Um blog é como um filho, um animal de estimação, uma planta… é algo que devemos alimentar todos os dias para não deixar morrer.
É verdade que, desde a grande ausência durante as férias, que nunca mais voltei com a força que tinha antes e todos os dias penso nisso. Sempre que tiro uma fotografia, que passo por um sitio bonito, que almoço ou janto num restaurante agradável, entre tantas outras coisas, lembro-me de vocês. E, no fundo, é disso que se trata: penso demais e faço de menos!!!! 
Não vou fazer promessas, vou tratar deste sitio como trato de todas as coisas que gosto e me dão prazer, vou cuidar dele para que não esmoreça.

Comentários

comentários