas foram completamente ao natural, acho que a partir das 38 semanas tinha deixado de as pintar.

Desta segunda gravidez, até agora tinha andado a fazer gelinho e estava super satisfeita: unhas sempre impecáveis e a aguentar, à vontade, três semanas. Mas, claro, lá chega o dia em que temos que parar e fazer um descanso e esse dia já chegou. Por isso, acho que vou aproveitar e a partir de agora, vou manter apenas o verniz normal.

A dificuldade é conseguir manter as unhas igualmente bonitas mais do que três dias, sem saltar o verniz no primeiro banho que dás ou sem deixar que as unhas fiquem marcadas dos lençóis, depois de pensares que estavam finalmente secas - afinal, só dá mesmo para ter uns minutos para pintar as unhas quando a casa fica realmente sossegada, ou seja, quando já não há crianças a chamar por nós.

unhas pintadas no parto + verniz esmalte + OPI + perfumes e companhia + mulher + manicure

Eu já experimentei muitas, mas muitas marcas de vernizes mesmo. Aliás, até ter sido mãe pela primeira vez, fazer a minha própria manicure era uma descontração para mim, gostava mesmo e tinha todos os utensílios indispensáveis e até os mais dispensáveis a esta arte. Depois, o tempo foi sendo menos, especialmente para deixar que o verniz secasse em condições e fui-me rendendo ao gelinho.

unhas pintadas no parto + verniz esmalte + OPI + perfumes e companhia + mulher + manicure

Contudo, sempre que volto ao verniz normal, há uma marca que nunca me desilude, chama-se O-P-I e aguenta mais que uma semana impecável e a fazer tudo e mais alguma coisa em casa - confesso que até gosto mais desta liberdade de mudar de cor quando me apetece. Neste momento, a cor eleita foi esta e já tem praticamente uma semana.

unhas pintadas no parto + verniz esmalte + OPI + perfumes e companhia + mulher + manicure

O (meu) truque: quando o verniz está a perder o brilho ou mesmo quando começa a ficar mais gasto nas pontas, volto a passar uma nova camada e outra de secante e ainda aguenta mais uns dias.


Bom Dia!


Mulher | Será que para o ano ainda irei a tempo?

25.02.16 | Vera Dias Pinheiro
saias midi + tendências de moda + fashion + lookbook

Gostava muito que estas saias não tivessem saído de moda na altura em que a minha cintura - de vespa - tenha voltado ao lugar. Foi daquelas peças de roupa que fiquei mesmo com pena de não poder ter aproveitado. 
Na verdade, também não sei se, depois de experimentar, iria gostar de me ver com uma saia deste género; ou até mesmo, se a saberia conjugar no dia-a-dia sem parecer algo muito formal... Mas precisamente por isso, gostava de ainda ir a tempo nas tendências do próximo ano.

Boa noite.


Pág. 1/7