Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Crianças | A escolha do nome!

30.01.16 | Vera Dias Pinheiro
A nossa responsabilidade, enquanto pais, começa muito cedo; aliás, para a mulher começa logo no dia em que descobre que está grávida e, depois, quando vai à sua primeira consulta e sai de lá com uma série de recomendações. Mas, paralelamente, surgem outras responsabilidades, como por exemplo, a escolha do nome... o nome que escolhemos para os nossos filhos, que os irá acompanhar para toda a vida, pode ser determinante para o percurso que eles venham a ter, seja ele pessoal ou profissional. Sem referir que, por vezes, a decisão do nome pode levar a grandes e profundas "discussões" no casal, seja porque as preferências são complemente diferentes ou porque uma das partes faz questão de seguir algum tipo de tradição ou simplesmente, porque cada um tem as suas exigências. 

A escolha do nome dos nossos filhos + a importância do nome + nascimentos + bebé + maternidade


Este pode ser um processo longo, que envolve listas de nomes, requisitos para as escolhas dos mesmos; noutros casos, há quem prefira esperar pelo momento em que tem o bebé nos braços, olhar para a sua cara e só aí decidir; e, depois, há os casos intermédios, que fazem um pequeno brainstorming a determinada altura e voilà... surge um nome do agrado dos dois e não se fala mais no assunto.

Nós somos o exemplo dos "casos intermédios". Da primeira vez, quando soube que estava grávida de um rapaz, foi o momento em que falamos a sério sobre nomes, pois a partir daquele momento, eu queria tratar aquele bebé pelo seu nome, queria preparar a chegada do... Vicente! A decisão em si também não foi complicada e não foram precisas listas, apenas sabíamos que não queríamos repetir o nome dos filhos dos amigos e familiares mais próximos - a não ser que fosse assim um caso de morrer de amor por um nome e ter mesmo que ser aquele, mas não foi o caso. Quase que foi Guilherme, mas como de repente comecei a ouvir as pessoas à minha volta todas contentes porque lhe podiam chamar Gui, eu comecei a não achar muita piada. Também não queria que fosse um nome com um letra do alfabético lá para o fim; afinal, eu sou Vera e sei o que isso é, sobretudo, quando começamos a escola - mas como viram, essa pretensão não foi suficientemente forte e, no final, venceu o nome que tanto eu como o senhor meu marido gostávamos e eu não queria ter que acabar confrontada com a hipótese do pai querer que a criança tivesse o seu nome... 

Da segunda vez, sendo menina a hipóteses também não eram muitas. Embora sejam muitos os nomes dos quais gostamos, não são assim tantos aqueles que para nós fizessem sentido. Eu sei que existe até alguma curiosidade por saber se vêm aí uma trilogia dos Vs... quem sabe uma Violeta, uma Vitória, uma Vanessa ou Verónica ou, até mesmo, uma Verinha; ou talvez uma Vânia ou Valéria. Lembram-se de mais?

Pois é, esta história dos nomes tem muito que se lhe diga - ou então não, é muito simples e nós é que, ao querermos "ser perfeitos", acabamos por complicar tudo.

Fiquem com algumas dicas que podem ajudar na altura de escolher o nome:

1. Som e compatibilidade: digam em voz alta o nome completo que o vosso filho terá e vejam como é que ele soa.
Dicas: às vezes, nomes mais curtos combinam melhor com apelidos compridos e vice-versa. E para quem tem mais que um filho, experimentem chamar em voz alta os dois nomes - algo que vai acabar por acontecer muitas vezes - e vejam como sai.

2. Originalidade: tanto pode ser bom, como ter o outro lado da moeda. Um nome pouco vulgar pode fazer com que o vosso filho se destaque e não fique esquecido por onde passa, mas mais tarde, ele pode não vir a achar muita piada, para além disso, pode dar azo a que seja alvo de trocadilhos menos engraçados com o nome.
Com um nome mais comum, pode acontecer que, em vez do nome próprio, ele fique conhecido pelo apelido, já que a probabilidade de não ser o único na sala de aula.

3. Nomes repetidos: pode acontecer. Nós passamos uma vida a idealizar o nome para os nossos filhos e quando chega o momento e estamos à espera do bebé, a nossa melhor amiga ou um familiar próximo, que acabou de ser mãe/pai deu esse nome ao seu filho! Como é que resolvem isso? Mudam o nome? Mantêm? Ou arranjar forma de criar um nome composto mantendo um dos nomes aquele que já tinham escolhido?

4. Homenagens: há famílias que escolhem os nomes de acordo com alguma crença religiosa ou com base numa tradição - como também referi acima. Neste caso, convém que ambas as partes estejam de acordo, evitando imposições.

5. Significado: não é algo em que estejamos a pensar diariamente, no entanto, qualquer pessoa pode ter curiosidade em saber qual o significado do seu, por isso, por ser algo a ter em consideração.

6. Atenção aos nomes que podem suscitar trocadilhos - as crianças conseguem ser mázinhas umas para as outras, por isso, não custa nada evitar as brincadeiras mais óbvias - ou de grafia complicada que obrigue a criança a ter que soletrar o seu nome o tempo todo.


Por fim, fiquem com a lista daqueles que foram os nomes mais usados em Portugal durante 2014 Nomes mais usados em Portugal em 2014. Concordam com os nomes que estão no topo da lista?

Bom Dia!


Pais&Filhos | Fim-de-semana à porta com sugestões fresquinhas aqui!

29.01.16 | Vera Dias Pinheiro
Já repararam que chegamos ao final do mês de Janeiro? Aquele que costuma ser o mês mais longo do ano de repente começa a passar tão rápido quando os restantes... Assim sendo, só nos compete mesmo fazer com que cada dia conte, especialmente o sábado e o domingo!
Deixem-se ficar por aqui e vejam as nossas sugestões - em parceria com a Pumpkin.pt - para que motivos para se divertirem não vos falte.

Bom fim-de-semana e, claro, divirtam-se!!!


Janeiro despede-se das famílias portuguesas com muitas atividades divertidas para fazer com os miúdos. 

Em Lisboa, Porto, e por todo o País há imensos programas giros para fazerem juntos: hora do conto, oficinas e cinema… tudo para tornar a vida em família ainda mais divertida! 
Para verem mais sugestões e procurarem atividades na vossa área usem a pesquisa Pumpkin

Vejam as nossas sugestões por local: Lisboa | Porto | Outros locais 





Último fim de semana de Janeiro para Moms & Babies

Se tiverem bebés dentro ou fora da barriga, temos sugestões especiais com muito mimo!



Lisboa  



Fora de Série: A Artista No Seu AtelierFora de Série: A Artista No Seu Atelier

30 e 31 de Janeiro | Cascais 
No próximo fim de semana não perca as atividades gratuitas Fora de Série na Casa das Histórias Paula Rego para famílias com crianças a partir dos 4 anos.









ILUSTRARTE - VII Bienal De Ilustração Infantil para a InfânciaILUSTRARTE - VII Bienal De Ilustração Infantil para a Infância

22 de Janeiro a 17 de Abril | Lisboa 
O Museu da Eletricidade recebe, uma vez mais, a Ilustrarte, exposição da Bienal Internacional de Ilustração para a Infância, que mobiliza alguns dos mais consagrados ilustradores e novos criadores da literatura infantil ilustrada.






Pet Festival na FIL - Feira Internacional de LisboaPet Festival na FIL - Feira Internacional de Lisboa

29 a 31 de Janeiro  | Lisboa
O Pet Festival é a maior festa da mascote realizada em Portugal, dedicado à apresentação e dinamização de várias espécies e raças de animais de companhia.





Oficina de ilustraçãoOficina de ilustração


30 de Janeiro  | Lisboa
A Sereia e os Gigantes inspira-se na lenda de uma das mais belas praias do Algarve. Dois gigantes, o Mar e a Montanha, viviam em harmonia até ao dia em que se enamoraram pela Sereia.








Avô Cantigas - O Popó do PapáAvô Cantigas - O Popó do Papá

30 de Janeiro  | Lisboa 
Ao atingir os 34 anos de carreira, o Avô Cantigas apresenta-se ao vivo com um novo concerto que vai deliciar miúdos e graúdos. Acompanhado em palco por atores que interpretam divertidos netinhos, ele vai cantar uma mão cheia de canções inesquecíveis que são a garantia de um tempo bem passado com grande animação.









Há Ciência no Museu! Reciclar a BrincarHá Ciência no Museu! Reciclar a Brincar

30 de Janeiro | Lisboa 
Lembram-se daquela bola de futebol que o seu filho já não usa? Pois bem, ele agora pode transformá-la! Com o Museu Benfica – Cosme Damião e a
Science4You poderão reciclar a brincar.





Dia Mundial do Mágico no LoureShopping

Dia Mundial do Mágico no LoureShopping

30 e 31 de janeiro | Loures 

No próximo fim de semana, o LoureShopping irá celebrar o dia Mundial do Mágico com muitas atividades para miúdos e graúdos. 

 




Teatro para toda a FamíliaTeatro para toda a Família


30 e 31 de Janeiro | Amadora
Nos sábados de janeiro o Dolce Vita Tejo vai ter animação para as famílias e especialmente para os mais pequenos. Serão peças de teatro aos sábados e um workshop no domingo.




Porto





Workshop Máscaras de CarnavalWorkshop Máscaras de Carnaval

30 de Janeiro  | Valongo
Nesta oficina cada criança terá a oportunidade de criar duas máscaras, sendo a primeira igual para todos – a Máscara dos Minions. A segunda máscara será à escolha de cada um e poderá optar entre a Máscara da Elsa, da Anna, do Darth Vader ou do Batman.




Invicta for KidsInvicta for Kids

30 de Janeiro | Porto 
E que tal aproveitar o próximo sábado para passear pela Invicta? Não perca a oportunidade de participar nesta tour pela Torre dos Clérigos, Livraria Lello e com um Passeio de Elétrico, especialmente organizado para crianças.

 










Oficina do ambiente em Família-alimentadores de avesOficina do ambiente em Família-alimentadores de aves

30 de Janeiro | Vila Nova de Gaia
No sábado junte a família e participem nesta fantástica oficina do ambiente. Os miúdos vão adorar!

 







 30 de Janeiro  | Vila do Conde
A Little Stars vai abrir a porta ao Yôga para crianças na escola Little Stars em Areia, Vila do Conde.






Pelo País fora





Family Days em CoimbraFamily Days em Coimbra

30 e 31 de Janeiro  | Coimbra 
O Family Days é um evento inteiramente dedicado à família, o seu objetivo é oferecer dois dias de grande animação proporcionando momentos inesquecíveis, através de inúmeras atividades, como compras, espetáculos, workshops em que a família é totalmente envolvida.






Zero em Comportamento: Oficinas no Cineteatro Municipal João MotaZero em Comportamento: Oficinas no Cineteatro Municipal João Mota

30 de Janeiro | Sesimbra 
As Oficinas da Zero em Comportamento iniciam este novo ano em digressão pelo país e este mês fazem paragem no Cineteatro Municipal João Mota.




Onde está o tesouro Português? Visitas InesperadasOnde está o tesouro Português? Visitas Inesperadas

 30 de Janeiro | Coimbra
Era uma vez um rei, um conquistador, um marinheiro e um poeta. Venham seguir as pisadas destes portugueses destemidos e, de pista em pista, através de uma animada Caça ao Tesouro.









Os 3 PorquinhosOs 3 Porquinhos

31 de Janeiro  | Seixal
Era uma vez 3 Porquinhos, que depois das aventuras de fuga ao malandro do lobo mau encontram a sua paz na floresta, onde cada um deles constrói os seus sonhos. Não perca esta peça que conta com muitos momentos de música e diversão.




*Informação powered by Pumpkin.pt.



Crianças | O que fazer com os miúdos nas férias do Carnaval? [Temos uma sugestão para vocês]

28.01.16 | Vera Dias Pinheiro
Imagens retiradas do Pinterest

A chegada das férias é sempre uma altura de sentimentos mistos, ou não? Por aqui ainda não temos muito essa noção, porém com amigos próximos percebo que nem sempre é fácil conciliar as pausa no ano lectivo dos miúdos com a dos pais, o que coloca sempre um problema em cima da mesa: como entreter os miúdos nas férias escolares?

Muitos têm a possibilidade de deixar com avós, outros nem por isso... Sendo assim, e a semelhança da sugestão do Campo de Férias de Natal da Science4You, aviso os interessados que vai haver também um Campo de Férias de Carnaval, a decorrer nos dias 8, 9 e 10 de Fevereiro.


campo de férias Science4you + férias de carnaval + onde deixar os miúdos nas férias de Carnaval + pausa no ano lectivo


- A quem se destina? A todas as crianças entre os 6 e os 12 anos.

- Objectivo? Juntar as partidas, as pinturas faciais e as máscaras de Carnaval às mais divertidas experiências de ciência. Espuma colorida, bebidas fumegantes, a confecção dos seus próprios chocolates que deixam a língua verde e laranjas disfarçadas são apenas algumas das atividades que prometem entreter e instruir as crianças. O último dia será dedicado às mais cómicas partidas com base na ciência. Os mais pequenos vão aprender a fazer serpentes do faraó, pega-monstros, rockets e muito mais. Nada melhor do que aprender a brincar.

- Onde? Em Lisboa, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) e no Porto, na Inoveduc. 

- Preço? O valor diário é de 35€ e inclui: almoço, lanche, seguro de acidentes pessoais e de responsabilidade civil, assistência médica, mochila, caneta, bloco de notas e material didático, um brinquedo Science4you, e muita diversão. 

Embora não sendo ainda uma consumidora deste tipo de actividades, sou da opinião que a fazê-lo que seja em actividades que de certa forma estimulem as crianças, neste caso será através do lado "científico" e explorador. Relembro ainda que em todas as atividades as crianças utilizarão verdadeiro material de laboratório e serão acompanhadas pelos coordenadores e animadores científicos da Science4you.

Os interessados podem fazer a inscrição em https://brinquedos.science4you.pt/20-campos-de-ferias (botão "Inscreve-te já").


A propósito, quais são, por aí, as máscaras eleitas para este Carnaval? Nós vamos ter um Pirata Jake filho e um pai que foi "obrigado" a tornar-se um Capitão Gancho! :)




Passatempos | Variações Hair&Body | As viagens dos Vs

28.01.16 | Vera Dias Pinheiro

beleza + serviços de beleza ao domicílio + cuidado de beleza + pausa mãe + mulher


Hoje trago boas notícias: estamos de volta com um novo passatempo! 

E, desta vez, pensei em algo que fosse de encontro aquela que é minha filosofia perante este universo de ser mulher e de ser mãe (já para não falar de tudo o resto): a de encontrarmos um equilíbrio em que não descuidamos de marcar na nossa agenda um tempo só nosso! Contudo, bem sei que, no ritmo do dia-a-dia, isso nem sempre é fácil. 

Quando estava em Bruxelas, sobretudo, e o Vicente em casa comigo a tempo inteiro, passavam-se os primeiros meses de vida e eu queria voltar aos poucos a conseguir ter o meu tempo e voltar a ter alguma rotina fora do mundo da maternidade, mas nem sempre era fácil conjugar tudo, especialmente na companhia do Vicente! Foi nesse percurso que descobri que se eu não podia sair de casa, alguém poderia vir a casa ter comigo e tratar de mim. Perfeito! O Vicente não saia do seu ambiente - e mais facilmente ficava entretido - e eu tinha um momento mais relaxado de pausa mãe.

De volta a Lisboa e a algum tempo atrás descobri a Cláudia, uma rapariga cheia de boa energia e de garra que montou o seu próprio negócio e com o qual é muito feliz. O Variações Hair&Body é, nada mais nada menos, que um serviço de beleza ao domicílio (cabeleireiro, estética, massagens e outros tratamentos).

Depois de ter experimentado os serviços da Cláudia e de ter adorado, decidimos juntarmo-nos e oferecer aos leitores do blog, um voucher no valor de 35 euros e, agora, muita atenção:

voucher + passatempo + blog + variações hair&body + mulher + cuidados de beleza + serviços de beleza ao domicílio


- Trata-se de um passatempo para todos, sem restrições geográficas, por isso o valor deste voucher pode ser usado tanto nas deslocações ao domicílio como também em compras na loja online do Variações Hair&Body (aceder aqui).

E aquilo que têm que fazer é muito simples, basta:

- Fazer like na página de Facebook d' As viagens dos Vs;
- Fazer like na página de Facebook da Variações Hair&Body;
- Ser seguidor(a) do blog As viagens do Vs;
- Partilhar publicamente o post (no Facebook) do passatempo e marcar 3 pessoas;
- Responder às seguintes perguntas:



O passatempo irá decorrer até ao dia 11 de Fevereiro, até às 00h00, sendo o resultado conhecido no dia 12 de Fevereiro, apurado através de random.org.


Participem! Partilhem! E boa sorte!!!


Colaborações | Enf.ª Carmen Ferreira | Preparar o regresso a casa com o recém nascido

27.01.16 | Vera Dias Pinheiro

regresso a casa do recém nascido + novo bebé + boas vindas + welcome + maternidade + gravidez + preparativos para o regresso a casa com o bebé


A fase final da gravidez é a altura ideal para dedicarmos algum tempo para preparar o “ninho” que irá acolher o bebé daí a pouco tempo, pois assim que ele chegar, os dias serão exclusivos para cuidar dele e no tempo que sobra, de nós também. Deste modo, é importante pensar numplano de acção que nos ajude a antecipar algumas das necessidades que se avinham e evitar correrias e acrescentar mais tensão a alguma que já possa existir nos primeiros dias.

Assim sendo, preparei-vos uma pequena lista com os aspectos mais importantes para preparar o regresso a casa:

1. Preparar a casa:
A preparação da casaenvolve toda a casa, para além do quarto do bebé. Convém ter minimamentepreparado o espaço e ter todos os materiais importantes para os primeiros cuidados com bebé. 

- Limpeza:
Na generalidade dasmulheres, as limpezas até poderão ser um bom exercício para promover o iníciodo trabalho de parto (a evitar em placentas prévias/descolamento, ameaças departo pré-termo ou outras indicações médicas de repouso) e ajudam a organizaros espaços.  Muitas vezes, nesta fase dearrumações, é que nos apercebemos do que falta e assim com tempo e calmaconseguimos colmatar imprevistos. E porque não encarar isto como um programa entre amigas e em conjunto darem os últimos retoques no quarto do bebé?

Não se esqueçam: para além de ser uma sensaçãoóptima, a de regressar à nossa casa cheirosa e arrumada, depois da estadia nohospital, é importante para a saúde e bem-estar do bebé. 

2. Comida:
Podem ter de reserva águas e snacks saudáveis e podem, igualmente, preparar algumas refeições e deixar no congelador para não terem que se preocupar em cozinhar nos primeiros dias após o regresso. 


Sugestões:
- Sopa;
- Saladas;
- Peixes gordos (sardinha, salmão...);
- Sobremesas saudáveis: sugestão - pudim de chia (receita: 1 copo de leite de arroz ou outro com 4 colheres de sopa desementes de chia. Deixar repousar uma noite no frigorifico e no dia seguinte, adicionar fruta e frutos secos por cima);
- Muffins de legumes (receita: ovos, legumes cortados.Colocar numa forma e leve ao forno 15 minutos);
- Tiras de cenoura ou tostas de arroz (àsvezes à noite, enquanto amamentamos, dá-nos aquela vontade de trincar qualquercoisa);
- Apostar em frutas e legumes da época.

Fazer compras:
As compras incluem não só comida e água, mastambém aqueles clássicos: papel-higiénico, pensos higiénicos, produtos dehigiene, etc... Agora é uma boa altura para aproveitar as feiras do bebé - adecorrer nas superfícies comerciais como o continente, pingo doce, jumbo - para adquirirem produtos para o bebé de forma mais económica. E, já agora, vejam (ou revejam) o artigo sobre o que realmente precisamos levar na mala da maternidade, para saber em que produtos devem investir: Bebé Saudável - Mala da maternidade: o que é realmente necessário levar.

3. Roupa do bebé:
Este passo é importante para o bem-estar do bebé, pois as roupas estão expostasnas lojas, onde muita gente toca e passa microorganismos para a mesma. Ora como osistema imunitário do nosso bebé é ainda muito frágil, toda a sua roupa, assim como, mantas efraldas de algodão, devem ser lavadas previamente num programa extraenxaugamento com detergente especifico para bebé. Para além de lavar, devem cortar todas as etiquetas, a fim de não agredir a sua pele tão delicada. 

4. Preparar os familiares:
Pois é, esta tarefa também é importante para articular as ajudas e as visitasno pós-parto. Informem desde já as vossas preferências e nomeiem osresponsáveis por determinadas tarefas (por exemplo, o avô vai passear o cãoenquanto estão na Maternidade, a tiaprepara a comida nos dias a seguir ao regresso a casa, os amigos tratam de ajudarna roupa...)

Ficam aqui mais dicas para darem às vossas visitas:

regresso a casa do recém nascido + novo bebé + boas vindas + welcome + maternidade + gravidez + preparativos para o regresso a casa com o bebé + regras para visitar um recém nascido + visitas ao bebé

5. Dica extra - Preparar o nosso amigo de quatro patas:
Levando uma fralda que esteve em contacto com o bebé para o seu animal deestimação sentir o cheiro e não estranhar no dia que conhece o bebé.
Saibam mais sobre este assunto em: Bebé Saudável - Como preparar o seu cão para a chegada do bebé



Enfª Carmen Ferreira

Enfermeira Carmen Ferreira + Colaborações + As viagens dos Vs + gravidez + maternidade + bebés













Esperamos que estas dicas sejam úteis para vocês
e
que aproveitem o melhor desta fase!


Em caso de dúvidas, têm sempre a possibilidade de visitar o facebook ou o blog para lerem sobre outros cuidados com vocês e com o vosso bebé!






Crianças | Palavra de ordem: NÃO!

26.01.16 | Vera Dias Pinheiro


- Vicente, vamos lavar os dentes?
   NÃO!
- Vicente, vamos calçar os sapatos para ir para a escola?
   NÃO!
- Vicente, está na hora de tomar banho. Vamos?
   NÃO!
- Vicente, a mãe fez ovinho para o jantar! Anda!!!!
   NÃOOOOO!
- Vicente, é hora de ir dormir!
   NÃO MÃE!!!!
- Vicente...?
   NÃOOOOOOOOOOO!!!!

NÃO! NÃO! NÃOOOOO!!!! Esta é a palavra de ordem, desde que acordamos até à hora de ir deitar e até quando está a sonhar - juro! isto é mesmo real, os sonhos dele são a dizer que não quer alguma coisa! São três anos de muita personalidade e de muitos desafios, numa fase que é também tão gira e
tão divertida! Sinto que vivemos nos extremos, sem meio termo: ou está bem disposto - e aí está mesmooooo bem disposto; ou então, está com o feitio torcido - nesse caso, o melhor é saírem da frente, porque ele vira um furacão de teimosia capaz de fazer perder a paciência a um santinho.

Não somos os primeiros pais a viver isto, nem tão pouco os primeiros a sentir-se um pouco perdidos, pois, se por um lado, sabemos o que não devemos fazer, por outro, às vezes, é tão, mas tão difícil aguentar sem perder a paciência e sem desesperar. Para além disso, sinto que o Vicente nos conhece melhor do que ninguém e que sabe exactamente quais são os nossos pontos fracos e é precisamente aí que tenho tentado "surpreendê-lo". Como? Tenho tentado ter atitudes diferentes daquelas que ele espera suscitar em mim e até funciona - e isto é algo que insisto em tentar mostrar ao senhor meu marido. Mas quando nada resulta mesmo - e são algumas vezes - combinamos entre nós que antes de explodir, saímos uns minutos de perto do Vicente e contamos até 10 e se isso não for suficiente, trocamos de lugar.

Se resulta? Talvez! Se é o mais correcto? Não sei! O que eu quero mesmo é que tanto eu como o senhor meu marido nos aguentemos o máximo possível e não ceder ao stress do momento, acabando por responder com gritos também. Quando assim é, há um momento em que já se perde a razão ao tentarmos explicar à criança que não se grita e que não se fala alto, pois já estamos todos com o mesmo tom de voz...

Depois, parecem existir outras dicas importantes para os pais que tal como nós, se vêm confrontados com esta demonstração tão forte de desejos e de vontades por parte destas pessoinhas:

1. Oferecer opções:
Parece que o melhor que temos a fazer nesta fase é deixá-los escolher entre duas opções e que serve para todo o tipo de situações.

2. Ensinar outras respostas:
Por vezes, a insistência no "não" porque não conhecem vocabulário alternativo ou então, entrar na brincadeira e perguntar: "Sabes qual é o contrário de "não"?"; "O que vem entre o "não" e o "sim"? (talvez, pode ser, mais ou menos...); ou quando é mesmo não, ensinar a dizer não de uma forma mais simpática, por exemplo, sem ser ao gritos e simplesmente, dizendo "não, obrigado".

3. Talvez a mais importante de todas - Usar o "não" com moderação":
Inevitavelmente, esta fixação com a palavra "não" pode ser o reflexo do nosso próprio comportamento. Muitas vezes, muitas delas sem nos apercebermos, o "não" é dito com muita frequência... Truque: reformular as frases, quase como um daqueles jogos em que não podemos usar uma determinada palavra numa frase.

4. Talvez a segunda mais importante - Ser firme!
Por muito que a nossa vontade seja acabar imediatamente com aquele jogo de forças, não podemos ceder apenas porque queremos parar com aquela birra. E resulta, pelo menos comigo, que não cedo a birras, mesmo aquelas em locais públicos, que deixam toda a gente a olhar para nós.

Porém, a melhor dica de todas é que da mesma forma inesperada que esta fase chega, ela também irá desaparecer. Até lá, inspira - expirar e não... pira!!!!! :)

Mães e papás com filhos na fase do "não" acusem-se! 

Boa tarde.

Pág. 1/6