Mais cedo ou mais tarde, a verdade é que as dores nas costas acabam sempre por aparecer e, se é algo que acontece já numa fase mais avançada da gravidez, acaba por se juntar a um conjunto de outros desconfortos e que podem dificultar muito a qualidade do nosso descanso.

E não há muito a fazer, pois com a mudança do centro de gravidade, devido ao crescimento do útero e consequente enfraquecimento dos músculos abdominais, a nossa postura é forçada a mudar, o que conduz a um esforço maior da coluna.
Uma pessoa que não tenha qualquer actividade antes da gravidez terá uma maior propensão para este tipo de dores (mais cedo e mais acentuadas) do que outra que seja mais activa. Daí ser realmente importante que as pessoas encarem o exercício físico na sua vida em geral, incluido o período da gravidez, como algo verdadeiramente relevante para o seu bem-estar diário. Durante a gravidez deve ter-se especial atenção não só ao tipo de exercícios que fazemos, como também ao número de semanas que estamos de gestação, pois à medida que vamos evoluindo no tempo, o exercício tem que ser ajustado às nossas mudanças de capacidade física e hormonal.
O ideal seria que todas as grávidas (e às vezes, os próprios médicos) fossem mais despertas para isso e pudessem procurar um local onde ser bem informadas, avaliadas em termos de condição física, e acompanhadas no tipo de exercícios que podem ou não fazere, já sabemos que todas somos diferentes, com historial de vida de hábitos diferentes e não vale fazer o que nossa amiga que também está gravida faz.

Como já tive oportunidade de vos dizer, eu tenho experimentado algumas aulas de treino personalizado dado por profissionais desta área (Mais Vida Portugal), na clínica Amamentos, em Telheiras, e tem sido uma agradável surpresa. Eu, que treinava todos os dias antes de engravidar,  habituada a ritmos intensos e energéticos, achava que este tipo de aulas especificas para mulheres grávidas seria demasiado suave, mas não. O treino específico vai buscar e trabalhar aquilo que mais precisamos e ali somos só nós que contamos, o que faz com que qualquer postura mais incorrecta seja imediatamente corrigida.
A outra grande vantagem é que acabamos por aprender exercícios que poderemos fazer em casa, com o recurso a muita pouca coisa: uma bola de pilates, peso do corpo ou, quem tiver, poder recorrer a 1kg ou 2kg extra para intensificar o treino, por exemplo. No entanto, o que aqui é mesmo importante é que a postura durante os exercícios seja mesmo a correcta.
Deixo-vos aqui com uma amostra daquilo que fiz no último treino com o Flávio Nascimento, que em conjunto com a Sofia Amorim, são os responsáveis por este projecto: Mais Vida Portugal. O foco foi precisamente o de como evitar ou aliviar as dores nas costas (todos os exercícios que fiz, podiam perfeitamente tê-los feito em casa). Seguem-se alguns vídeos de exercícios que podem fazer aí em casa:

 

Podem acompanhar mais de perto os meus e outros treinos, no Instagram da  Steps.maisvida e do Facebook da Mais Vida Portugal e, claro, através do blogue, sempre com o apoio da Amamentos, que disponilibiza o seu espaço para a realização destes treinos

Se estiverem interessados em receber mais informações sobre estas Sessões de Treino Personalizado, não deixem de contactar a Amamentos e a Mais Vida Portugal.
Outros Posts relacionados com este assunto:

*Este post é escrito em parceria.

Comentários

comentários