Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Super alimento: A Quinoa [receitas #6]

29.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Nestes últimos dias, as refeições do pequenino V. não têm sido mais do que sopa passada. Já tínhamos entrado na fase de separação entre o primeiro e o segundo prato, mas sempre que me inicio neste, tão delicado, processo, o Vicente acaba por adoecer e lá voltamos nós à casa da partida.
Felizmente, já está a recuperar e está na hora de recomeçar todo o processo (mais uma vez). No entanto, quanto mais crescido ele está, mais manias aprende para me contrariar e como tenho percebido que, neste momento, o que ele está a tentar fazer é simplesmente dar-me a volta, para o almoço vai ter a sopa e vai ter também carne e quinoa.

A quinoa é um autêntico super alimento, com grande valor nutricional. Cá em casa usamos sobretudo em saladas e como forma de acompanhamento (como substituto do arroz/massa, por exemplo). Porém, é uma pena não ter explorado mais o potencial deste grão, que é imenso.

Para já, deixo-vos aqui o porquê da quinoa ser um alimento assim tão espectacular e uma receita para os "iniciantes".


Fonte: aqui
Principais benefícios:
  • é rica em proteínas, ajudando no fortalecimento muscular;
  • fonte de ómegas 3 e 6 que ajudam à prevenção de doenças cardiovasculares e à redução do colesterol;
  • fonte de cálcio e, por isso, ajuda o fortalecimentos dos ossos e prevenção de doenças como a osteoperose e a hipertensão;
  • apresenta vitaminas do complexo B, essenciais para o bom funcionamento do sistemas nervoso e manutenção muscular;
  • as fibras presentes no grão conferem uma sensação de saciedade, podendo favorecer o emagrecimento;
  • é, igualmente, rica em zinco, nutriente que actua no reestabelecimento do sistema imunológico e nos processos de cicatrização;
  • finalmente, é um grão recomendado para as pessoas que possuam a doença celíaca, na medida em que não contém, glúten


Preparar a quinoa, como substituto do arroz:
1 xícara de quinoa em grão
2 xícaras de água a ferver
3 dentes de alho
2 colheres de azeite
1/2 cebola picada
Sal a gosto (é facultativo)
Modo de preparo: Refogar o alho e a cebola no azeite e acrescentar a quinoa. Mexer bem e colocar a seguir a agua, o sal e deixar cozinhar em lume brando até a agua secar. 

Se ainda estiverem com dúvidas, ficam umas ideias, porque afinal, os olhos também comem :)






*todas as imagens foram retiradas da internet

Bom apetite!!!

O nosso fim-de-semana #2

27.01.14 | Vera Dias Pinheiro

Le Vieux Marché (Feira de Antiguidades), Place Jeu de Balle, no coração de Marolles

Le Vieux Marché (Feira de Antiguidades), Place Jeu de Balle, no coração de Marolles

Le Vieux Marché (Feira de Antiguidades),
Place Jeu de Balle, no coração de Marolles

O senhor meu marido não resistiu às
máquinas de escrever "à moda antiga"

Um dos muitos paineís alusivos às histórias do Tintin
espalhados pela cidade. Este fica em Marolles
Paragem para um café no L'Atelier en ville

Apesar de não ter sido o nosso último fim-de-semana, representa parte daquilo que mais gostamos de fazer. E, por falar nisso, já vos tinha dito que Marolles é sempre o melhor do nosso fim-de-semana?! :)


[Desabafo]

24.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Acabamos a semana com o pequenino V. com 39º de febre, conjuntivite e muita ranhoca à mistura. A solução passa por limpar com muito soro e aspirar e o resultado é a mãe a levar com sovas de pés e mãos de uma pessoinha de palmo e meio, que não sei onde vai buscar tanta força. E o senhor meu marido viajou, vai passar o fim-de-semana a trabalhar e muito longe de nós e também com menos frio que nós... 
A perspectiva para este fim-de-semana, ao contrário do que costuma ser o meu espirito, é que estes dois dias passem a correr. Quero que o senhor meu marido volte rápido e que o meu pequenino V. melhore ainda mais rápido.

A vocês, desejo um fim-de-semana super animado!


A importância de criarmos rotinas!

22.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Nós temos semanas normais, mas também temos as semanas bastante anormais, como esta, em que o planeamento familiar exige medidas drásticas. Com o senhor meu marido emergido num período de muito trabalho e com algumas viagens pelo meio se eu quero continuar a ter tempo para as minhas coisas, tenho que me ajustar aos horários em que consigo ter o pai em casa.
Nestas alturas, as idas ao ginásio são as primeiras a serem afectadas, mas como isso é condição para que os meus dias corram melhor, para que a minha paciência não se esgote e para conseguir aguentar as tarefas de casa e o Vicente sozinha, a única opção tem sido a de levantar-me às seis horas da manhã - sem que isso signifique que consiga deitar-me mais cedo à noite - e sim, leram bem e se há algum tempo atrás me dissessem que isto iria acontecer, eu iria negar! 
E não, não é de todo fácil, a primeira reacção é desligar o despertador e voltar a dormir e houve muitas vezes em que isso aconteceu. Depois, fui aprendendo a criar estratégias e umas delas era a de ter tudo preparado de véspera para que, entre o acordar e o sair, não demore mais do que vinte minutos.

Deixo-vos aqui algumas dicas motivacionais para nós: 

1. Ter a determinação e a vontade - sem isso bem que podia cair da cama que não iria de modo algum. Mas, neste caso, não iria nem às 6h00, nem às 11h00, nem às 18h;
2. Ter o pequeno-almoço já preparado de forma a que seja só pegar e comer. E, nisso, os meus overnightoats, são um excelente aliado. Para além disso, são um excelente pré-treino. Esta preocupação com os que se deve comer antes e depois do exercício físico não é coisa do culturismo ou coisa que o valha. É mesmo importante que o nosso corpo recebe os nutrientes necessários para: 1) ter a energia necessária durante o treino; 2) a recuperação dos músculos, a seguir e 3) que os resultados, de tanto esforço, apareçam;
3. A roupa fica já pronta na noite anterior, na casa de banho, e o saco junto à porta de saída, juntamente com o casaco, as luvas e o gorro (que a esta hora o frio é polar).

Não é fácil. Tenho sono e o cansaço aumenta, porque embora esteja em casa, a verdade é que não paro um minuto. No entanto, o retorno é muito superior a tudo isso. Muitas pessoas dizem que é impossível fazer desporto ou ter algum outro hobby, além do trabalho-casa. O tempo, que é sempre pouco, é sempre o mau da fita. 

Compreendo que possa ser muito difícil, porém não será impossível. Obviamente, é preciso um maior esforço da nossa parte, mas se for para dar-mos um bom contributo para nós e para o nosso bem estar, acho que vale muito a pena. 

Fica a motivação :)

recuperação pós-parto, mulher, exercício físico, desporto na mulher, benefício de praticar exercício físico






Life&Style | Désolé [de assinatura portuguesa]

21.01.14 | Vera Dias Pinheiro
A noite era para ser uma soirée eslovaca, mas parece que a própria vida, mais do que a idade, já nos fez passar a fase das festas barulhentas, onde ninguém se pode mexer ou falar. Como ainda era cedo e dado que tínhamos chamado a babysitter, quisemos que a noite não fosse em vão.

Saímos da festa inicial um pouco sem saber onde ir, mas com muita vontade de encontrar um sítio onde nos pudéssemos sentar, conversar e... beber um bom vinho. E é precisamente nestas alturas que nos lembramos do que é nosso, do que é bom e se há coisa que fazemos bem (e bebemos) é o vinho. E, para mim, será sempre tinto!

Por sugestão do senhor meu marido, chegamos ao Désolé. Um bar à vins recente, perto da Place du Luxembourg, que, por algum motivo, nos faz sentir imediatamente à vontade (talvez seja do bom gosto da decoração, da simpatia e simplicidade no atendimento, além do ambiente intimista e suave). Depois é sentar e escolher um vinho, a copo ou uma garrafa, juntar as tapas a acompanhar... os queijos, a farinheira, o pão, as azeitonas... tudo de comer e chorar por mais! E deixar que seja a conversa a dominar o tempo e não o contrário.

Obrigada por me fazerem sentir em casa e pelo excelente vinho que bebi, um tinto da Ânfora, e o senhor meu marido um  Periquita de reserva tinto. 










*todas as fotos vêm directamente do meu iphone


Désolé - Bar de vinhos
Rue de Caroly, 39, 1050 Bruxelas
Podem visitar a sua página de facebook aqui.

[a nossa energia matinal]

19.01.14 | Vera Dias Pinheiro
Mais um fim-de-semana que passou, sempre com a sensação de que foi a correr, demasiado a correr. O tempo nunca chega, queríamos sempre ter feito mais qualquer coisa, ter ido a mais algum sitio ou simplesmente ter tido tempo para, também, conseguir ter feito uma sesta, pelo meio, para recuperar um pouco do cansaço da semana. Com filhos pequenos e madrugadores não há diferença nos horários, de segunda à sexta, sábados, domingos e também feriados, o horário é sempre o mesmo. Os dias começam invariavelmente cedo e com um ritmo, que muito nos custa acompanhar (confesso!). Mas o "olá" e a boa disposição matinal do pequenino V. acabam por ser contagiantes e nós temos que nos conformar, afinal não há volta a dar. 
Agora com a semana a começar e em semanas onde o planeamento tem que ser ajustado ao ritmo de trabalho do senhor meu marido, simplificar é palavra de ordem. Aqui em casa poupa-se imenso tempo quando conseguimos deixar o pequeno-almoço preparado de véspera. Os overnights, além de serem uma opção saudável, são um grande aliado cá em casa. São preparados na noite anterior passam a noite no frigorífico. De manhã é só pegar, comer e sair!
Já tinha falado deles aqui, mas hoje volto a tocar no assunto para vos deixar inspiração para a próxima semana!




[Ingredientes: iogurte bio + mistura de cereais sem glúten + manga e frutos vermelhos + chia + raspas de chocolate preto]

Pág. 1/3